Post 590 – Perguntem ao Tio Chico nº 178 – Sobre o tal fila original, o fila-original-preto e duas fotografias de um cão aparentemente de cor negra tirada em 1990, isto é, 20 anos após a mestiçagem… – Data: 6/11/2018

Perguntem ao Tio Chico nº 178

Sobre o tal fila original, o fila-original-preto e duas fotografias de um cão

aparentemente de cor negra tirada em 1990, isto é, 20 anos após a mestiçagem

Queridos amigos e amigas do Fila Brasileiro (FB) e do CAFIB, continuando com nossas conversas…

Pergunta Geral:

Tio Chico, li num facebook alguns posts sobre um tal fila original e fila-original-preto, assim como duas fotografias datadas de 1990 de um cão aparentemente negro tirada em 1990. Sendo assim, pergunto:

Nota: Tio Chico recebeu muitos questionamentos sobre estes posts e assunto, assim achou melhor consolidá-los nas perguntas e respostas abaixo. Mas cabe registrar que as perguntas mais objetivas e contundentes foram recebidas de Marcelo Zuliani, ativo entusiasta no FB.

Pergunta nº 443:  O que voce sabe e como voce definiria o tal fila original ?

Resposta do Tio Chico: Infelizmente não tenho como te responder, pois não sei, nunca vi, nem nunca soube o que venha a ser o tal fila original. Jamais recebi nenhuma informação ou material a este respeito, nem nenhuma definição do seu fenótipo e temperamento. Também nunca recebi seu Padrão racial.

Aliás, ao contrario destas pessoas que gostam de inventar teses novas para o tradicional e antigo Cão de Fila Brasileiro PURO, que há anos é mundialmente conhecido,

o Tio Chico sempre da ciência e envia seus artigos por e-mail diretamente para mais de 1.200 endereços eletrônicos de fileiros, juízes e dirigentes de todos os clubes, inclusive sempre para a cúpula do CBKC e da FCI.

Sendo assim o Tio Chico age, escreve e divulga seus artigos e pensamentos sempre de forma absolutamente transparente.

Pergunta nº 444:  Que clube cinófilo se responsabiliza por registar, emitir e controlar os pedigrees do fila original ?

Resposta do Tio Chico: Infelizmente também não sei te responder. Não sei que clube é o responsável pela veracidade e manutenção do registro genealógico e emissão de pedigrees do fila original. Mas sei que sem registro genealógico isento, honesto, fidedigno, absolutamente correto e adequadamente mantido e guardado, não existe a menor possibilidade de se inventar e preservar uma nova raça.

Tanto que o CAFIB logo após sua fundação, além do elaborar seu próprio Padrão racial, passou a registrar seu plantel, pois não considerava – e ainda não considera – como digno de Fé o controle genealógico do então BKC e, depois, do CBKC-FCI.

Por outro lado, não creio que o tal fila original seja registrado com sendo Fila Brasileiro no CBKC-FCI que, como sabemos, registra qualquer animal como sendo FB desde que se paguem as taxas cobradas por estes dois clubes. Mas não creio nisto pois, caso esteja ocorrendo, os filhotes do fila original já na segunda geração podem se misturar (miscigenar) com os “filas” registrados nestes dois clubes. Ou seja, podem ser cruzados até com o terrível “fila-aberração” e, caso isto venha a ocorrer, esta nova tese nada significará em termos de criação séria e que objetive a perenização deste novo tipo canino. Se é que de fato existe.

Existem uns dois clubes de registro canino recém-criados, acho que por brasileiros, mas não conheço seus controles, métodos, eficácia e credibilidade. Nem mesmo se aceitam registar o Fila e “fila” CBKC-FCI, ocorrendo desta forma os riscos de mistura indevida comentados acima. Algum tempo atrás dois clubes que informavam registrar cães tentaram se aproximar do CAFIB mas foram sumariamente rechaçados.

Infelizmente muitos criadores do CBKC-FCI criam com conhecimento, dedicação e seriedade seus Filas Típicos  (*), mas se esquecem de que em duas ou três gerações seu trabalho se perde e se dilui no oceano de tipos heterogêneos que caracteriza o plantel da mestiçagem existente no CBKC-FCI.

Pergunta nº 445:  Por que o nome fila original ?

Resposta do Tio Chico: Também não sei te responder. Mas desde o século passado os marqueteiros de plantão inventam nomes semelhantes aos tradicionais para comercializarem seus produtos antigos como sendo novos… O novo é bem aceito na nossa sociedade pluralista e democrática, enquanto que erradamente o tradicional algumas vezes é tachado como velho e ultrapassado. No entanto o pessoal novato não sabe ou é enganado, pois Raça animal é um conceito que define as características de uma espécie e, portanto, não pode ficar mudando. Isto é: não se trata de modelo novo de carro ou de enceradeira…

Por outro lado há mais de quatro décadas, desde 1974, acompanho com muita tristeza que de quando em quando aparece mais um pseudo-criador de “fila” cheio de novidades querendo ser o novo inventor e Padrasto do FB

O fato é que a Mãe Natureza, sem a interferência do Homem, formou o Cão de Fila Brasileiro no Sul de Minas Gerais, quase perfeito Então, infelizmente, de tempos em tempos aparecem uns despreparados querendo aparecer e se fazerem maior do que a Raça Fila para se exporem como sendo inventores de um cão que já se formou décadas atrás e quase perfeito…  Então, passaram a introduzir e a mestiçar com seus discípulos criminosamente e totalmente sem controle o sangue do Mastiff Inglês, do Mastin Napolitano e do Dinamarquês-preto, infelizmente presentes ainda hoje na criação do CBKC-FCI… Depois veio a falsa teoria dos Im-puros por Cruza, a de que o FB não se constitui numa raça pura e tantas outras desculpas injustificáveis para validarem os cães atípicos e heterogêneos que criam e pretendem que sejam Puros Filas. Mesmo que a força...

A meu ver, pura tolice…!!!

O fato irrefutável é que a partir de 1978 o CAFIB resgatou o Puro Cão de Fila Brasileiro da mestiçagem, se tornando assim o único clube responsável por ter salvo e perpetuado esta nossa raça canina nacional. O CAFIB não mudou nada, não inventou nada. Os fundadores e primeiros diretores e membros do CAFIB, notadamente Cleide e Américo Cardoso, Rose e Airton Campbell, Luiz Antonio Maciel, Marilda Mallett, Marilia e Roberto Maruyama, José Souto Maior Borges, Antônio Silva Lima, Luciano e Denise Gavião, Pedro Borotti, Sebastião Monteiro, Jonas Iacovantuono e o  signatário deste artigo, Chico Peltier — que em 2008 foi honrado com o Título de Pai do CAFIB e veio a ser mais conhecido como Tio Chico — entre tantos outros, com a imensurável ajuda do nosso Mestre de Criação, Dr. Paulo Santos Cruz, que consolidou no CAFIB todo seu conhecimento, apenas resgatou e conservou o FB que já era quase perfeito… Mas estava sendo totalmente destruídos pelos primeiros mestiçadores, seus discípulos, seus herdeiros (conhecidos hoje como os NAMs ( Neo Apologistas da Mestiçagem) e pelo trio BKC-CBKC-FCI.

Por tudo isto prefiro o Fila-CAFIB… E para mim o resto, é resto.

Pergunta nº 446:  No que o fila original se difere do Fila criado pelo CAFIB e do Fila e “fila” registrado no CBKC ?

Resposta do Tio Chico: Não faço a menor ideia.

Pergunta nº 447:  Voce poderia me enviar o padrão do fila original ?

Resposta do Tio Chico: Nunca o recebi, logo não o conheço.

Pergunta nº 448:  Voce acha que as fotos do cachorro preto abaixo, fotografado em 1990, lembra o fenótipo de um Fila Puro ?

 

Resposta do Tio Chico: Não. De jeito nenhum. Para mim poderia até ser um mestiço com um pouco de sangue de FB com Braco Alemão – foto abaixo –, raça esta muito utilizada anos atrás na caça no Brasil. Estes cruzamentos eram comuns, mas estes criadores e caçadores não falsificavam criminosamente os pedigrees no BKC, CBKC e FCI. Até por que desejavam apenas caçar e não ganhar dinheiro vendendo cachorro. Cabe ressaltar que tudo indica que o cachorro das fotos acima também tem sangue de Dinamarquês-preto: notem que é longilíneo, possui cabeça pequena e pouca barbela. Nem dá para analisa-lo com base base Padrão CAFIB.

Veja a diferença das fotos acima datadas de 1990, comparadas com as de dois Filas Puro do CAFIB:

Importante: ao me fazer a pergunta acima voce me informou que estas duas fotos foram tiradas em 1990… Ora, então foram tiradas 20 anos após o início da mestiçagem criminosa que violentou a Raça Fila Brasileiro, com a conivência e cumplicidade sistêmica e institucional do trio BKC-CBKC-FCI…

Elementar meu Caro Watson… rsrsrs…

Mas se voce acha que este cachorro das duas primeiras fotos acima é de um digno representante da raça FB, ou até mesmo do fila-original, ok, vá em frente e seja feliz…

Pergunta nº 449:  Já notou que toda pessoa que quer inventar uma tese nova relativa ao FB, cita o Dr. Paulo Santos Cruz ? Voce não acha que tentam usar sem o menor respeito o nome do Dr. Paulo para tentar validar suas invencionices ?

Resposta do Tio Chico: Claro, evidente !!! Trouxa é quem acredita…

O fato irrefutável é que o Dr. Paulo em 1978 consolidou todo o seu conhecimento no Padrão CAFIB e no artigo escrito no mesmo ano intitulado “Como distinguir um Fila Puro de um mestiço” publicado no nº 1 do Jornal O Fila, editado pelo fundador e primeiro secretário do CAFIB, Luiz Antonio Maciel. Logo por que insistir no que ele disse e escreveu, ou teria dito e teria escrito antes disto? Por que intencionalmente se esquecem e não aceitam o pensamento e o conhecimento do Pai do Fila principalmente depois da mestiçagem e da fundação do CAFIB ?

Recentemente membros de um clube de Fila que sequer possuía seu próprio Padrão racial, a fim de justificar esta “falta grave”, diziam que seguiam o Padrão PSCruz. Ora este Padrão nunca existiu. O que existiu foi o Padrão do FB do BKC-KCP datado de 1946/50, redigido pelo Dr. Paulo que contou ainda com a colaboração do veterinário e juiz  do KCP Erwin Waldemar Rathsam e do criador de FB João Ebner. Alguns facebooks também usam o titulo de algo que nunca existiu: Padrão PSCruz. !!! O fato é que a marca e sinônimo de qualidade PSCruz é famosa e mundialmente respeitada e, por isto, muitos dela tentam usufruir a qualquer custo e ao largo da ética.

Se o Dr. Paulo estivesse vivo, ele mesmo enxotaria todas estas teses… Como não está, os oportunistas tentam tirar proveito do seu nome.

Sobre os diversos Padrões de FB do BKC-CBKC-FCI e CAFIB vide https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2014/06/10/post-no-188-perguntem-ao-tio-chico-no-73-tio-chico-quantos-padroes-do-fila-existem-enviado-em-90614/  e conheça as bizarras traduções feitas pela FCI no item temperamento…

No mais, prefiro a arrasadora e sintética frase do jornalista Paulo Godinho publicada na página nº 368 do seu excelente livro FB: Um Presente das Estrelas (HTTP://blogdopaulogodinho.blogspot.com ou pelo email paulogodinho@ique.com.br ): “Nada é mais mestiço do que um fila-preto”. Basta !!!

Aproveito para acrescentar uma ótima leitura: o artigo escrito pelo Dr. Paulo Santos Cruz em resposta a uma carta-pergunta de minha autoria datada de 1977, antes mesmo da fundação do CAFIB, justamente sobre o “fila-preto”. Vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/7-Cao-Preto-x-Fila-Puro/7_2/materia.html

Aproveito ainda para sugerir uma curiosa e reveladora reflexão para meus leitores: por que  Procópio do Vale, chamado de O Pai do fila preto, no seu  livro com quase 400 páginas nada escreveu sobre o — grande trabalho genético — realizado por ele e que resultou no resgate o “fila-preto”, livrando este — raríssimo espécime – ­(rsrsrs)… da extinção ?  Por que ele perdeu esta grande oportunidade de comprovar e explicar para todos nós este magnifico trabalho…? Teria sido porque Enio Monte, que financiou e viabilizou a publicação deste livro, não acreditava na pureza racial do “fila-preto” e não permitiu que Procópio relatasse o seu “milagre” da fabricação do “fila-preto” ?

Pergunta nº 450:  Voce acha que a foto do cachorro abaixo seria representativa de um fila original ?

Resposta do Tio Chico: Como respondi acima, não conheço, nem nunca vi um fila original.

O que eu conheço é o Cão de Fila Brasileiro PURO criado e registrado no CAFIB, desde 1978, cujas duas fotos seguem como exemplo acima e encontram-se as centenas em meu site e blog. Conheço ainda alguns Filas Típicos (*) criados e registrados no CBKC-FCI (vide em  https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2013/11/25/post-no-142-tio-chico-informa-no-54-fotos-de-56-filas-tipicos-do-cbkc-data-221113/ e em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2015/02/06/post-no-242-tio-chico-informa-no-88-fotos-de-mais-25-filas-tipicos-do-sistema-cbkc-fci-enviado-em-40215/ ) e uma enorme quantidade de “filas-mestiços”, totalmente heterogêneos, sem tipo definido, que são há décadas apelidados de diversas formas depreciativas, inclusive de “fila-aberração” e que são também criados e registrados neste dois clubes. Suas fotos também encontram-se as centenas no meu site e blog.

Pergunta nº 451: Me recordo que anos atrás voce analisou em profundidade a pseudo-tese da existência do “fila-preto” fabricada e inventada pelo Procópio do Vale. Qual o link para este seu artigo ?

Resposta do Tio Chico: Realmente escrevi muitos artigos comprovando que o “fila-preto” não passa de um “fila-mestiço”, de um vira-lata com pedigree !!! Inclusive quando no início de 1976 visitei o Dr. Paulo Santos Cruz em sua casa localizada em Santos, SP, um dos argumentos dos quais me utilizei para convencê-lo a retornar a convivência e a criação mundial do Fila Brasileiro foi mostrar fotos de cachorros mestiços muitos deles de coloração preta, que eram registrados e apresentados em expos do BKC como sendo Filas Puros. Estes artigos encontram-se postados no menu Cão Preto versus Fila Puro no meu site: http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/7.html

Sugiro também clicar numa coletânea de fotos que mostrei ao Dr. Paulo nesta visita em http://www.cao-filabrasileiro.com/#!__orga que resultou no seu retorno ao FB e à Cinofilia. Vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4-17.jpg .

Mas voce esta correto: fiz a “necropsia” de toda a tese, ponto por ponto, item por item, do Procópio do Vale em Fevereiro de 2010 no artigo intitulado “Cães Negros chamados por alguns de “fila-preto”, mas com pedigree da FCI…” ( vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fila-brasileiro-3.html ).

Mas sou obrigado a reconhecer que no início da mestiçagem no FB os principais mestiçadores/miscigenadores/misturadores inventavam teses sofisticadas para justificar a mestiçagem e vender seus cães. João Batista Gomes, primeiro presidente do Clube Paulista do Fila Brasileiro, antecessor da SPFB, por ser fã do Mastiff Inglês (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1843.jpg  e em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg ) inventou  a tese do Fila Terceirence e o Simpósio de Brasília; enquanto que Procópio do Vale foi ainda mais criativo inventando a tese do Dogue de Fort Race, envolvendo Mauricio de Nassau, comentando sobre importações inexistentes e não comprovadas e até, imagine, inventando uma incrível e longa caminhada via uma “autoestrada” até hoje inexistente que trouxe o FB do Nordeste até o Centro e Sul do Brasil…

Vide abaixo o cachorro Tição de Kirimauá (vide também em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1816.jpg ) que é um exemplo de “fila-preto” fabricado por Procópio do Vale.

Logo, sou obrigado a reconhecer que hoje a imaginação e sofisticação para se inventar teses foi deixada de lado. A pressa é maior que o zelo… E tem que faturar… Uma pessoa cria um facebook e posta fotos de cachorros pretos sem se preocupar em discutir e tentar esclarecer um dos causos mais curiosos da Raça Fila. No mais é apenas “vamo que vamo” e tudo bem… Outros, sem nenhuma preocupação em investigar em maior profundidade, afirmam que se encontraram com o criador “X” que afirmou 20 anos após a mestiçagem !!!??? que o cão “Y” trata-se de um Fila Puro porque sim (!!!???). Agora é assim: falou, tá falado. E “vamo que vamo”… Vale tudo !!!

Bem, quem achar que “fila-preto” existe enquanto Raça Pura, que seja feliz com suas crenças. Quem desejar conversar comigo sobre o assunto “fila-preto”,  que antes leia, estude e analise em profundidade meu artigo http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/7.html . Antes de responder ou comentar qualquer pergunta recebida, farei perguntas para saber se meu interlocutor leu e estudou mesmo este meu artigo. Ocorre que os analfabetos funcionais não gostam de ler e, quando leem, muitas vezes interpretam de forma errada e parcial. Mas adoram fazer muitas perguntas. Geralmente sem nexo… rsrsrs…

Ou seja e finalizando: quem acredita nos tipos caninos chamados de fila original ou fila-original-preto e no o “fila-preto” do CBKC e deseja cria-los que crie e seja feliz. Apenas penso que deveriam se preocupar em respaldar suas teses com comprovações mais sérias, profundas e realistas, longe do disse-me-disse e de um oba-oba sem critério e, pior, e sem argumentação consistente. Afinal, há décadas escrevo que o Cão de Fila Brasileiro PURO esta acima de todos nós e dos diversos egos inflados… Afinal, nossa cota de joões batistas gomes e procópios do vales já transbordou há muito tempo.

Mas, como disse, repito: se acreditam nesta tolice, sigam em frente e sejam felizes.

Abraços, Chico Peltier.

Anúncios