Post 632 – Ask Uncle Chico # 188 – Questions about posts made on OFB facebook – OFB diagnoses: utopia x anti-utopia – “Black fila” and Black OFB – Next CAFIB Expo: Itanhandu on April, 7th.-2019 – Date: April, 4th.-2019

Ask Uncle Chico # 188

Questions about posts made on OFB facebook

OFB diagnoses: utopia x anti-utopia

Black fila” and Black OFB

Next CAFIB Expo: Itanhandu on April, 7th.-2019

 

Dear friends of Fila Brasileiro (FB) and CAFIB, continuing with our conversations…

Question 469: Uncle Chico, the biggest problem of OFB is that his mentor, in my opinion, suffers from anti-utopia. I explain: utopian is the one who fantasizes about the future, idealizing it, in the firm desire that it be reached with thoughts that he would like to see come true; while the user of anti-utopia is the one who idealizes a past that did not happen, nonexistent and unreal. Then create and invent about such past. In the very recent past of the OFB nothing proves itself and its thesis for the future is only perhaps without absolutely no practical proof. Just this…

Uncle Chico’s Response:

Perfect !!!

After all, the mentor of the OFB:

– Does not prove that this dog originated from the Iberian Peninsula and was sent to Brazil on a large scale, or under what circumstances arrived and survived;

– Does not explain why this dog would be a light-headed triangular molosso;

– Does not explain why the OFB phenotype resembles a Pointer and is identical to the Reproved dogs in the first Analyses of Phenotype and Temperament (APT) performed by CAFIB analyzed by Dr. Paulo and the CAFIB judges;

– Even though the above mentioned fact is true, the mentor insists that he follows the principles of Dr. Paulo Santos Cruz;

– Does not present arguments against the fact that all the knowledge of Dr. Paulo was updated and consolidated in the CAFIB from 1978, therefore there is no basis and impossible to follow the breeding of the original, traditional and authentic Fila Brasileiro outside the CAFIB Philosophy of Breeding. Therefore, it is no use sticking to anything dated before 1978;

– Does not inform about the bloodlines used in the manufacture of OFB clearly indicating – as the CAFIB has always done up to registration in CAFIB Summary Statement he names of the dogs used, their owners and the farms where they were located and, mainly, where in fact they were born, since many dogs used must be from urban kennels;

– Does not explain how he use besides dogs “aboriginal and autochthonous …” (?!?!?!?) also unidentified, dogs of CBKC (*), Pure CAFIB Filas, and even Typical Filas of the old UNIFILA, SPFB and it is known that other dogs with have no definite origin;

(*) Filas and “filas” of the CBKC … that, because they eventually possess the black gene, forced the mentor of the OFB to invent a prior opening and justification for the future appearance of a “black OFB” puppies … In other words, the end justifies the means…

– Does not explain why after decades of breeding Typical Fila and after writing his Manifesto 10 years ago, he decided to manufacture a dog with a light-type, triangular-headed whose phenotype is like a Pointer;

– Does not accept, unlike scientists and researchers of IBGE (Brazilian Institute of Geography and Research),  UERJ (University of the State of Rio de Janeiro), of the Brazilian Army and sports scientist that good nutrition and good veterinary care improve any serios animal breeding and development of the human being itself;

– He wrote a distorted and empty thesis; created a great marketing campaign; surrounded himself with dog trainers, took possession of the denomination Fila; decreed that the existing FBs out of his new concept are not FB, but rather a modern dog (?!?!?!); and believes that his simple and fragile thesis that is carried out blindly, from here a few decades of practice will successfully achieve and in any way its intended goal. That is to say, just as it happened in the miscegenation of the 70’s, when João Batista Gomes invented the Fila-Mastiff and Procópio do Valle invented the “black-fila“, putting the FB once again at risk and complete national and international demoralization. And we all know that this miscegenation is still present in the Fila-CBKC to this day;

A lot of people have made a lot of money, but the marks of the Fila miscegenation are in Fila-CBKC-FCI until today.

– Etc., etc., etc …

Question # 470: Chico, the OFB mentor posted in his face: “Many people come to us asking why there are no Black Filas (Brasileiroon the farms. Indeed, for a single time in more than 40 years of field research, I found a black dog worthy of being said to be an OFB“. Well, I ask, it is a Fila Brasileiro or an OFB? If there are two distinct dog breeds as the OFB mentor states, why continue to create such confusion? Was it a flaw ?

Uncle Chico’s Response:

Sure, obvious.

Since my first article dated November 18, in a total of 20 today presenting my solid arguments against the OFB, always with education and respect, I have demonstrated other incongruities like the one absolutely absurd, that only confuse the new admirers and breeders of the FB and who have not yet had the opportunity to experience and know the True and Pure CAFIB FILA !!! It is enough to inform and verify that no old, renowned and traditional breeder of CAFIB, SPFB or even the former Unifila and the extinct Anfibra, opted for OFB. But, please, professional dog trainer, it’s not worth …lol…lol …

Question # 471: Uncle Chico, OFB’s mentor posted on his face: “We know that at the beginning of the records of the FB in the BKC (correction by Uncle Chico: in fact it was in the KCP), the decades of 1940, 1950 and 1960 (correction by Uncle Chico: in fact it was only from 1950 to 1956), only 2% of black dogs were registered, which shows the possibility that they exist, but for some reason, with very rarity”. Don’t you think that this percentage is extremely exaggerated, based even on the researches carried out by Procópio do Valle in the KCP-BKC and that, even so, the OFB mentor in an extremely superficial way, forgets to comment on Uncle Chico’s proofs and arguments for years release that prove the total impossibility of the existence of the “PURE black- fila” ?

Uncle Chico’s answer: No doubt. So, let the OFB mentor prove this vague percentage pointed out by him, since I own and prove very different data, as described below. Moreover, OFB mentor without presenting his solids arguments of course loses value.

However, initially, is very important to keep in mind that the mentor of the OFB states that he uses any and all kind of dog that he deems appropriate for the formation of a new dog type that he intends to manufacture called OFB. Among the used dogs are Filas and “filas” from the CBKC-FCI, where there is still the notorious ” black-fila”. Please note that not even Unifila and the extinct Anfibra registered “filas” of this color. Therefore, I think that since the beginning this mentor felt the need to leave an open, cunning and previously created door that would justify the birth of black OFB puppies in future litters. That is, once again the end justifies the means …

But let us go to the real and proven facts, far from the unproven surface ideas of new, fragile and unsubstantiated theses:


  1. Procópio do Valle, the so-called “Father of the Black-Fila“,  who was the major person interested in validating the “black-fila” that is to say, a dog that initially is the fruit of FB’s miscegenation with Black German Dogue and later with Black Mastin Neapolitan , in his equally fragile thesis in support of the existence of the “black-fila”, was able to present, after researching in the archives of the KCP-BKC(Kennel Clube Paulista and Brasil Kennel Club)  only 10 pedigrees of what they would be, I repeat, would be black-fila”,  duly registered with pedigrees issued by KCP from 1950 to 1956, that is, only in these six years did these records occur. After 1956 there were no more “black-fila”, registrations, either at KCP or at BKC. Thus, according to Procópio himself, the copies of this color would have disappeared in 1956 and reappeared miraculously in the 70’s, coincidentally the decade of miscegenation !!! That is, according to the “Father of the Black Fila” itself there was a 20-year hiatus with no records of “black-fila” in the KCP-BKC !!! And coincidentally and curiously, the “black-fila”, was reappeared precisely in the Kennel Kirimauá owned by Procópio do Valle, located in Juiz de Fora, MG.

Please see below the photo of one of the first and most famous “black-filas“: Tição de Kirimauá, breed by Procópio do Valle.

1 - Tição

Do you think the above dog really deserves to bear a pedigree of PURE Fila ? Or just represent a black-German Dogue of poor quality ? Or would his phenotype be just like a mongrel or mutt dog, with German Dog appearance  ? Would you like to breed an FB with this phenotype?

  1. Procópio do Valle, in one of his several visits to my office, gave me a copy of these 10 pedigrees below, as the result of his research in KCP-BKC and what he said would be, I repeat, they would beblack-fila”:

1 – Zeta de Serra Preta, KCP/BKC nº 1239 de 10/05/1950. Color: black with light yellow brindle.

2 – Mas do Mandaqui, KCP nº 1865 de 20/04/1953. Color: black with brown paws.

3 – Anú de Maconaima, KCP nº 2110 de 21/05/1954. Color: Black, with lightly stained head of brown.

4 -Pajé de Aquidabam, KCP nº 2188 de 26/08/1954. Color: black with some brindle in the body.

5 – Guacyra Indobrasil, KCP nº 1587 de15/01/1952: Color: black.

6 – Lorde Indobrasil (filho de Guacyra), KCP nº 1855 de 7/03/1953. Color: black, with white on the toes of the hind legs.

7 – Diana II do Mandaqui, KCP nº 1.864 de 20/04/53. Color: black.

8 – Tirano do Mandaqui, (neto de Diana II), KCP nº 2197 de 8/09/1954. Color: black.

9 – Toby Atalaya do Sumaré, KCP nº 2465 de 20/04/1956. Color: black

10 – Caiçara de Parnapuan, KCP nº 1995 de 1/08/1953; Color: yellow.

Well, my dear friends, as you read there are not 10 pedigrees of black-fila”, but only five !!! But who knew Procópio do Valle as me, would be not surprised by this fragile mathematics mistake and others… Procopiowas very confused anyway: he developed a thesis based on 10 pedigrees of “black-fila of the KCP-BKC but that were really only five !!! After all, this is a small error of only 50% (lol…lol…) !!!

Another very important point: in his book with almost 400 pages there is no mention of the genetic works … lol…lol…  about the rescue of the “black-fila” that would have been made by him. Simply because this scientific work never existed, because it was the fruit of miscegenation … Would you write a book and not mention a masterful rescue work that you had made of a color lost in time and space in an animal species? Of course not !!!

Please see proofs below the fakes pedigree’s/ proves of Procópio do Valle:

Zeta de Serra Preta, KCP/BKC nº 1239 de 10/05/1950 – yellow brindle.1 - Zeta

Mas do Mandaqui, KCP nº 1865 de 20/04/1953 – brown paws

2 - Mas

Anú de Maconaima, KCP nº 2110 de 21/05/1954 – stained of brown..

3 - Anu

Pajé de Aquidabam, KCP nº 2188 de 26/08/1954 – brindle in the body.

4 - Pajé

Caiçara de Parnapuan, KCP nº 1995 de 1/08/1953 – Yellow

5 - Caiçara

                  Well, my friends, this is the so-called “procopian logic”, where 50% error is fine and “all right … So, you think that only 5 black puppies born in 6 years would be equal to 2% FB as the OFB mentor said lightly ? Remembering thousands of FBs have been recorded in KCP-BKC-CBKC-FCI since 1950?

Obviously the most logical assumption is that in these 5 copies there was miscegenation… Note that 4 in 5 black dogs have familiar ties. Now, if the CBKC-FCI does not control any matting or cross, nor litter, and grants pedigree to anyone who pays for the notary service even today, imagine from 1950 to 1956 …?

Thus, once again Uncle Chico clarifies the matter with solid and proven argument.

In fact, anyone wishing to learn more about the fake–fila insistence on “black-fila” just go to the menu on my site at http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/7.html, where you will find several articles very enlightening and the unforgettable http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/22-fila-brasileiro-3ENG.htmlwhich I translated into English where I do the autopsy and the  burial of Procopio do Valle’s thesis on the so-called “black-fila“.

  1. Now, the great “black-fila” commercial truth:

Any beginner in advertising & marketing studies knows very well that one of the most preferred and most commercialized colors in the world is the… black… !!!

You need to explain more, or you want me to draw.

Well, a lot of people in the past make a lot money by selling “black-fila“.

Look at the proof below, dated September 1976, even before the founding of CAFIB, in photos 1 and 2 below, that managed to win the first page of the very important Brazilian newspaper O Globo, where the Marajoara Consortium was formed to acquire the “black-fila” called Yandu for the sensational figure of Cr$ 30,000.00 (Cruzeiros = old Brazilian currency !!!) that today would be equivalent to R$ 32,000.00 (actual Brazilian currencyand equal to USd 9,000.00), updated based in the Brazilian official economic index IGP -DI. I. e. 16 times more then a regular FB…

Please read in the commercial advertisement material below published in O Globo that Yandu already had reserve to cover 30 females and would fulfill promotional events in the USA, Europe and Japan … Equal to some top winning cattle …

But do you know how this sweet summer dream ended? Yandu grew to become increasingly atypical and similar to a German Dog, as you can already see in the photos below, thus leaving it to Uncle Chico, alone, with only 20 and few years of age to denounce this farce to BKC in the person of its former president Henrique Lucena which, as expected, no action has taken. In addition, CAFIB did not yet exist. Therefore, after much discussion with the administrators of this Consortium, I went to visit them at Pedra de Guaratiba, Rio, in order to explain the miscegenation evidently of Yandu, requesting the extinction of the Consortium. It was not easy, but I did well and Yandu finally got out of circulation…

Yandu was nothing more than an invention made to make lots of money that appears from time to time unfortunately in the FB, cause a great damage and then disappears. And CAFIB and the serious breeders of FB of all the clubs are left to clear the dirt… It was the same with Joao Batista Gomes and his Fila-Mastiff, it was the same with Ibrahim Haddad and his Fila-Neapolitan, was the same with Procópio of Valle and his “black-fila“, it was also some time ago with some guys from São Paulo State  and another from Piaui State that tried to reinvent once more the “black-fila” but curiously crossing it with Pure Yellow CAFIB Fila. Now the ball of the time is unfortunately the OFB.

The “ black-fila“, as well as mestizos of all colors, made the fortunes of exporters and importers as they flooded the USA in the 80s with a strong marketing campaign where “filas” by kilo were sold and exported from Brazil, making the failure of the Fila Brasileiro Club of America (photo 3) that I founded in New York in August 1977 (Photo 3) !!! Countless “black-fila” have been sent to this country. And a lot of money was won

However, the “black-fila” has always been very useful to me because it is the greatest proof of miscegenation, which until a few years ago was denied by BKC-FCI and its breeders and members. From a few years ago, the miscegenation began to be recognized and commented, something that until 2010 was vehemently denied, especially by Virgílio Orsi, former president of SPFB. This club is the successor of Clube Paulista do FB de São Paulo, which for some years has come to be recognized as being the first origin and cradle of FB miscegenation since its president was precisely João Batista Gomes.

On the other hand, the “black-fila” has always been the biggest and best “advertisement dog” proofing the existence of miscegenation since many people do not know the phenotype of the Pure Fila, but everyone knows the black color… In fact, as the famous Brazilian journalist Paulo Roberto Godinho wrote on p. 368 from his masterful book sponsored by the CBKC named “Fila Brasileiro: a Gift of the Stars” (to acquire HTTP://blogdopaulogodinho.blogspot.com or by email paulogodinho@ique.com.br ): “Nothing is more mestizo than a black-fila…”.

Besides, when I first visited the Dr. Paulo Santos Cruz in Santos, SP in March 1976 and convinced him to return to FB, only one of my biggest arguments for him to return an save the Fila Brasileiro from extinction was precisely to show numerous photos of the notorious, mestizo, mongrel and mutt called black-fila“. Look at the scan column newspaper in photo 4 below.

                   Photo 1                     Photo 2                                Photo 3                   Photo 44 fotos

Question 472: Uncle Chico, many rushed to support the OFB mentor because in fact they are envious and despite the indisputable and enormous success of CAFIB. In fact, we are only talking about the FB today, because CAFIB has rescued the true original, traditional and authentic of ever Pure Fila Brasileiro from extinction more than 40 ago. Now that you, Jonas Iacovantuono, Fabiano Nunes, Quinzinho Liberato and even the traditional breeder Roberto Sene of the CBKC are calling our attention to the warmth and fragility of this new thesis of the new canine type that also uses the name FILA, and is called OFB, the first-time fans are understanding the fragility, utopia and anti-utopia of this new adventure… and falling out…

Uncle Chico’s Answer: Thank God !!!

Question 473: Uncle Chico, when will the next CAFIB Expo be?

Uncle Chico’s Answer: Here below follows a poster with information:

Cartaz

Best regards, Chico Peltier. 

Anúncios

Post 631 – Perguntem ao Tio Chico nº 188 – Perguntas sobre postagens feitas no face OFB – Diagnóstico do OFB: utopia x retropia – “Fila preto” e OFB-preto – Próxima Expo do CAFIB: Itanhandu em 7/04/19 – Data: 4/04/19

Perguntem ao Tio Chico nº 188

Perguntas sobre postagens feitas no face OFB

Diagnóstico do OFB: utopia x retropia

Fila preto” e OFB-preto

Próxima Expo do CAFIB: Itanhandu em 7/04/19

 

 Queridos amigos e amigas do Fila Brasileiro (FB) e do CAFIB, continuando com nossas conversas…

Pergunta nº 469:  Tio Chico, o maior problema do OFB é que seu mentor no meu entender sofre de retropia. Explico: utópico é quem fantasia sobre o futuro, idealizando-o,  no firme desejo de que seja alcançado com pensamentos que ele gostaria que viessem a se concretizar; enquanto que o usuário da retropia é aquele que idealiza um passado que não aconteceu, inexistente e irreal. Então cria e inventa. No recentíssimo passado do OFB nada se comprova e sua tese para o futuro é do achismo sem absolutamente nenhuma comprovação prática. Apenas isto…

Resposta do Tio Chico:

Perfeito !!!

Afinal, o mentor do OFB:

– Não prova que este cachorro tenha tido sua origem na Península Ibérica e tenha sido enviado para o Brasil em grande escala, nem em que circunstancia chegou e sobreviveu;

– Não explica por que este cão seria um molosso de cabeça leve e triangular;

– Não explica por que o fenótipo do OFB lembra um Pointer e é idêntico aos cães Reprovados nas primeiras AFTs realizadas pelo CAFIB analisadas pelo Dr. Paulo e pelos juízes do CAFIB;

– Mesmo sendo fato o item mencionado acima, o mentor insiste em dizer que segue os princípios do Dr. Paulo Santos Cruz;

– Não contra argumenta que todo o conhecimento do Dr. Paulo foi atualizado e consolidado no CAFIB a partir de 1978, não havendo, portanto, o que se basear e tentar seguir na criação do original, tradicional e autentico Fila Brasileiro fora da Filosofia de Criação do CAFIB. Portanto, não adianta se apegar a nada datado de antes de 1978;

– Não informa sobre quais são as linhas de sangue utilizadas na fabricação do OFB indicando claramente — como o CAFIB sempre fez até com registro em Súmula — os nomes dos cães utilizados, de seus proprietários e das fazendas onde foram localizados e, principalmente, onde de fato nasceram, pois muitos devem ser de canis urbanos;

– Não explica como usa além de cães “aborígenes e autócnes…” (?!?!?!?) também não identificados, cães do CBKC (*), Filas Puros do CAFIB, e até Filas Típicos da antiga UNIFILA, da SPFB e sabe-se lá que outros cachorros sem terem origem definida;

(*) Filas e “filas” do CBKC… que por serem eventualmente possuidores do gene preto, obrigou o mentor do OFB a inventar uma prévia abertura e justificativa para o futuro aparecimento de filhotes de “OFB-preto”… Ou seja, o fim justifica os meios…

– Não explica por que depois de décadas criando Fila Típico e depois de escrever seu Manifesto 10 anos atrás, resolveu fabricar um fila-tipo-pointer de fenótipo leve e de cabeça triangular;

– Não aceita, ao contrário de cientistas e pesquisadores do IBGE, da UERJ do Exército e de cientista do desporto que a boa alimentação e os bons cuidados médico veterinários aprimoram qualquer criação animal séria e o desenvolvimento do próprio ser humano;

– Escreveu uma capenga tese patropi; criou uma grande campanha de marketing; se cercou de adestradores, se apossou da denominação Fila; decretou que os FBs existentes fora do novo conceito dele não são FB, mas sim um cachorro moderno (?!?!?!); e acredita que sua simples e frágil tese que é realizada às escondidas, daqui há algumas décadas de pratica vai atingir com sucesso e de qualquer maneira a sua pretendida meta. Ou seja, exatamente como ocorreu na mestiçagem da década de 70, quando João Batista Gomes inventou o Fila-Mastiff e Procópio do Valle inventou o “fila-preto”, colocando o FB mais uma vez em risco e completa desmoralização nacional e internacional.. E todos nós sabemos que esta miscigenação continua presente no Fila-CBKC até hoje;

– Muita gente ganhou muito dinheiro, mas as marcas da mestiçagem encontram-se no Fila-CBKC-FCI até hoje.

– Etc., etc., etc…

Pergunta nº 470:  Chico, o mentor do OFB postou em seu face: “Muitas pessoas nos procuram perguntando porque não se encontram Filas (Brasileiro) pretos nas fazendas. Realmente, por uma única vez em mais de 40 anos de pesquisas de campo, encontrei um cão preto digno de se dizer que seria um OFB”. Ora, pergunto, mais é Fila Brasileiro ou é OFB ? Se são duas raças distintas como o mentor do OFB afirma, por que continuar criando confusão ? Seria ato falho ?

Resposta do Tio Chico:

Claro, evidente.

Desde meu primeiro artigo datado de novembro/18, num total hoje de 20 apresentando meus sólidos argumentos contra o OFB, sempre com educação e respeito, tenho demonstrado outras incongruências como a acima absolutamente sem sentido, que só fazem confundir os novos admiradores e criadores do FB e que ainda não tiveram a oportunidade de vivenciar e conhecer o Verdadeiro e Puro FILA CAFIB !!! Basta se informar e constatar que nenhum antigo, renomado e tradicional criador do CAFIB, da SPFB ou mesmo da antiga Unifila e da extinta Anfibra, optou pelo OFB. Mas, por favor, profissional adestrador, não vale…rsrsrs…

Pergunta nº 471:  Tio Chico, o mentor do OFB postou em seu face: Sabemos que no início dos registros dos FB no BKC (correção do Tio Chico: na verdade foi no KCP), às décadas de 1940, 1950 e 1960 (correção do Tio Chico: na verdade foi somente de 1950 até 1956), apenas 2% de cães pretos foram registrados, o que demonstra a possibilidade de existirem, mas por algum motivo, com muita raridade”. Voce não entende que este percentual esteja extremamente exagerado, baseado até mesmo nas pesquisas realizadas pelo Procópio do Valle no KCP-BKC e que, ainda, o mentor do OFB de forma extremamente superficial se esquece de comentar as provas e argumentos há anos demonstradas do Tio Chico que provam a total impossibilidade da existência do “fila-preto-PURO”  ?

Resposta do Tio Chico: Sem dúvida. Então que o mentor do OFB comprove este vago percentual apontado por ele, já que eu possuo e comprovo dados muito diferentes, conforme descrito mais abaixo. No mais, ele fica saindo pela tangente sem contra-argumentar… assim perde valor.

Entretanto, inicialmente, é preciso se ter em mente que o mentor do OFB afirma que usa todo e qualquer tipo de cão que achar conveniente para a formação de um novo tipo canino que ele pretende fabricar chamado de OFB. Entre os cães usados encontram-se Filas e “filas” oriundos do CBKC-FCI, onde ainda existe o famigerado “fila-preto”. Nem mesmo a Unifila e a extinta Anfibra registravam filas” desta cor. Logo, penso que desde cedo este mentor sentiu a necessidade de deixar uma porta aberta, ardilosa e previamente criada que justifique o nascimento de filhotes de OFB-pretinhos em futuras ninhadas. Ou seja, mais uma vez o fim justifica o meio…

Mas vamos aos fatos reais e comprovados, longe do achismo de novas teses capengas e sem substancia:

  1. Procópio do Valle, o chamado “Pai do Fila-Preto”, maior interessado em validar o “fila-preto”, isto é, cachorro inicialmente fruto da mestiçagem de FB com Dogue Alemão-preto e, depois, com Mastin Napolitano-preto, em sua tese igualmente capenga em defesa da existência do “fila-preto”, conseguiu apresentar, após ter pesquisado nos arquivos do KCP-BKC, somente 10 pedigrees do que seriam, repito, seriam de “filas-preto devidamente registrados com pedigrees emitidos pelo KCP entre os anos de 1950 e 1956, Ou seja, somente nestes seis anos ocorreram estes registros. Depois de 1956 não houveram mais registros de fila-preto”, nem no KCP nem no BKC. Logo, segundo o próprio Procópio os exemplares desta cor teriam desaparecido em 1956 e reaparecido milagrosamente na década de 70, coincidentemente a década da mestiçagem !!! Ou seja, segundo o próprio “Pai do Fila Preto houve um hiato de 20 anos sem registros de “filas-preto” no KCP-BKC !!! E, coincidente e curiosamente, o fila-pretofoi reaparecer justamente no Canil Kirimauá de propriedade dele, situado em Juiz de Fora, MG.

Veja abaixo a foto de um dos primeiros e mais famosos “filas-pretos”: Tição de Kirimauá.1 - Tição

Voce acha que o exemplar acima merece mesmo ostentar um pedigree de Fila PURO ? Ou apenas representa um Dogue Alemão-preto de sofrível qualidade ? Ou seu fenótipo seria mais parecido com o de um vira-lata adogado ? Voce desejaria criar um FB com este fenótipo ?

  1. Procópio do Valle, em uma de suas diversas visitas ao meu escritório, me cedeu cópia destes 10 pedigrees abaixo, fruto de sua pesquisa e que ele dizia seriam, repito, seriam de “filas-preto:

São eles:

1 – Zeta de Serra Preta, KCP/BKC nº 1239 de 10/05/1950. Cor: preta com leve rajado amarelo.

2 – Mas do Mandaqui, KCP nº 1865 de 20/04/1953. Cor: preta com patas marrons.

3 – Anú de Maconaima, KCP nº 2110 de 21/05/1954. Cor: preto, com cabeça levemente manchada de marrom.

4 -Pajé de Aquidabam, KCP nº 2188 de 26/08/1954. Cor: preto com algumas rajas no corpo.

5 – Guacyra Indobrasil, KCP nº 1587 de15/01/1952: Cor: preta.

6 – Lorde Indobrasil (filho de Guacyra), KCP nº 1855 de 7/03/1953. Cor: preto, com branco nos artelhos das patas traseiras.

7 – Diana II do Mandaqui, KCP nº 1.864 de 20/04/53. Cor preta. 

8 – Tirano do Mandaqui, (neto de Diana II), KCP nº 2197 de 8/09/1954. Cor: preto

9 – Toby Atalaya do Sumaré, KCP nº 2465 de 20/04/1956. Cor: preto.

10 – Caiçara de Parnapuan, KCP nº 1995 de 1/08/1953; Cor: Amarelo

Pois é, meus queridos amigos, não são 10, mas sim apenas 5 pedigrees de “filas-pretos” . Mas quem conheceu o Procópio do Valle como eu, não se surpreende com este fragrante erro de matemática…  Ele era confuso assim mesmo: desenvolvia uma tese baseada em 10 pedigrees de “filas-pretos” do KCP-BKC mas que só eram realmente cinco !!! E vamos que vamos… Tudo bem !!! Afinal, trata-se de um pequeno erro só de 50% !!!

Por isto em seu livro com quase 400 páginas não existe nenhuma menção ao trabalho genético… rsrsrs… de resgate do “fila-preto” que teria sido por ele realizado. Simplesmente porque este trabalho cientifico jamais existiu, pois foi fruto de mestiçagem… Voce escreveria um livro e não mencionaria um magistral trabalho de resgate que voce tivesse realmente feito de uma cor perdida no tempo e no espaço numa espécie animal ? Claro que não !!!

Vejam minha comprovação abaixo dos pedigrees fakes de Procópio do Valle:

Zeta de Serra Preta, KCP/BKC nº 1239 de 10/05/1950 – rajado amarelo.1 - Zeta

 Mas do Mandaqui, KCP nº 1865 de 20/04/1953 – patas marrons.2 - Mas 

Anú de Maconaima, KCP nº 2110 de 21/05/1954 – manchada de marrom.3 - Anu

 Pajé de Aquidabam, KCP nº 2188 de 26/08/1954 – rajas no corpo.

4 - Pajé

 Caiçara de Parnapuan, KCP nº 1995 de 1/08/1953; Cor: Amarelo

5 - Caiçara

                   Pois é meus amigos, esta é a conhecida “logica procopiana”, onde 50% de erro “tá tudo bem”… Então, voce acha que apenas 5 cachorros pretos, nascidos em apenas 6 anos, equivaleriam a 2% dos registros de FB como levianamente afirmou o mentor do OFB ? Lembrando milhares de FBs foram registrados no KCP-BKC-CBKC-FCI desde 1950 ?

Obviamente a suposição mais lógica e que nestes 5 exemplares houve mestiçagem… Até por que dos 5, 4 cães pretos possuem laços familiares. Ora se o CBKC-FCI não controla nenhuma cobertura, nem ninhada e concede pedigree para qualquer pessoa que pague pelo serviço cartorial ainda hoje, imagine de 1950 até 1956…

Logo, Tio Chico, como sempre, esclarece o assunto com argumentação sólida e comprovada.

No mais, quem desejar de fato aprender sobre a insistência do fake-fila chamado de  “fila-preto” basta ir no menu do meu site em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/7.html, onde encontrará vários artigos muito elucidativos  e o imperdível http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fila-brasileiro-3.html onde faço a autópsia e o funeral da tese do Procópio do Valle sobre o assim chamado “fila-preto”.

  1. Agora, a grande verdade comercial do “fila-preto”:

Qualquer iniciante nos estudos de propaganda & marketing sabe muito bem que uma das cores mais preferidas pelos clientes e mais comercializada no mundo é a…  preta…!!!

Precisa explicar mais, ou quer que eu desenhe.

Pois bem, ganhar muito dinheiro vendendo “fila-preto” é coisa muito antiga… Vejam a comprovação abaixo, datada de setembro de 1976, antes mesmo da fundação do CAFIB, nas fotos 1 e 2 abaixo, que conseguiu ganhar a primeira página do jornal O Globo, onde foi formado o Consorcio Marajoara para adquirir o “fila-preto” chamado de Yandu pela sensacional cifra de Cr$ 30.000,00, (cruzeiros !!!) que hoje equivaleriam a R$ 32.000,00, base IGP-DI.

Leiam na comercial matéria de propaganda abaixo publicada no O Globo que Yandu já tinha reserva para cobrir 30 fêmeas e iria cumprir eventos promocionais nos USA, Europa e Japão… Igualzinho a gado premiado…

Mas voces sabem como acabou este doce sonho de verão ? Yandu cresceu tornando-se cada vez mais atípico e adogado, como aliás já se pode detectar nas fotos abaixo, cabendo assim ao Tio Chico, sozinho, com apenas 20 e poucos anos de idade denunciar esta farsa ao BKC na pessoa do seu presidente Henrique Lucena que, como esperado, nenhuma providência tomou. Além disto,  o CAFIB ainda não existia. Sendo assim, depois de muito conversar com os administradores deste Consórcio, fui visita-lo em Pedra de Guaratiba, no Rio, a fim de explicar a mestiçagem evidentemente de Yandu, pedindo a extinção do Consórcio. Não foi fácil, mas consegui e Yandu finalmente saiu de circulação…

Yandu nada mais é do que uma invenção fabricada para se ganhar muito dinheiro que aparece de quando em quando infelizmente no FB, causam um grande  estrago e depois desaparece. E o CAFIB e os criadores sérios de FB de todos os clubes ficam para limpar a sujeirada… Foi assim com Joao Batista Gomes e o seu Fila-Mastiff, foi assim com Ibrahim Haddad e o seu Fila-Napolitano, foi assim com Procópio do Valle e o seu “fila-preto”, foi também assim algum tempo atrás com uma garotada paulista e outra piauiense que tentaram reinventar mais uma vez o o “fila-preto” mas curiosamente cruzando-o com Filas Puros amarelos do CAFIB. Agora, a bola da vez é infelizmente o OFB.

O “fila-preto”, assim como mestiços de todas as cores, fizeram a fortuna de exportadores e importadores pois inundaram os USA nos anos 80 com forte campanha de marketing para onde eram exportados do Brasil “filas” aos quilos, inviabilizando o sucesso do Fila Brasileiro Club of America (foto 3) que eu fundei em Nova Iorque em Agosto de 1977 (Foto 3) !!! Inúmeros “filas-preto” foram para este país enviados.

Entretanto o “fila-preto”, sempre me foi muito útil pois é a maior prova da mestiçagem, até alguns anos atrás negada pelo BKC-FCI e seus criadores. De alguns anos para cá a mestiçagem passou a ser reconhecida e comentada, coisa que até o ano 2010 era veementemente negada, principalmente por Virgílio Orsi, ex-presidente da SPFB. Este clube é o sucessor do Clube Paulista do FB de São Paulo, que de alguns anos para cá passou a ser reconhecido como sendo a origem primeira e berço da mestiçagem, já que seu presidente foi  justamente João Batista Gomes.

Por outro lado o “fila-preto” sempre foi o maior e melhor garoto propaganda da comprovação da existência da mestiçagem já que muitos não conhecem o fenótipo do Fila-Puro, mas todos conhecem a cor preta… Aliás, como escreveu o jornalista Paulo Roberto Godinho na pág. 368 do seu magistral livro patrocinado pelo CBKC “Fila Brasileiro: um Presente das Estrelas” (para adquirir   HTTP://blogdopaulogodinho.blogspot.com ou pelo email paulogodinho@ique.com.br ): Nada é mais mestiço do que um Fila preto…”.

Além disto, quando visitei pela primeira vez o Dr. Paulo Santos Cruz em Santos em março de 1976 e o convenci a retornar ao FB, justamente um dos meus mais fortes argumentos para que ele retornasse a fim de salvar a Raça Fila Brasileiro da extinção foi justamente mostrando inúmeras fotos do famigerado, mestiço e vira-lata chamado de “fila-preto”. Vejam na foto Foto 4 abaixo matéria sobre este retorno.

                  Foto 1                         Foto 2                                    Foto 3                      Foto 44 fotos

Pergunta nº 472:  Tio Chico, muitos se apressaram em apoiar o mentor do OFB pois na verdade tem muita inveja e despeito do indiscutível e enorme sucesso do CAFIB. Aliás, só estamos conversando a respeito do FB agora pois o CAFIB resgatou o Verdadeiro e Puro Fila Brasilero original, tradicional e autentico de sempre da extinção há 40 anos atrás. Agora que voce, Jonas Iacovantuono, Fabiano Nunes, Quinzinho Liberato e até o tradicional criador Roberto Sene (*) do CBKC estão chamando a nossa atenção para a tibieza e fragilidade desta nova tese do novo tipo canino que também usa o nome FILA, e é chamado de OFB, os adeptos de primeira viagem estão entendendo a fragilidade, retropia e utopia desta nova aventura... e caindo fora…

Resposta do Tio Chico: Graças a Deus !!!

(*) Nota: na versão em português do Tio Chico Informa nº 239 não foi publicado o nome de  Dágaba Sena Sene, de propriedade de Roberto Sene, como tendo recebido merecidamente a disputadíssima Medalha de Ouro do CAFIB. Pela falha peço desculpas ao Roberto e aos meus leitores.

Pergunta nº 473: Tio Chico, quando será a próxima Expo do CAFIB ?

Resposta do Tio Chico: Segue abaixo cartaz com informações:

Cartaz 

Abraços, Chico Peltier.