Post 583 – Perguntem ao Tio Chico nº 177 – Sobre FBs com reais defeitos adquiridos participando de Expos – Sobre a crise pública na Anfibra – Sobre Cuba Fila Roots – Data: 11/10/18

Perguntem ao Tio Chico nº 177

Sobre FBs com reais defeitos adquiridos participando de Expos

Sobre a crise pública na Anfibra

Sobre Cuba Fila Roots

Queridos amigos e amigas do Fila Brasileiro (FB) e do CAFIB, continuando com nossas conversas…

Pergunta nº 442:  Tio Chico, o que voce poderia comentar com referencia a polemica premiação de Cuba Fila Roots com seu provável defeito adquirido, que causou sérios problemas institucionais e uma grave crise na  Anfibra, visto o desligamento público de importante parte da Diretoria e membros deste clube ?

Nota: Tio Chico recebeu muitos questionamentos sobre este tema, e os consolidou na única pergunta acima.

Resposta do Tio Chico:

Penso que:

  1. Um cão portador de um defeito desqualificante, ainda que adquirido, caso seja apresentado para julgamento em pista de Exposição deve ser, sempre, sumariamente desqualificado de uma competição que avalia e classifica as características de estrutura, tipicidade e temperamento dos exemplares presentes. Em determinadas situações, de defeitos comprovadamente adquiridos e, portanto, não hereditários, penso que cada clube depois de analisar cada caso, poderá autorizar o animal a reproduzir. Eu, pessoalmente, admiro muito a Cuba Fila Roots como sendo uma excelente FB. Sinto muito o que ocorreu com ela. Afinal, Cuba foi bi campeã brasileira pelo CAFIB em 2.013 e 2.014 e de Temperamento nos anos  2.013 e 2.014, ficando assim conhecida no mundo inteiro pelos títulos e projeção que recebeu no CAFIB.
  2. Como se sabe, nas exposições o juiz deve comparar cada concorrente com o exemplar absolutamente perfeito descrito no Padrão da Raça, documento oficial que também orienta a intensidade das punições das faltas, especificando as “leves“, as “graves” e as “desqualificantes“. Quanto mais o cão em pista se aproximar da descrição do Padrão, melhor ele será. Este é o critério para definir as qualificações e a classificação de cada Classe.
  3. Premiar um cão com cauda cortada hoje no Brasil, a exemplo do que ocorre em muitos outros países, onde o corte de caudas e orelhas para fins estéticos está proibido em muitas raças; desde que o Padrão o exija, equivaleria a premiar um cavalo da raça Quarto de Milha com apenas 3 pernas num julgamento de morfologia. Ressalvando-se que no Caso Cuba a perda da cauda, pelo que fui informado, deveu-se a problema de ordem médica.
  4. No que se refere ao CAFIB que é um clube em que todos os Regulamentos são rigorosamente seguidos por todos diretores e associados, independentemente da “outra ponta da guia” — já se punia a cauda operada como falta desqualificante nas exposições, conforme Padrão.
Nota: redigi os 4 itens acima em dobradinha com Américo Cardoso, presidente do CAFIB.

Sendo assim, quem deu protagonismo e notoriedade a Cuba Fila Roots, assim como a maioria dos Bons e Muito Bons FBs de propriedade de membros da Anfibra, foi obviamente o CAFIB, já que a Anfibra tem ou teria apenas quase 4 anos de vida. Ou seja, não tendo tido tempo suficiente para formar seu próprio plantel. Cabe ainda

lembrar que nos 3 primeiros anos de sua existência a Anfibra não possuía sequer seu próprio Padrão Racial !!!

Além disto, até onde vai meu conhecimento, o Padrão CAFIB é o único que menciona como “Falta desqualificante” no seu item 2 “Caldas operadas”.

Sendo assim, interpreto que sem a mesma, independente do motivo — operada ou não, perdida por motivo de doença/acidente ou não –, a falta permanece e deve ser aplicada. Mas como redigi acima, o CAFIB é um clube onde todos, absolutamente todos, seguem seus Regulamentos independentemente da “ponta da guia”, cargos e amizades… E os poucos que não seguiram foram afastados ou, pressionados, saíram.

No CAFIB, nosso melhor amigo para o qual devemos respeito é o Fila Brasileiro, seu aprimoramento e sua criação. Depois nossos grandes amigos são os membros do CAFIB. Logo, para os membros do CAFIB, o FB vem na frente !!! Depois vem as amizades… Creio que em todos os clubes também deveria ser assim.

Antes dos problemas financeiros de Thiago Rodrigues, criador de Cuba Fila Roots, se agravarem e eu tê-lo ajudado financeiramente a participar com seus FBs da Expo de Porto Ferreira realizada em 30/11/14, que foi julgada por Jaime Perez Mahuenda do CAFIBE- (Club de Amigos del Fila Brasileiro en España) parceiro do CAFIB e Mariana Campbell, onde Cuba ganhou os títulos de Melhor Fêmea, Melhor Cabeça e Melhor Temperamento, tornando-se assim bi campeã brasileira do CAFIB neste ano e Temperamento do ano de 2.014 (Nota: vide meu artigo que foi enviado por email em primeiro lugar para o Thiago, mas jamais foi respondido: https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2017/03/04/post-n-464-tio-chico-informa-no-180-thiago-rodrigues-goncalves-nem-explica-e-nem-justifica-claramente-sua-decisao-de-se-retirar-do-fila-brasileiro-comentarios-do-tio-chico-sobre/ ) tentei adquirir a Cuba e sua mãe, a também excelente Lara Chão de Goiás. Quase consegui. Minha ideia, já que sempre residi em apartamento, era leva-las para a casa de Airton Campbell ou Américo Cardoso em São Paulo. Assim, com a manutenção destas duas excelentes femeas no plantel do CAFIB eu poderia dar, juntamente com Américo e Airton, mais uma contribuição para a preservação do Fila PURO do CAFIB. Infelizmente não consegui. Mas depois da publicação deste meu artigo acima reavivando a memória do Thiago sobre o seu real relacionamento com o CAFIB e comigo, naturalmente perdemos contato e esta minha aquisição se tornou impossível. Mas não posso deixar de parabenizar seu atual proprietário, Sebastian Iglesias, que certamente soube nela enxergar suas excelentes características, até agradecendo-o muito por estar cuidando desta excelente femea, esperando que ele consiga criar excelentes exemplares gerados por Cuba.
Abaixo: Cuba nas fotos nº 1 e 2, e na nº 3, sua mãe Lara

Entretanto, o Caso Cuba, me da à impressão que alguns juízes precisam ou gostam de aparecer mais do que os FBs que julgam e apreciam executar julgamentos polêmicos. Alguns juízes me parece que se acham, às vezes, com ou sem arrogância e prepotência, acima do Padrão e dos Regulamentos, se acham superiores aos seus próprios amigos e membros do clube, privilegiam costumeiramente a “ponta da guia” e, pior, afastam-se assim do obvio e inquestionável respeito ao FB e ao bom senso.

Cito, exemplificando, outro julgamento muito polêmico que ocorreu em 9/06/2013 na 94ª Exposição Nacional do Fila Brasileiro e 15ª Exposição de Goiás do CAFIB, quando um ex-juiz do CAFIB entendeu como sendo um defeito adquirido o enorme excesso de papada em um cão e, mesmo assim, o premiou;

Em outra oportunidade, de forma muito personalista, arbitrária e contrariando o Regulamento de Exposições do CAFIB, este mesmo ex-juiz do CAFIB resolver inventar em 7/08/2011, na Expo de Lagoa Santa, uma premiação inexistente neste Regulamento: Medalha de Ouro para Temperamento. Ou seja, este ex-juiz deliberadamente desrespeitou este Regulamento. A medalha foi entregue na Exposição mas, obviamente, foi posteriormente cancelada.

Em outra ocasião este mesmo ex-juiz do CAFIB, baseado apenas em fotos, redigiu e assinou um Laudo reprovando como sendo mestiço um determinado cão, sem desconfiar que era o mesmo cão que ele havia premiado pouco tempo antes numa Expo. Este Laudo deu origem ao rumoroso Caso Golias-Tigre.

Felizmente este ex-juiz encontra-se longe do CAFIB.

Por isto afirmo há quatro décadas que o Cão de Fila Brasileiro é mais importante e esta acima dos Clubes e, muito mais ainda, dos juízes, diretores e criadores. Principalmente daqueles com egos inflados !!! Entretanto, se os bons e sérios ex-criadores da Anfibra não se mantiverem unidos, muitos exemplares de FB sairão do controle de suas criações e acabarão irremediavelmente nas mãos dos NAM`s (*), que são os atuais herdeiros da miscigenação, que tanto mal ainda fazem à Raça Fila Brasileiro.  Esta criação de cachorros mestiços com pedigree se resume na denominação “fila-aberração”, cachorro vira-lata infelizmente tão comum em pistas, canis e facebooks sem seleção e sem responsabilidade.

(*) NAM = Neo Apologistas da Mestiçagem.

Sobre estes recentes acontecimentos públicos ocorridos na Anfibra, mesmo sabendo que surpreenderei quase a totalidade de seus diretores e membros, me cabe comentar para aqueles que não idealizaram e não participaram da fundação da Anfibra, que este clube foi fundado com o único objetivo de destruir o CAFIB, usurpar e saquear seus dados, site, registros e outros bens e patrimônio do CAFIB, para usa-los sem respeitar sua propriedade neste novo clube. Estes idealizadores e fundadores da Anfibra apenas não imaginaram o grau da imediata reação dos antigos e novos diretores e membros do CAFIB, que os enfrentaram com veemência, muito trabalho e união, colocando em apenas 10 dias o novo site no ar, e que recebeu enorme apoio dos fileiros batendo sucessivamente recordes de inscrição em exposições, estendendo nossa Filosofia de Criação para outros países e, inclusive, mais recentemente, agindo de forma judicial.

Para aqueles desconhecem e se surpreenderam com as informações acima, indico a seguir os links com os dois Comunicados OFICIAIS do CAFIB que relatam a verdade dos fatos: http://www.cafibbrasil.com/leitor_not/items/comunicado-do-cafib-aos-proprietarios-e-criadores-de-fila-brasileiro-no-brasil-e-no-mundo.html  e http://www.cafibbrasil.com/leitor_not/items/expulsao-ou-auto-desligamento-de-ex-diretores-do-cafib.html .

Torço muito para que os ex-membros da Anfibra, que sofreu este enorme desgaste causado por este polêmico julgamento se mantenham unidos. Assim como creio que os fileiros da Anfibra e de todos os clubes aguardam claras e maiores explicações OFICIAIS sobre este julgamento e situação.

Como afirmei no Tio Chico Informa nº 223  (vide em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2018/10/02/post-580-tio-chico-informa-no-223-postagem-do-ex-presidente-da-anfibra-sobre-a-ultima-age-e-seu-consequente-desligamento-deste-clube-data-2-10-18/  ) onde comentei o desligamento do ex-presidente da Anfibra, Joaquim Liberato Barroso – Quinzinho, prefiro mil vezes à Anfibra do que a SPFB, já que este clube é o sucessor e herdeiro do Clube Paulista do Fila Brasileiro, que foi berço e origem da mestiçagem que se utilizou do Mastiff Inglês, onde seu presidente, João Batista Gomes (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1843.jpg e em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg ), defendia abertamente na segunda metade da década de 70 a mestiçagem do FB com cães Mastiffs Ingleses, abrindo assim o caminho para a terrível miscigenação também com cães das raças Mastin Napolitano e Dinamarquês na coloração preta, dando desta forma origem ao mestiço chamado de “fila-preto”.

Além disto, a meu ver, a SPFB não se preocupa apenas com a criação do Fila Puro, criando de fato com seleção e responsabilidade e ainda não conseguiu sequer se libertar e desligar do CBKC-FCI que desde o BKC privilegia o aumento do seu faturamento, já que o CBKC foi fundado somente em 1979, um ano depois do CAFIB.

Espero que os ex-criadores da Anfibra que criaram com seriedade e que respeitaram seu Regulamento tentem se manter unidos. Manter o Grupo unido é extremamente importante. Penso que o então apresentado Projeto Anfibra deve ser imediatamente refeito, repensado e atualizado. O CAFIB também começou como um pequeno Grupo… e hoje completamos 40 anos de sucesso. Mas o fizemos com um único objetivo e foco: o FILA PURO, e sempre com respeito de todos às Regras previamente estabelecidas e aceitas !!! O CAFIB e seus membros sempre agiram focados em resgatar da extinção e aprimorar o Fila Puro, jamais em destruir outro Clube. Acredito e torço muito para que em poucos meses o bom senso prevaleça. Certamente uma solução de continuísmo surgirá.

Finalizando, desejo que o advogado Tênisson Cavalcante de Souza, atual Diretor vice-Presidente e funcionário do Tribunal Regional Eleitoral, tenha muita sorte e vontade de pacificar e criar novo destino para a Anfibra, além de  responder judicialmente pelos atos deste clube desde sua fundação.

Abraços, Chico Peltier.

Anúncios