Post 623 – Tio Chico Informa nº 238 – Comunicado oficial do CAFIB sobre o OFB – Já que até hoje o mentor do “OFB”, cachorro que tem cabeça triangular (!!??), não respondeu as 10 simples perguntas formuladas pelo Tio Chico sobre esta nova invenção de uma nova tese de um novo tipo canino denominado OFB, formuladas a partir de 6/11/18, Tio Chico as lista abaixo novamente – Data: 28/02/19

Tio Chico Informa nº 238

Comunicado oficial do CAFIB sobre o OFB

Já que  até hoje o  mentor do “OFB”,  cachorro que tem  cabeça triangular (!!??), não respondeu as 10 simples perguntas formuladas pelo Tio Chico sobre esta nova invenção de uma nova tese de um novo tipo  canino  denominado OFB,  formuladas a partir de 6/11/18, Tio Chico as  lista abaixo  novamente…

Amigos e amigas do CAFIB e do Fila Brasileiro (FB),

  1. Segue abaixo na integra o Comunicado oficial do CAFIB sobre o OFB postado em seu site em 25/02/19. Vide em http://www.cafibbrasil.com/leitor_not/items/comunicado.html

Será que o CBKC e os criadores de “fila” e de Fila Típico deste clube vão continuar omissos como ficaram durante o longo período da mestiçagem e na mudança do temperamento do FB realizada a força pela FCI ao publicar seu último Padrão onde o Fila Brasileiro deixou de ter ojeriza e aversão a estranhos para ser apenas um cão indiferente  e desconfiado para com estranhos ? Vide em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2014/06/10/post-no-188-perguntem-ao-tio-chico-no-73-tio-chico-quantos-padroes-do-fila-existem-enviado-em-90614/ .

Afinal por onde andam Harrison Pinho, Roberto Sene e Alexandre Bacci e tantos outros criadores do CBKC ?

Por que não se manifestam oficialmente contra o OFB ?

Permanecerão apenas como assíduos frequentadores de Facebook ?

Postando fotos e mais fotos, mas sem discutir e argumentar sobre o que de fato é importante no FB ?

Afinal por onde andam Sergio Castro e Ricardo Torres Simões do CBKC que alegam que o CBKC é um órgão oficial, enquanto a SOBRACI registra o tal do OFB e outras raças ?

Afinal por onde anda Maria Clarice Silva de Oliveira, presidente do Conselho do FB do CBKC ?

Este Conselho ainda existe de fato ?

Por esta turma todo não se pronunciou até agora ?

Vão continuar omissos ?

 

Comunicado oficial do CAFIB

25.02.2019

O CAFIB – Clube de Aprimoramento do Fila Brasileiro, fundado em 1978 e, portanto, com mais de 40 anos de atuação ininterrupta em prol do melhoramento genético da raça, ao longo dessas décadas, tem enfrentado todo tipo de ataques, acusações, calúnias e até truculentas ameaças de agressão física a nossos diretores e juízes. Nesse já vasto período, numerosos clubes, entidades e associações foram criados com objetivo de competir com o nosso trabalho, ocupar nosso lugar ou, simplesmente, nos destruir. Com o tempo, todos eles foram perdendo a credibilidade, tornando-se cada vez mais inexpressivos e, quase sempre, acabaram por minguar até desaparecer. Enquanto isso, o CAFIB, inabalável, absolutamente independente, e sem qualquer alteração em seus princípios e metas, continua a conduzir sua rigorosa seleção e a crescer em prestígio nacional e internacional, fortalecendo-se cada vez mais.

O Fila Brasileiro é um cão extraordinário por suas qualidades anatômicas e funcionais, mas, desde que começou a trasladar-se da zona rural para o urbano cenário cinófilo, com suas burocracias, documentações e exposições, passou a tornar-se vítima da estupidez e da vaidade dos criadores. Quando, nos anos 1970, o Fila alcançou a posição de raça mais popular e numerosa do Brasil, ocupando o primeiro lugar em emissões de pedigrees, com milhares de filhotes registrados por ano, ao invés de todos os canis seguirem  os mesmos princípios de seleção para alcançar a perfeição descrita em um padrão único, cada criador começou a trabalhar para “personalizar” seu plantel e produzir exemplares com características específicas como quem customiza seu automóvel com acessórios extravagantes para diferenciá-lo dos demais. Enquanto alguns enalteciam o “fila abuldogado”, outros faziam cruzamentos com Dogue Alemão para forjar o “fila preto”, etc., etc. A mestiçagem desregrada e a rotineira falsificação de pedigrees levaram à escandalosa heterogeneidade nas pistas que desconcertava os perplexos juízes estrangeiros convidados para julgar exposições no Brasil. Para refrescar a memória de alguns e esclarecer os mais novos, vale lembrar que a solução para o caos foi a criação da Comissão de Aprimoramento do Fila Brasileiro – CAFIB, que acabou por desvincular-se do BKC e se tornou Clube de Aprimoramento do Fila Brasileiro, mas mantendo a mesma sigla, CAFIB.

Não cabe aqui rememorar e detalhar os ataques e agressões de que temos sido alvo desde então. Há muitos anos nos dedicamos apenas à seleção e ao melhoramento genético de nosso plantel e deixamos de inutilmente nos desgastar com as polêmicas e infindáveis discussões sobre os inúmeros “modelos” de Fila (ou “fila”) que outros criadores e associações ainda teimam em defender. No entanto, temos sido insistentemente pressionados para nos manifestar sobre um dos mais novos lançamentos nessa área, largamente veiculado nas redes sociais: o recém intitulado “fila original”.

É digno de nota que o mentor desse discutível projeto, o criador Antônio Carlos Linhares Borges, já tenha sido nosso representante em Teófilo Otoni (MG), onde, por vários anos, promoveu Análises de Fenótipo e Temperamento seguidas de Exposições do CAFIB. Depois de ter rompido relações com nossa entidade, arrogou-se ares messiânicos e, como um novo “profeta” do Fila – mesmo sem ter definido um padrão específico para descrever as características anatômicas e funcionais dessa sua recém elaborada (e altamente heterogênea) “raça” –, estabeleceu normas e regulamentos a serem cumpridos pelos seguidores da facção. E, do alto de sua pretensa “sapiência”, majestaticamente, aprova ou condena até os resultados de nossas análises e exposições, assim como de nossos campeonatos.

Para finalizar, de maneira sucinta, o CAFIB – embora, evidentemente, aceite o direito pessoal de cada um criar os cães que bem quiser, assim como o de realizar cruzamentos entre as raças que bem entender – oficialmente declara não reconhecer os diferentes modelos, ou variações, ou subdivisões, ou quaisquer outras nomenclaturas que pretendem caracterizar os supostos tipos em que alguns supostos criadores tentam classificar o cão Fila Brasileiro.

 

  1. Perguntas e comentários sobre o OFB, cachorro que possui cabeça triangular (!!!???), formuladas a partir de 6/11/18 pelo Tio Chico, Marcelo Zuliani, Joaquim Liberato Barroso (Quinzinho), Cristiano Gherardi, Jonas Iacovantuono e Fabiano Nunes ainda não respondidas e comentados pelo mentor do OFB, todas encaminhadas para o email deste mentor e postados no blog https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/:

 

  1. Desde o início do CAFIB o próprio Dr. Paulo Santos Cruz reprovou o fenótipo recentemente apresentado da nova tese do novo tipo canino  intitulado OFB (vide muitas fotos de cães REPROVADOS na AFT do CAFIB, cujo  fenótipo se assemelham ao do OFB em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2019/01/18/post-608-uncle-chico-newsletter-230-the-misuse-of-the-photo-of-the-mastodon-fila-orixa-which-was-never-from-parnapuan-kennel-breeding-about-the-fake-filas-photos/ e em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2016/05/09/post-n-362-perguntem-ao-tio-chico-no-131-o-inicio-da-formacao-do-plantel-cafib-quase-40-anos-atras-demonstrado-via-fotos-das-primeiras-afts-o-trabalho-unico-de-recuperacao-e-apr/). Então, por que os inventores do OFB ainda insistem em tentam usar e se apegam ao reconhecido e respeitado nome do Dr. Paulo ?
  2. Os cães da Península Ibérica que seriam, segundo o mentor do OFB, a origem do FB possuíam TODOS cabeça triangular. Como então explicar sua contribuição na cabeça braquicéfala, grande, pesada e molossóide do FB ?
  3. Não existe nenhuma prova de que estes cães ibéricos tenham sido embarcados, viajado em caravelas por 3 meses e, de fato, chegado ao Brasil. Seria possivel discordar desta afirmação do Tio Chico apresentando dados históricos comprovados e não meras suposições superficiais que mais lembram as capengas teses de Procópio do Valle e João Batista Gomes ?
  4. Se todo o conhecimento do Dr. Paulo foi consolidado no CAFIB a partir de 1978, por que tentar insistir e se reportar ao escritos do Dr. Paulo nas décadas de 50/60 e ao primeiro padrão do FB do BKC/KCP quando ele era ainda jovem e se iniciava na criação do FB ?
  5. O FB não merece correr mais uma vez o risco de ser divido em outros fenótipos. Por que os defensores do OFB insistem nesta divisão ?
  6. O FB já foi resgatado pelo CAFIB há 40 anos. Por que tentar inventar um novo e desconhecido caminho para o que já foi construído corretamente e com sucesso ? Seria receio de se associar ao CAFIB e ter que seguir regras aos quais todos os diretores, juízes e sócios se submetem ?  Seria receio de ter seus cães reprovados nas AFT do CAFIB ou de seus cães serem mal classificados numa Expo do CAFIB ? Por que pretendem continuar numa cômoda zona de conforto e apenas no simplista âmbito da criação do seu canil ? Isto é, por que tentar adaptar o Verdadeiro Fila Brasileiro PURO ao tipo de cão que se encontra dentro do canil do mentor do OFB ?
  7. Por que o idealizador e os simpatizantes do OFB  não comentam a comparação das fotos dos cães Fila Brasileiros criados e registrados no CAFIB com os novos OFB;
  8. Afinal, por que os admiradores do OFB até agora não informaram claramente que linhas de sangue estão de fato usando para fabricarem o OFB ? Por que não dão todos os nomes dos cães, dos seus fazendeiros e nome das fazendas / localidades que estão sendo  utilizados nesta nova experiencia ? Por que o mistério ? Seriam esta origem baseada em linhas de sangue na verdade de muitos cães do CAFIB e até do CBKC e por isto tiveram que aceitar o “fila-preto” ? Onde está a transparência ? Afinal, o CAFIB selecionou seu plantel clara e abertamente nas pistas de AFT e em Expos na presença de todos os fileiros e divulgando grande parte destes resultados na imprensa ? Lembrando que para cada cão que participava de uma AFT do CAFIB, seu proprietário recebia uma súmula com o nome e as características principais anotadas e, além disto,  eram fotografados e até pesados !!!
  9. Por que o idealizador do OFB levou 45 anos desde o início da mestiçagem ocorrida no FB e quase 10 anos depois do lançamento do seu Manifesto (vide em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2019/01/10/post-604-tio-chico-informa-no-228-tio-chico-acrescenta-rapidos-e-importantes-comentarios-ao-seu-ultimo-artigo-sobre-o-ofb-duvidas-e-questoes-que-levantei-sobre-a-nova-tese-do-novo-tipo-canino/ ) para descobrir que o Fila Brasileiro não é Fila Brasileiro, mas sim OFB !!!???
  10. Por que insistir em projetos de realização pessoal e egocêntricos que jamais deveriam estar acima do Cão de Fila Brasileiro ?

Da minha parte, como faço desde 1974, continuarei sempre a defender o nosso querido, tradicional e ORIGINAL Fila Brasileiro PURO de sempre.

Mas sempre com educação, respeito e argumentação sólida.

Desta forma, continuo aguardando as respostas às perguntas acima relacionadas do mentor do OFB e para o qual envio diretamente todos os meus artigos,

Abraços, Chico Peltier.

Anúncios