Post 518 – Tio Chico Informa nº 198 – Comentando recentes postagens em facebook de Marisa Kanap e Harrison Pinho, criadores do sistema CBKC-FCI, reconhecendo a existência do “fila-aberração” e, consequentemente, a mestiçagem !!! — Comentando também posts de Alexandre Bacci, Andrea Blumen, Julio Cesar da Hacienda La Soledad, Leo Lima, Mariano Arbiza do Canil do Bemba, Fabio Pereira Bueno Filho e Cleverson Farias . — E agora CBKC e seus “eternos líderes” Sergio Castro e Ricardo Torres Simões. — E agora FCI e seus “líderes” Rafael de Santiago, Gerard Jipping, Raymond Triquet e Yves De Clercq ??? — Alô, alô CBKC-FCI: nova terminologia inventada por criadores do CBKC para designar o “fila” criado e registrado no seu cartório: é o “fila” SMI = Super Molossóides Impactantes… – Data: 23/11/17

Tio Chico Informa nº 198 

Comentando recentes postagens em facebook de Marisa Kanap e Harrison Pinho, criadores do sistema CBKC-FCI, reconhecendo a existência do “fila-aberração” e, consequentemente, a mestiçagem !!!

Comentando também posts de Alexandre Bacci, Andrea Blumen, Julio Cesar da Hacienda La Soledad , Leo Lima, Mariano Arbiza do Canil do Bemba, Fabio Pereira Bueno Filho e Cleverson Farias.

E agora CBKC e seus “eternos líderes” Sergio Castro e Ricardo Torres Simões. E agora FCI e seus “líderes” Rafael de Santiago, Gerard Jipping, Raymond Triquet e Yves De Clercq ???

Alô, alô CBKC-FCI: nova terminologia inventada por criadores do CBKC para designar o “fila” criado e registrado no seu cartório: é o “filaSMI =  Super Molossóides Impactantes

Nota  importante: tendo em vista a menção direta que faço neste  artigo a  Marisa Kanap, Harrison Pinho, Alexandre Bacci, Jacob e  Andrea Blumen, este foi enviado primeiramente para o email deles. Imediatamente depois, o encaminhei como sempre faço para a dupla-cartório  CBKC-FCI.  Aos amigos  que tiverem os emails de Júlio Cesar,  Mariano Arbiza e Cleverso Farias  peço que também enviem este artigo para estas três pessoas.   Possuo  os email dos criadores  Leo Lima e Fabio Pereira Bueno Filho. Muito  obrigado.

Amigos e amigas do Fila Brasileiro (FB) e do CAFIB,

Comento abaixo recente e longa troca de postagens realizadas em facebook da qual participaram alguns “criadores” e criadores do CBKC, entre eles Marisa Kanap, Harrison Pinho, Julio Cesar da Hacienda La Soledad, Leo Lima, Mariano Arbiza do Canil do Bemba e Fabio Pereira Bueno Filho, assim como postagens mais antigas de  Alexandre Bacci e Andrea Blumen por terem a ver com o tema levantado Marisa Kanap:

A – Marisa Kanap – 17 de novembro às 22:14
1 – “Flavio , agradeço por este espaço no grupo para fazer alguns esclarecimentos sobre um post no qual participei esta semana. Crio a raça desde 1981, ”:

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Marisa, eu comecei a criar FB em 1974, mas diferentemente de voce, já em 1975 desconfiei e depois constatei a mestiçagem, me desfiz de meus “filas-mestiços” e já em 1976 fui o primeiro a denuncia-la sistematicamente. Acabei com minha criação em 1977. Por isto fui muito perseguido e até hoje ainda sou ameaçado por tolos “granadeiros”. Mas, ao contrário de voce e de muitos outros, dei e continuo dando minha efetiva e honesta contribuição para resgatar o Verdadeiro Fila Puro da extinção e o preserva-lo até hoje em sua pureza racial. Ou seja: nunca me enganei, ou enganei a terceiros, agindo como se criasse e vendesse cães de raça PURA, quando na verdade não passavam de vira-latas com pedigree !!!

Fui um dos principais responsáveis por trazer de volta à Cinofilia e ao FB o Dr. Paulo Santos Cruz que dela se encontrava afastado há muitos anos. O convenci a retornar, pois quando o visitei em Março de 1976, provei para aquele que seria pouco mais tarde reconhecido como o Pai do Fila e Mestre de Criação do CAFIB, que a mestiçagem estava ocorrendo, crescia com o apoio do então BKC e que o FB corria risco de extinção. Vide em http://www.cao-filabrasileiro.com/#!__orga o meu artigo intitulado “O Organograma da Mestiçagem” baseado nas fotos que mostrei ao Dr. Paulo quando desta minha primeira visita a casa dele em Santos, SP.

Vide ainda na coluna do Jornal do Brasil, o jornalista Paulo Godinho informando o retorno do Dr. Paulo à Cinofilia em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4-17.jpg .

Em carta para o Dr. Paulo datada de Outubro de 1976, idealizei um grupo de criadores de FB independentes do BKC, que mais tarde acredito ter ajudado na formação do que viria a ser o CAFIB (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_29/materia.html ).

Minhas denuncias foram inicialmente encaminhadas de forma reservada ao então BKC, na pessoa do seu presidente de Eugênio Henrique Pereira de Lucena. Como este as ignorava, preferindo assim manter o aumento do faturamento do BKC com o registro também de “filas-mestiços”, passei a torna-las sistematicamente públicas via a revista Animais & Veterinária; o Jornal do Brasil; jornal o Estado de São Paulo; a Rádio Guanabara, nesta última juntamente com o fundador do CAFIB, Airton Campbell, e muitos outros veículos de comunicação.

Para quem não estuda e tem preguiça de ler, basta aprender nos arquivos do próprio BKC, no CBKC, no livro de Inês Van Damme (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/11-Documentos-1984-ate/11-19a.jpg ) e no meu site e blog onde se lê: “Em 1975 o BKC registrou ao redor de 1.000 Filas. Mas, notem: no ano seguinte, o número de registros de Fila pulou para 1.500. Em 1977 este número já passava dos 3.000 registros, que chegaram  a mais de 8.000 em 1.982… ”. Marisa, deu para notar o incrível aumento de 8 vezes no faturamento decorrente do enorme numero de registros de cachorros mestiços como sendo de Filas Puros ? Ou seja, dos chamados “filas-mestiços” ? O que voce poderia comentar sobre este fato ? Voce concorda ou não comigo ? Gostaria muito de receber seus comentários sobre este tópico, ok ?

Marisa, o CAFIB foi fundado em Maio de 1978, ou seja, 3 anos antes de voce iniciar sua criação. Logo, voce já tinha a oportunidade e o direito de optar por criar da forma certa, longe da mestiçagem, mas voce preferiu optar pelo CBKC-FCI. Comprovo abaixo, inclusive com links e fotos, o que aqui acabo de afirmar, além de postar ainda o artigo “Organograma” e o artigo do Jornal do Brasil, ambos mencionados acima:

– minha primeira grande e internacional denuncia ocorreu via minha “Carta Aberta de Londres, datada de 3/08/78. Veja em abaixo e em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8-Documentos-de-1978/8_14/materia.html . Observe mais abaixo que na pág. 4 cheguei ao ponto de publicar a foto de João Batista Gomes, presidente do Clube Paulista do Fila (!!!???) com seu Mastiff Inglês… !!!???.  Esta carta foi distribuída no Brasil pelo CAFIB e no exterior por mim, pois nesta época eu trabalhava em Londres.

– o primeiro Jornal do CAFIB, intitulado O FILA, marco histórico no FB mundial, editado pelo fundador do CAFIB, Luiz Maciel, distribuído para todo o Brasil, Alemanha e Espanha datado de Dezembro de 1978. Sua capa abaixo tem o extremamente esclarecedor titulo e  chamada: “Como distinguir um Fila puro de um mestiço”. Vide outros exemplares em http://www.cafibbrasil.com/ofila.html .

Voce não teve acesso a nenhuma destas informações ?

 

Por favor, faça a gentileza também de ler os documentos divulgados publicamente na imprensa datados de 1975 e 76 em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4.html ; em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/6.html  os datados de 1977; em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8.html  os datados de 1978; em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9.html   os datados de 1979 e em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/10.html os datados entre 1980 e 83, quando voce começava a organizar sua criação.

Será que voce nunca tomou nenhum conhecimento destas principais denuncias e documentos acima relacionados nestes links, dentre tantos outros que selecionei no meu site ? Isto sem levar em conta as denuncias, circulares, e outros jornais O FILA editado e distribuído pelo CAFIB, na revista Molosser Magazine, além dos eventos e exposições realizadas pelo CAFIB sempre divulgados na mídia nacional ?

Ou seja, Marisa, voce não teve nos anos 80 a oportunidade de conhecer nem se interessar pelo trabalho realizado pelo CAFIB que foi criado justamente para resgatar e proteger o Fila Puro, assim como para combater a mestiçagem, sendo, portanto, uma opção para aqueles que desejam criar o Verdadeiro Fila Puro ?

Gostaria muito de receber seus comentários sobre este dois parágrafos acima, ok ?

Logo, Marisa, a opção foi sua. Infelizmente voce preferiu acreditar no CBKC, no Clube Paulista do Fila Brasileiro, predecessor da atual SPFB e nos primeiros mestiçadores e seus primeiros seguidores. No meu entendimento voce acabou se tornando, mesmo sem saber, em mais um deles… Que pena !!! Mas a responsabilidade da escolha foi somente sua, já que logo abaixo voce se descreve como uma LEIGA no que diz respeito ao FB. Ora, penso que cabe aos leigos pesquisar, discutir, desconfiar e estudar a fim de fazer a escolha certa. Leigos não saem por ai construindo hospitais e plataformas… Só se forem políticos, agentes públicos e empresários corruptos… Antes de “construir” os leigos deveriam estudar. E muito. Se não o “hospital” desaba e a plataforma afunda… E no caso do Fila-CBKC-FCI já desabou e afundou ha muito tempo…

Infelizmente as fotos que recebo dos “grandes campeões” europeus são de dar dó… Muitos chegam ao ponto de serem consideradas pelos próprios criadores do CBKC e FCI como verdadeiras ABERRAÇÕES… O facebok que se auto intitula inacreditavelmente de “Seleção com responsabilidade” esta repleto deles… Pior: mais recentemente, principalmente no Nordeste, criadores ainda ligados ao CBKC, mais que são severos críticos deste clube, estão chamando estas ABERRAÇÕES de SMI: Super Molossóides Impactantes…

Como sempre repito:se o Fila Brasileiro fosse um cão inglês, alemão, francês ou americano seria respeitado e admirado. E os mestiçadores teriam sido expulsos da cinofilia e os mestiços teriam seus pedigrees cassados. E aproveito para agora acrescentar: e os lideres da FCI e da CBKC seriam punidos ou expulsos por omissão e conivência institucional e sistêmica. Exatamente como ocorreu no Comitê Olímpico Russo no ano passado. Basta ler e estudar a divisão que ocorreu na Raça Akita criada no Japão, a qual depois da Segunda Grande Guerra, foi importada com diversos problemas e diferenças graves em sua tipologia para os USA, onde lá se desenvolveu outro Tipo de Akita em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2012/08/15/post-no-23-tio-chico-informa-no-11-sobre-a-divisao-da-raca-akita-enviado-em-10712/ .

Logo, diferentemente de voce, Marisa, muitos criadores preferiram, depois de estudarem e pesquisarem, seguir o CAFIB. Veja nosso inicio em

https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2016/05/09/post-n-362-perguntem-ao-tio-chico-no-131-o-inicio-da-formacao-do-plantel-cafib-quase-40-anos-atras-demonstrado-via-fotos-das-primeiras-afts-o-trabalho-unico-de-recuperacao-e-apr/ . Repare bem e veja se voce é capaz de reconhecer o jovem expositor na primeira foto no item nº 3… Observe como depois de entrar para o CAFIB e sob nossa orientação ele melhorou muitíssimo sua criação…

Concluindo esta parte: eu preferi parar de criar, me desfazer dos meus “filas-mestiços” e defender o Fila Brasileiro PURO. Incondicionalmente. Logo, não me associei ao crime de falsificação de pedigrees e a venda de cachorros mestiços como se fossem FBs PUROS.

Alguns criadores “leigos” assim como voce, se auto reconhecem como tal e também se definem conforme grifado por mim abaixo no seu texto (item nº 3), mas procuraram estudar, aprender e selecionar seu caminho: ou a criação do Fila PURO do CAFIB ou a criação de vira-latas mestiços portadores de pedigrees “fakes” emitidos pelo BKC e depois, a partir de 1979, do CBKC. Mas ambos com o aval e selo da FCI.

2. “Foi então que comecei comprar revistas e livros pra aprender mais sobre a raça… ”:

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Marisa, por favor, gostaria muito de saber onde voce baseou suas leituras e aprendizado e por que não nos inúmeros documentos que exemplifiquei no item nº 1 acima?

Daria para voce fazer a gentileza de me responder ?

3. “como todo leigo eu me apaixonei por cães pesados,”:

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

O termo “leigo” já foi comentado acima.

Como voce não definiu o que seja “cães pesados”, pois para mim cão pesado é o que se encontra com excesso de peso, presumo que voce se refere ao cachorro que viria a ser apelidado pelos próprios criadores do CBKC-FCI mais tarde de “fila-aberração”. Aliás, definição esta exatamente como voce e Harrison postaram nesta conversa neste facebook. Se for isto é mesmo uma pena !!! Sinto muito: voce começou realmente muito mal.

Em tempo: nem todo leigo se apaixona e se mantem obrigatoriamente apaixonado por “cães pesados”. Eu mesmo no início (1974/75) achava o “fila-mestiço” Arariboia (ver em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/189.jpg ) um cão lindo e muito bonito. Entretanto, quando tive certeza absoluta que era um mestiço, mudei imediatamente meus conceitos, dei meus “filas-mestiços”, passei a denunciar a mestiçagem e dentro das minhas possibilidades na década de 70 comecei a proteger o Fila Puro. Marisa, por favor, não fique presa ao tal “fila-pesado” do seu passado. Eu fui em 1975, sozinho, sem Google e internet procurar o Fila Puro, o Fila-Fila, o Fila Típico.

Observe como nossas escolhas foram tão diferentes: apenas com vinte e poucos anos, sem nunca ter criado nenhum animal, totalmente sozinho, sem a ajuda de familiares ou amigos, depois de ter adquirido dois “filas-mestiços”, desconfiei que algo estivesse errado, principalmente devido as conversas que escutava e as três diferentes tipos de cabeças dos meus dois “filas-mestiços” e de meu FB Puro. Ou seja, tempos depois fui descobrindo sobre  mestiçagem. Fui então tentar aprender a separar o joio do trigo, isto é, o Fila Puro do “fila-mestiço”. Escutei e conversei muito, mas não concordei com o principal carioca que era seguidor e propagandista dos mestiçadores paulistas: Jacob Blumen. Este, juntamente com sua esposa, Andrea Blumen, eram ativos membros do BKC, se não me falha a memória ela chegou a ser Secretária e depois juíza do BKC, mas disseminavam no Rio de Janeiro a filosofia e emprego da mestiçagem. Não concordava com eles por um simples fato: raças iguais se acasalam e nascem cães desta mesma raça; enquanto que cães de raças diferentes se cruzam e nascem mestiços ou vira-latas. Como dizem, não existe meia-virgindade. Marisa, não existe pedigree no Universo capaz de transformar um vira-lata em um cão de raça pura, certo ? Ponto final.

Preferi então procurar e conversar com Zito Hermanny, juiz carioca de FB do BKC, filho de Luiz Hermanny, fundador do famoso Canil Amazonas especializado em FB e situado aqui do Rio. Conversamos muito no tradicional e bem frequentado Bar Alvaro’s no Leblon (vide em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2017/02/16/post-463-em-fase-de-postagem/ ). A mestiçagem era tão dissimulada que ele a desconhecia totalmente. Mas ele me indicou o mais importante: que procurasse o Dr. Paulo Santos Cruz que, segundo ele, era a pessoa que realmente mais entendida em FB no mundo. Disse ainda que o Dr. Paulo havia escrito alguns capítulos sobre o FB para o livro do seu pai (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/3-Documentos-ate-1974/3_3/materia.html ). No dia seguinte comprei este livro num sebo e ao ler estes capítulos realizei instantaneamente que estava pela primeira vez na minha vida diante de uma pessoa cujos escritos claramente demonstravam que conhecia profundamente o nosso querido e PURO Cão de Fila Brasileiro. Imediatamente o pouco que restava em mim do que até então tinha ouvido de Jacob Blumen em defesa da mestiçagem foi para o lixo… Por isto liguei para ele no dia seguinte e o visitei em Março de 1976, conforme narrado no item nº 1 acima. Ele também desconhecia nesta data a mestiçagem…

Marisa nossa maior diferença é que 3 anos antes da criação do CAFIB eu sozinho não comunguei e aceitei a mestiçagem no FB. Voce, depois de 3 anos da fundação do CAFIB, sim.

Sabe Marisa, em minha opinião um dos grandes e comuns problemas da Raça Fila é que as pessoas ao iniciarem suas aquisições de FB ou até mesmo suas pretensas criações, geralmente começam com os “filas-mestiços” devido ao poder econômico do trio BKC-CBKC-FCI e a falsa confiança que estas entidades passam no caso do FB. Então se apaixonam por seus “filas-mestiços” e não pelo Fila Brasileiro PURO… E passam a defender com todo o coração e paixão – mas sem nenhuma razão – os  “filas-mestiços” que existem dentro de suas casas e canis… Para consolidar este grande erro vem os fáceis prêmios que são obtidos com frequência sem muita concorrência e com apadrinhamento da famosa “ponta da guia”, os egos se inflam, todos se transformam rapidamente em experts em FB, nas primeiras ninhadas já nascem campeões, os criadores passam a se realizar não em sua família e trabalho, mas sim em cachorros vira-latas e mestiços… Ou seja: distorcem totalmente a realidade.

Reconheço que é realmente muito difícil se desapegar de seus queridos cães mestiços. Sofri muito ao fazê-lo. Mas tinha que ser feito. Eu não poderia continuar denunciando a mestiçagem e a possuir cães mestiços. Mas a vida é infelizmente assim e, às vezes, nos prega terríveis peças… Quem começa mal, deveria ter a inteligência e o desprendimento de recomeçar corretamente. Algum tempo atrás conversava com um criador do CBKC que não gostava de meus artigos, da minahs iedias e nem do CAFIB. Descobri na conversa que ele tinha uma loja que negociava veículos semi-novos. Então lhe perguntei: se voce receber um carro lindo, maravilhoso, mas com capota de Fusca, traseira de Fiat, frente de Mercedes, para-choque de GM e motor mexido – misturado – de Ford com Nissan, mas com toda a documentação certinha e em ordem do DETRAN afirmando que seria um autentico Rolls Royce voce compraria este carro ? Resposta: NÃO !!! Hoje ele é um ferrenho defensor do CAFIB !!!

Então, Marisa, por favor, me responda: por que criar o “fila-mestiço” ? Por que não recomeçar da forma certa ? Por que comprar um caro de papel ?

Voce sabe como o antigo criador paulista de FB, Tonzinho Lara Campos, criador do famoso “Cão Fila KM 26”, chamava o KCP (Kennel Clube Paulista) ? Kennel Clube de Papel… Assim foi, Marisa, já que o papel como sabemos aceita tudo… Vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1812.jpg

Pois é, Marisa, no FB também é assim: de nada vale os pedigrees do trio BKC-CBKC-FCI, já que não atestam necessariamente nenhuma pureza racial e não comprovam nenhuma origem genética correta, útil, necessária e indispensável para que os criadores de FB do CBKC tenham condições de ler e interpretar corretamente estes pedigrees como uma das mais importantes ferramentas para se realizar uma melhoria e aprimoramento do plantel baseada em fatos genéticos reais. O pedigree do CBKC de FB não necessariamente informa a realidade, logo, muitas vezes, de nada serve, certo ?

Veja o que o Dr. Paulo escreveu sobre a utilidade do pedigree em 1977 clicando em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/6-Documentos-de-1977/6_2/materia.html  .

Se não me falha a memoria este artigo foi publicado na revista dos Criadores. Voce o conhecia ?

Mariza, um pedigree serve para ser emoldurado na parede ou para ser estudado a luz da sua veracidade genética ?

4. “…Optei por um tipo e tirei minhas primeiras ninhadas…”

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Pois é Marisa, voce acaba de inocente ou conscientemente reconhecer a mestiçagem existente no “fila”-CBKC. Em nenhuma outra raça canina no mundo existem tipos diferentes de cães da mesma raça, salvo existam Variedades pré-estabelecidas, pré-definidas e expressas em Padrão oficial. E o FB da FCI não possui Variedades… Logo, não pode possuir os Tipos a que voce e outros se referem, certo ?

Caso semelhante: foram se formando, inclusive devido a distancia entre os dois continentes, fato que não existe no FB, dois Tipos caninos na Raça Akita: um criado no Japão e outro no USA. Isto devido à seríssimos problemas decorrentes da Segunda Guerra Mundial e não como ocorreu no caso do FB no Brasil, onde quatro mestiçadores – nomes abaixo — resolveram mudar o fenótipo do FB sem definição e objetivo pré-definido; falsificando pedigrees no BKC-CBKC-FCI e não mantendo um Livro de Registro a parte e próprio para este fim; acreditando ingênua e infantilmente que toda experiência tem que dar certo; se esquecendo totalmente de que tinham que manter, além do fenótipo, o peculiar Temperamento (ojeriza) e Sistema Nervoso característico do FB não existente nas raças utilizadas na mestiçagem; além de não consultar os demais criadores, inclusive o Pai da Raça, Dr. Paulo; os clubes, etc… Mas no caso do Akita a FCI e o AKC logo chegaram a um acordo e duas Raças distintas foram organizadas e corretamente estabelecidas. Coisa de primeiro mundo, tratada de forma muito diferente pela FCI do aqui no Brasil, membro de quinta categoria…

Aprenda sobre o Caso Akita clicando em: https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2012/08/15/post-no-23-tio-chico-informa-no-11-sobre-a-divisao-da-raca-akita-enviado-em-10712/ 

Ou seja, ocorreu no caso Akita exatamente como o Tio Chico defende para o FB desde 2011: a divisão do Fila Típico e do “fila”-CBKC em duas raças, criando-se assim a raça Mastim Brasileiro. Vide detalhes em  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/pergunte_chico_3/materia.html.

Nota: veja mais abaixo links do item nº 7 que mostram Filas Típicos existentes no plantel do CBKC e que deveriam ser usados neste aprimoramento.

Marisa acredite: para a FCI, no caso do FB, o Brasil não passa de um país de quinta classe, onde seus afiliados e criadores de FB servem apenas para pagar taxas… Os brasileiros criadores de FB deste clube não lhes merecem nenhuma atenção. Sequer os dirigentes e juízes do CBKC merecem respeito e atenção da FCI… Apenas isto… Mas omissão pode ser considerada crime, tanto no Brasil quanto na Bélgica…  Mas se voce discordar de mim, por favor contra argumente ?

Por favor, me responda mais uma pergunta: imagine nos últimos 40 anos quantos delegados, dirigentes e juízes da FCI estiveram no Brasil. Centenas, não é mesmo ?  Pois bem, te pergunto: quantos se interessaram em conhecer e investigar o problema do FB no CBKC e no CAFIB ?

5. “…Passaram se os anos e eu notava que tudo o que achava que sabia não era tudo…faltava sempre mais. e assim ate os dias de hoje, olho pra traz e vejo que muita coisa errada ainda existe e que precisamos ser humildes om mudanças e aperfeiçoamentos…”

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Marisa, seja humilde, mas seja também inteligente. Tudo que voce procura, bem como as respostas que deseja, voce encontrará no CAFIB… Convido-a para assistir nossa próxima expo a ser realizada no dia 3/12/17 em Guaratinguetá, SP. Serei seu anfitrião. Hospede-se no hotel onde ficará a nossa diretoria e terei muito prazer em conversar com voce sobre todo e qualquer assunto que voce deseje ligado ao Fila Brasileiro PURO e ao “fila-mestiços”, aos chamados por voce acima de “filas-pesados”, aos diversos tipos “filas-aberração” ou até mesmo sobre o cachorro da nova terminologia que passei a conhecer esta semana via emails: o “fila-SMI”. Isto é: o fila Super Molossóides Impactantes. Já fiz isto com muitos outros criadores que passaram e estão se passando para o CAFIB. No Brasil e no exterior. Voce aceita meu convite ?

6. “...Sempre defendi e sempre amei a raça que crio…”

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Marisa, não basta amar o FB, pois esta raça ainda corre perigo de extinção !!! Por outro lado, voce acha mesmo que cria uma RAÇA canina ? Com fenótipo, temperamento e sistema nervoso homogêneo e definido ? Voce acha mesmo que as cabeças abaixo, copiadas de facebooks e sites de canis de FB do CBKC representam uma Raça ou são apenas um punhado de cachorros totalmente heterogêneos ?

Por favor, me responsa Marisa: no Caso do “fila”-CBKC será que os juízes do CBKC, Alexandre Bacci e Andrea Blumen, estariam corretos ao afirmarem postando em facebooks, mesmo dando lá suas eternas desculpas, que o “fila”-CBKC não se constitui numa raça, mas sim num punhado de cachorros mestiços ?

7. “…Se todos seguissem o padrão, esquecendo o gosto pessoal e o ego, os filas seriam muito mais homogêneos não dando margem a atipicidade. Continuo na batalha pela tipicidade e saúde do fila…”

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Pois é Marisa, obrigado. Voce acaba de inocente ou conscientemente mais uma vez reconhecer a mestiçagem existente no “fila”-CBKC ao afirmar acima a falta de homogeneidade e tipicidade que se verifica na criação do chamado “fila”-CBKC. Se não é homogêneo, sequer semelhante, não pode ser raça, certo ?

Marisa, todo mundo conhece um Boxer ou um Doberman em qualquer continente que esteja. Ninguém tem duvida quanto de depara com um exemplar destas duas RAÇAS caninas.  Mas no caso “fila”-CBKC e suas dezenas de tipos heterogêneos isto é totalmente impossível de se reconhecer, certo ?

O CBKC-FCI tem sim Filas Típicos. Vide em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2013/11/25/post-no-142-tio-chico-informa-no-54-fotos-de-56-filas-tipicos-do-cbkc-data-221113/ e em  https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2015/02/06/post-no-242-tio-chico-informa-no-88-fotos-de-mais-25-filas-tipicos-do-sistema-cbkc-fci-enviado-em-40215/ . Reitero o que pesquisei e divulguei em 2012 /13: o CBKC tem sim Filas Típicos, em menor numero, mais tem. O problema é que muitos criadores deste clube insistem em criar o “fila-aberração”. E os criadores sérios de Fila Típicos não reclamam NADA !!! São dominados pela apatia e desinteresse !!! Mas todos dizem que amam o FB !!!??? E daí ???

Por que voces não preservam este Tipo exemplificado no link acima, como o CAFIB fez com o Fila Puro ? Te garanto que daqui ha alguns anos de trabalho sério e competente, sem pressa e sem egos, com humildade, sem prepotência e arrogâncias, sem priorizar premiações falsas e efêmeras, voces também chegarão a um Tipo de FB homogêneo. Pois do jeito que se encontra o plantel do “fila”-CBKC é uma verdadeira salada genética. Marisa, eu criei esta definição para o “fila”-CBKC há quase 40 anos atrás. Infelizmente ainda esta valida !!! Decorridas estas 4 décadas o “fila”-CBKC continua uma salada-genética !!! Repleto de tipos diferentes, certo ?

Marisa, não existe nenhuma liderança entre os criadores do CBKC, cada turma cria do seu jeito, é comum se atacarem e brigarem deseducadamente via facebooks e ninguém propõe NADA. Não existem projetos em estudo ou discussão. O único que conheço é o do CAFIB. Isto mesmo, do CAFIB: apresentado ao CBKC em 9/10/14, intitulado Proposta de Acordo de Parceria CBKC / CAFIB, o qual jamais foi respondido, mesmo tendo sido solicitado a mim pelo Sergio Castro, presi do CBKC… Já denunciei este fato várias vezes. Voce sabia disto ?

Pior: não recebem absolutamente nenhum apoio deste clube, onde cada grupo de criadores deseja na marra – ou inventando teses, ou desculpas absurdas e até padrões – impor o seu próprio tipo particular aos demais. E muitas vezes o “tipo” defendido é o da primeira ou da segunda ninhada !!! Prevalece o imediatismo e a falta de conhecimento técnico e histórico. Isto jamais dará certo !!! Não tem futuro !!! Certo ?

Marisa, os criadores do “fila”-CBKC já perderam mais de 40 anos !!! Basta olhar o resultado prático do CAFIB: seu plantel homogêneo e tipado !!!  Voces querem perder mais quarenta ???

Para o CAFIB e seus criadores nunca foi importante ganhar expos, títulos ou vender filhotes. Para nós, desde 1978, importante foi resgatar o Fila Puro e preserva-lo em sua pureza racial, típica e homogênea.  Esta é uma dentre nossas tantas diferenças.

8. “…E estarei sempre disponível como sempre estive pra ajudar os novos criadores e debater com os antigos também…”

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Ótimo: então nos encontramos em Guaratinguetá no dia 3/12/17 para debater, certo?

9. “…SOU BRASILEIRA E NÃO DESISTO NUNCA…”

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Ótimo, então não desista, mas conheça o CAFIB. Fica aqui novamente o convite. Posso contar com voce em Guará ?

10 – Post de Julio Cesar Hacienda La Soledad: Marisa yo creo que los disidentes son otros que no quieren preservar la raza y se arropan en el padrao fci pero no siguen las caracteristicas de la raza y continuan tratando de destruir la raza, siga criando como lo esta haciendo ahora , deje los errores en el pasado y luche por el verdadero fila brasilero.

Comentário do Tio Chico sobre o parágrafo acima:

Mas finalmente, Júlio Cesar, a quem o senhor se refere? Indique os nomes. Não tenha medo. Com medo não se forma jamais uma raça canina homogênea e respeitada. Eu com vinte e poucos anos não tive medo de enfrentar sozinho o BKC-CBKC e os mestiçadores durante anos. Nunca temi ameaças… E olha que foram várias… Vamos lá, Sr. Júlio Cesar: quem são estes “…disidentes…” que não querem “… preservar la raza y se arropan en el padrao fci…” e, ainda, desejam “…destruir la raza…” ???

Em tempo: se existe para o senhor o “verdadero fila brasilero” é porque existe também o “fila-mestiço”, certo ? 

11 – Post de Marisa Kanap SIM Julio Cesar Hacienda La Soledad  ACHEI O CAMINHO CERTO, MUITO TRABALHO PELA FRENTE AGORA

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Poxa Mariza, mas só agora voce achou o “…CAMINHO CERTO…” ? Depois de quase  40 anos após voce iniciar sua criação !!! Imagine um criador de Boxer e Doberman escutando este seu desabafo… Voce jamais seria por eles entendida… 

Por favor me responsa: será que voce só agora achou o “CAMINHO CERTO” porque voce não se iniciou no CAFIB e sim no “fila”-CBKC, com suas dezenas de “tipos” tão diferentes mai$ $empre aceito$ pelo CBKC e FCI ?

 

12 –  Harris Singular  você tirou realmente algumas aberrações como já sabemos e você mesma reconhece, mas tenho uma dúvida, cães como a Tabata e o Orixá Tchê de tipo, o que você atualmente pensa deles?

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Pois é Harrison, obrigado. Voce também acaba de inocente ou conscientemente reconhecer a mestiçagem existente no “fila”-CBKC ao afirmar que Marisa tirou da criação dela “…algumas aberrações…”. Grato. Muito esclarecedor.

Nota: não existem “aberrações” caninas em outras raças registradas e controladas pela FCI. Só no “fila” do CBKC-FCI

13 – Marisa Kanap TIVE ABERRAÇOES COMO TODOS E TIVE MUITOS BONS TAMBEM.

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Idem ao item 11 acima.

Nota: “aberrações” nunca existiram no CAFIB. Simplesmente porque os cães que se candidatam e se submetem à nossa Análise de Fenotípico e Temperamento – ATF (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fila_brasileiro-cachorro.html o magistral artigo do nosso fundador Américo Cardoso sobre a aplicação da ATF do CAFIB), se constatada a atipicidade e características de mestiçagem, estes cães são reprovados conforme nosso Padrão, Regulamento e Filosofia de Criação. Ou seja: “aberrações” jamais farão parte do plantel do CAFIB.

Marisa, o CAFIB e seus membros respeitam nosso Padrão, Regulamento e Filosofia de Criação. Mas diversas vezes, inclusive agora, leio que os criadores do “fila“-CBKC não seguem seu padrão. Voce acredita mesmo ser possível criar o FB nesta desorganização total ?

Aproveitado este momento de nossa educada e respeitosa conversa Marisa e Harrison: quantos “filas’ atípicos, mestiços e “aberrações” como os mencionados por voces dois o CBKC-FCI já negou a emissão de pedigree ou foram retirarados da reprodução ? Quantos criadores de “aberrações” e juízes destes dois clubes  que premiaram estas “aberrações” foram punidos e afastados pela CBKC-FCI ?

Caso não tenha havido nenhum afastamento ou punição, pergunto se estariam então corretos os juízes Alexandre Bacci e Andrea Blumen ao afirmarem que o “fila”-CBKC não se constitui numa raça?

Será que voces dois poderiam me comentar estas constatações acima ?

Repito: não existem “aberrações” no Fila-CAFIB, nem nas demais raças controladas e registradas pela FCI.

Marisa e Harrison, voces teriam coragem de fazer estas simples perguntas a dupla Sergio Castro e Ricardo Torres Simões, os conhecidos “eternos-líderes” ha tantos anos no controle e poder no CBKC, e exigirem deles uma resposta clara e sem subterfúgios ?

Ou seja, sem a enrolação encontrada em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2017/04/07/post-n-471-tio-chico-informa-no-185-ricardo-torre-simoes-presidente-do-conselho-de-arbitros-do-cbkc-mais-uma-enorme-decepcao-no-fila-e-no-fila-cbkc-quand/ .

17 de novembro às 23:48 · 

14 –  Léo Lima Falou tudo Marisa. Eu passei mais ou menos pela mesma coisa. Antigamente para se comprar um filhote a pessoa tinha apenas a revista cães e Cia e o telefone de linha fixa. Só via o filhote quando chegava. Agora temos acesso a tudo e é bem mais fácil de fazer comparações. Eu fiz as minhas e resolvi tomar outro caminho. O tempo vai dizer se eu tomei a decisão correta. Admiro muito vc por ter essa coragem de assumir os erros e tentar acertar. Muitos passam a vida errando só para não dar o braço a torcer. Outros não mudam por botar o gosto pessoal e a vaidade a frente do padrão. E outros não entendem mesmo!

Comentário do Tio Chico sobre o parágrafo acima:

Bem colocado, Leo.

Espero em breve conhecer a Marisa melhor para também poder admirá-la.

18 de novembro às 00:08 

15 – Mariano Arbiza Canil Do Bemba Marisa falou tudo. Y usted describió a cientos de criadores estudiosos, analíticos, coherentes y abiertos a entender la raza. También describió a los hipócritas : que sólo defienden sus gustos

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Mas, Mariano, com todo o respeito: afinal quem são os criadores “hipócritas” que somente defendem os seus gostos pessoais ? Por que tanto medo em compartilhar e informar os nomes destas pessoas que atrapalham a correta criação do FB ?  Mariano, estamos no século 21, a liberdade de expressão é um direito adquirido e respeitado nos países livres e democráticos. Repito para o senhor o que redigi no item nº 10 acima: “Eu com vinte e poucos anos enfrentei sozinho o BKC-CBKC e os mestiçadores durante anos…”. Por favor, não tenha medo: aponte os nomes dos criadores hipócritas do CBKC !!!

Nota: reparem que Júlio Cesar e Mariano defendem acima afirmações exatamente como o Tio Chico também pensa, escreve e divulga em seus artigos sobre o “fila”-CBKC. Será que Júlio Cesar e Mariano seriam cafibeanos e eu não sabia ?

16 – Marisa Kanap exato Mariano…basta de esconder problemas para o bem da raça

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Marisa, então por que voce, Júlio Cesar e Mariano escondem o nome dos maus criadores do FB do CBKC? Como limpar um clube sem denunciar seus erros e os nomes dos responsáveis por estes malfeitos ? Por favor, me explique, ok ?

Nota: é chegada a hora de uma Operação Lava a Jato no “fila”-CBKC !!!

 

 17 – Marisa Kanap SIM LEO…O IMPORTANTE É SEMPRE ESTAR NO CAMINHO CERTO

Comentário do Tio Chico sobre a frase acima:

Marisa, desejo do fundo do meu coração que voce ache o “caminho certo” que tanto procura e chegue ao Fila Típico, ao FB homogêneo, ao Fila Puro e, portando, ao CAFIB… Voce já poderia ter percorrido este caminho e alcançado suas pretensões muitas décadas atrás. Não perca mais tempo. 

18 de novembro às 20:04

18 – Fabio Pereira Bueno Filho Marisa Kanap : o novo padrão CBKC/FCI do “fila brasileiro” distorce o FILA BRASILEIRO original, foi elaborado para enquadrar os mestiços e os atípicos (a CBKC registra, como sempre registrou, todos eles), e distorcer o real temperamento do FILA BRASILEIRO, tendendo a torná-lo um cãozinho de companhia (“pet”). Porém, felizmente há os verdadeiros criadores, que estão engajados na preservação do FILA BRASILEIRO, puro e de conformidade com suas origens e que repudiam o padrão distorcido da CBKC/FCI e para tanto, se filiam a Clubes, que seguem rigidamente o padrão original do FILA BRASILEIRO e que nada tem a ver com a CBKC/FCI.

Comentário do Tio Chico sobre o parágrafo acima:

Perfeito, Fábio.

O Padrão do “fila”-CBKC-FCI vem sendo alterado diversas vezes para poder se adaptar, acomodar e aceitar às dezenas de tipos de “filas-mestiços”. Vide fotos exemplificadoras no item nº 6 acima.  E este fato inconteste, para quem conhece a Verdadeira Historia do Fila Brasileiro, vem ocorrendo desde o malfadado Simpósio de Brasília, realizado se não me falha a memória em 1976, idealizado pelo criador de Mastiff Inglês, João Batista Gomes (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1843.jpg e em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg  ), que contou com o aval do BKC a fim de, aceitando mais tipos heterogêneos de “filas”,  aumentar o numero de registro$ e pedigree$ aumentando a$$im também o faturamento de$te$ doi$ clube$.

19 – Cleverson Farias Parabéns Marisa pelas palavras , creio que bastante esclarecedoras , e quem insiste em distorcer está realmente de má fé . Creio que todos são livres p fazer e criar o que bem entende, livres p mudanças se achar necessárias, ou para não mudar se não achar necessário. Vamos respeitar uns aos outros , assim viveremos melhor

Comentário do Tio Chico sobre o parágrafo acima:

Concordo com voce, Cleverson, quando voce afirma acima que todos podem fazer o que bem entenderem. Entretanto, com toda educação e respeito, ressalvo que no meu entender podem sim, mas sempre respeitando o próximo, a ética, a moral e os limites da Lei. Falsificar documento é crime, em qualquer lugar do mundo, inclusive na Bélgica, sede da FCI. Respeitando-se também a única raça canina brasileira reconhecida internacionalmente em sua PUREZA RACIAL, que ha mais de um século se formou pelas bênçãos da Mãe Natureza no Sul de Minas Gerais. Ou seja, concordo que qualquer pessoa pode cruzar um FB com qualquer outra Raça, pode até inventar uma nova Raça. Mas diferentemente de voce, não concordo que seja legal e lícito miscigenar uma raça canina estabelecida e controlada como FB, que na década de 50 colocava mais de 40 exemplares em expos do BKC. Não podem de forma alguma cometer o crime de falsificar pedigrees, enganar seus compradores e demais criadores, vendendo mestiço como se fosse Fila Puro, registrando o produto desta miscigenação como se fosse Fila Puro e não num Livro de Registro a parte para esta EXPERIÊNCIA como já afirmei acima.  Cleverson: toda e qualquer experiência pode dar errada. E esta miscigenação do FB com Mastiff Inglês, Mastin Napolitano e Dinamarquês na cor preta deu TOTALMENTE ERRADO, e fracassou como comprovam Marisa e Harrison ao afirmarem acima a existência do “fila-aberração”. Não concordo com esta sua afirmação permissiva, sem o respeito aos limites acima, pois pensando como voce, João Batista Gomes, Enio Monte, Procópio do Vale e Ibrahim Haddad Hercheu miscigenaram e descontrolaram totalmente a raça FB até então controlada pelo BKC-CBKC-FCI que, ao se omitirem e com eles logo compactuarem, tornaram-se seus cúmplices.

Pensando como voce, Cleverson, estes primeiros mestiçadores nos legaram uma grande desordem e os famosos “fila-aberração” e seus sinônimos: fila-pesado, fila-atarracado, fila-toy, fila-pet, mastifila, napofila, fila-preto, fila-gigante, roitt-fila, blood-fila, fila-dócil, fila-peludo, fila-carregadoe, ainda, como eu designei quase há 4 décadas atrás: “filamarquês e fila-salada-genética”…

Numa reação a esta enorme esculhambação na criação do FB do BKC-CBKC-FCI foi criado o CAFIB em 1978 como uma opção para se criar o Verdadeiro Fila Brasileiro PURO !!! Apenas isto.

A meu ver esta totalmente equivocada a mentalidade egoísta do chamado Vale Tudo defendida por muitos e pelo Cleverson acima. É o que ocasiona infelizmente no nosso Brasil os Mensalões, os Petrolões, o PMDB do Rio de Janeiro que conta hoje com 3 ex-governadores presos, assim como dezenas de políticos, agentes públicos e empresários corruptos presos em diversos estados brasileiros.

Cleverson, Marisa, Harrison: o FB e o “fila” criado e registrado no CBKC-FCI merecem uma Operação Lava a Jato, certo ?

 

FINALIZANDO

                               Marisa, espero que voce tenha recebido estas minhas sinceras e respeitosas ponderações acima, de cunho basicamente histórico e técnico, com o seu espírito aberto, muita atenção e serenidade.  Infelizmente a verdade é que muitos adquirentes de FB e/ou interessados em começar uma criação, se iniciam no FB pelas mãos dos mestiçadores e/ou seus seguidores; acreditando na veracidade dos pedigrees e nos resultados das expos do  BKC-CBKC-FCI; no fato do CBKC se auto denominar oficial, mesmo tendo sido excluído do Ministério da Agricultura por duas vezes (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/30_79/materia.html ); nos anúncios de jornais e revistas e acabam por adquirir cães mestiços. A estes cães obviamente se afeiçoam e dão e recebem muito carinho, amizade, companhia e muito amor. Sendo assim não são capazes de pensar na Raça Cão de Fila Brasileiro, a parte dos seus cães, enquanto uma Raça Pura e digna de ser chamada e reconhecia no mundo inteiro como um “PURE BREED DOG”…

Finalmente, Marisa, espero que voce entenda, que só estamos conversando hoje a respeito do Verdadeiro Fila Brasileiro PURO porque o CAFIB o resgatou da extinção e o mantem até hoje em sua pureza racial, depois de 40 anos e sem a ajuda de ninguém, salvo seus membros. Caso contrário, Marisa, estaríamos aqui hoje conversando apenas sobre o “FILA-ABERRAÇÃO” aqui tantas vezes citado, admitidos e reconhecidos por voce e pelo Harrison nas frases acima por mim destacadas.

Por favor, faça a gentileza de responder minhas simples perguntas escritas em AZUL acima. Muito grato.

Sinceramente, espero te conhecer pessoalmente em Guara.

Abraços, Chico Peltier.

Anúncios