Post n° 342 – Tio Chico Informa nº 131 – Sobre a importância de Pedrinho do Engenho como precursor na criação do Fila Brasileiro – Enviado em 29/02/16

Tio Chico Informa nº 131

Sobre a importância de Pedrinho do Engenho como precursor na criação do Fila Brasileiro

Amigos e amigas do CAFIB,

Recentemente postaram num facebook relatos infundados que denigrem a vida, a memória e a verdadeira historia de Pedrinho do Engenho, um dos ícones e precursores na criação do nosso Cão de Fila Brasileiro tão absurdos que me recuso a repeti-los.

Sendo assim:

  1. Segue abaixo depoimento de seu sobrinho neto, Gerson Junqueira de Barros:

Boas Recordações da Fazenda de Pedrinho do Engenho

Fotos na fazenda do tio Pedro Ribeiro Junqueira de Souza, também conhecido como Pedrinho do Engenho. Pedrinho do Engenho, assim como João da Silva Costa, de Itanhandu e José Gomes de Oliveira, de Varginha, foram fazendeiros que se dedicaram à criação e preservação do Fila Brasileiro, e por isso merecem nosso respeito, reconhecimento e gratidão.

Pedrinho do Engenho, nascido em 25 de março de 1908, na Fazenda Campo Redondo, em Silvestre Ferraz, atualmente Carmo de Minas – Minas Gerais. Ele faleceu no dia 26 de Julho de 1991, na cidade de São Lourenço – Minas Gerais. Ele era diplomado como farmacêutico pela Escola Federal de Farmácia de Alfenas. Retornando à sua cidade natal, dedicou-se também à administração da Fazenda do Engenho, de seu cunhado José Junqueira, o Zezeca do Engenho, que já possuía Cães de Fila Brasileiro. Essa criação teve início com o seu avô paterno, Joaquim José de Faria e Souza, que criavam Filas desde 1850.

Os Filas na Fazenda eram utilizados na lida com o gado, mas a sua principal função era a de fazer guarda na propriedade. Pedrinho do Engenho era meu tio avô, irmão caçula de meu avô Francisco Ribeiro de Andrade Junqueira. Com ele e com a família do fazendeiro João da Silva Costa, de Itanhandu, Minas Gerais, conheci e desenvolvi esse meu amor por essa raça maravilhosa que é o Fila Brasileiro. Um cão sem igual, insuperável na sua coragem, determinação e valentia, aliadas à sua devoção e amor por seu dono.

Segue abaixo fotos da linda Fazenda do Engenho, em Carmo de Minas, MG de propriedade de Pedrinho do Engenho. Pelo escrito no confuso post, tudo leva a crer que visitaram OUTRA FAZENDA… Observação de Gersdon Junqueira: “Note que em algumas fotos aparecem o enorme muro que cercava a fazenda, que servia para manter os Filas Brasileiros dentro para proteção da propriedade e também servia como uma forma para manter os Filas longe do contato de cães de outras raças, evitando acasalamentos indesejáveis”

Fazenda quadro
Nas fotos abaixo: Paloma do Pedrinho do Engenho, ano 2002, já com idade avançada, mas com um fenótipo muito bom. Pedro Chaib de Souza, filho do Pedrinho do Engenho, José Victor Bernardes, genro do Pedrinho do Engenho, Gerson Ribeiro Junqueira de Barros, sobrinho neto e sua esposa Cintia Junqueira de Barros.

A - Quadro - Casal Junquerira

Vide esta postagem oficial em: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.212574505763698.1073741830.100010334504857&type=1&l=18df248b4e

  1. Aproveito para comentar que o responsável por este post denegrindo Pedrinho do Engenho parece ter visitado, se é mesmo que visitou, outro Pedrinho em outro Engenho

Afinal, os fundadores do CAFIB, juntamente com o Dr. Paulo Santos Cruz, de fato visitaram o Brasil de Nordeste ao Sul, reconstruindo do zero por meio de nossas Analise de Fenótipo e Temperamento (ATF), empregadas com muito critério, conhecimento e seriedade, o plantel do CAFIB, principalmente baseando-se em Filas encontrados no Sul de Minas Gerais, mas também em São Paulo e Goiás.

Vejam abaixo a capa e foto do nosso jornal O FILA nº 31, datado de Out/81, onde Pedrinho ao contrário de postado erradamente no tal facebook encontra-se muito bem, elegantemente vestido de terno… e com os fundadores do CAFIB, Dr. Paulo, Américo Cardoso e Airton Campbell.

A - Quadro - O FILA 31 -

Mas, infelizmente, tem muita gente sem cultura e sem conhecimento técnico que, por exemplo, ao visitar um Museu e se postar diante de obras de arte, acha que estas só se tratam de velharias sem importância… Enquanto que aqueles que realmente tem sabedoria, experiência e foco sabem apreciar as obras de arte e seus Grandes Mestres… Enfim, o chamado Estado da Arte… E Pedrinho do Engenho, no caso do Fila Brasileiro, é sem dúvida um Grande Mestre !!!

Concluindo: tem muita gente que diante de uma obra de arte por tolice, falta de cultura e desconhecimento, pensam que estão diante de um simples borrão. Mas para quem entende, como é o caso dos fundadores do CAFIB, os Filas Brasileiros de Pedrinho do Engenho representavam uma maravilhosa fonte de ótima genética a ser trabalhada e APRIMORADA

Pois é, ao visitar Pedrinho do Engenho e tantos outros criadores do Sul de Minas, São Paulo e Goiás, o CAFIB soube detectar o potencial genético existentes naqueles Filas Brasileiros… E assim o CAFIB foi, com muito conhecimento, dedicação e trabalho, construindo o plantel do CAFIB, utilizando principalmente os Filas Brasileiros encontrados nas fazendas e no interior do Brasil… E assim o CAFIB salvou o Fila Brasileiro da extinção e o preserva em sua pureza racial…

Enquanto isto, criadores do então BKC preferiam se reunir comodamente na cidade do Rio e de São Paulo, longe das fazendas onde existia o Puro Fila Brasileiro, trabalhando para convencer – e acabaram convencendo — Eugenio Pereira de Lucena, então presidente do BKC, a fechar o Registro Inicial (RI) para que estes Filas Brasileiro do interior sem pedigree não mais competi$$em comercialmente com os muito$ “fila$-mestiço$” fabricados com pedigree (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg ), além de preferirem também se associar ao Clube Paulista do Fila Brasileiro (CPFB) com seus muitos “filas” e, na época, presidido por João Batista Gomes, que posa nas fotos abaixo com seu Mastiff Inglês:

A - Quadro - João Batista

E a verdade é que esta turma oriunda do CPFB, depois de 40 anos, não conseguiram chegar a um fenótipo e a um temperamento comum e homogêneo nos “filas” por eles criados !!!

Pois infelizmente tem gente que gosta mesmo é de “cachorro grande” com sangue de Mastin Napolitano, mas também de Mastiff Inglês, e Dinamarquês-preto…  E, pior, que acha que todo cachorro grande e muito miscigenado é Fila… Quanta tolice… Estes são os NAM`s (Neo Apologistas da Mestiçagem) que no fundo gostam e preferem os chamados “filas-aberração”. Afinal, lá atrás, eles não foram capazes de corretamente avaliar Pedrinho do Engenho, assim como seu plantel genético. E hoje, continuam perdidos, mas fazendo muito mal à Raça Fila Brasileiro.

Mas não me surpreende que defensores dos “filas-mestiços” ligados ao CBKC de hoje tentem denegrir Pedrinho do Engenho e tantos outros precursores que nos legaram o Fila Brasileiro. Afinal estas pessoas gostam mesmo é de “filas-mestiços”, miscigenados que foram sem objetivo pré-definido, sem seleção, sem controle e ainda, foram registrados fora da legalidade, já que o método utilizado era o mais contrário a qualquer criação honesta: a falsificação em massa de pedigrees !!!

Me respondam inteligente e objetivamente:

– alguém pode criar seriamente alguma raça canina falsificando pedigrees ?

– como tentar melhorar uma raça canina falsificando pedigrees ?

E tem gente aborrecida com os problemas oriundos da mestiçagem que são encontrada na Raça Fila que ainda reclama do CAFIB e não destes miscigenadores, do BKC-CBKC e da FCI

Entretanto, felizmente entre nós, também existem pessoas cultas e inteligentes como a escritora Ines Van Damme que em seu excelente livro “Filas e Fazendas” descreve a verdade sobre Pedrinho do Engenho, sua vida, sua criação e sua fazenda. Isto para não falar no excepcional trabalho de investigação jornalistica realizado em muitos anos de pesquisa pelo jornalista Paulo Godinho que em dezenas de paginas retratou o verdadeiro Pedrinho do Engenho para a posteridade no seu magistral livro intitulado “FB: Um Presente das Estrelas”.

A - Livros - quadro

Meus amigos, Pedrinho do Engenho terá sempre um lugar de destaque na galeria dos vanguardistas na criação do Fila Brasileiro. E, aqueles que realmente gostam do Verdadeiro Fila Brasileiro serão eternamente gratos a este precursor pelo legado que nos deixou.

O resto é resto, desconhecimento técnico, tolice e armação…!!!

Abraços, Chico Peltier.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI + CBKC

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI + CBKC.

Frases do Ano de 2015: 

–  “É mais fácil criar outro clube do que explicar o inexplicável”.

–  “Não adianta criar sem seleção e sem responsabilidade”.

–  “Prefira o original, não use cópias, prefira o CAFIB”.

–   “Não crie “fila-mestiço”, crie Fila Brasileiro Puro, analisado e aprovado pelo CAFIB”.

–  “CBKC e FCI enquanto cartórios-empresas, visam aumentar o faturamento, já o CAFIB 

    enquanto Clube, visa aumentar o aprimoramento do Fila Brasileiro”.

–  Caroneiros do CAFIB”: Desapeguem !!! Desapeguem !!!

Frases do Ano de 2016:

– Me respondam inteligente e objetivamente:

  Alguém pode criar seriamente alguma raça canina falsificando pedigrees ?

  Como tentar melhorar uma raça canina sem objetivo pré-definido, sem seleção, sem controle e ainda, falsificando pedigrees ?

Anúncios

Post n° 342 – Tio Chico Informa nº 131 – Sobre a importância de Pedrinho do Engenho como precursor na criação do Fila Brasileiro – Enviado em 29/02/16

Tio Chico Informa nº 131

Sobre a importância de Pedrinho do Engenho como precursor na criação do Fila Brasileiro

Amigos e amigas do CAFIB,

Recentemente postaram num facebook relatos infundados que denigrem a vida, a memória e a verdadeira historia de Pedrinho do Engenho, um dos ícones e precursores na criação do nosso Cão de Fila Brasileiro tão absurdos que me recuso a repeti-los.

Sendo assim:

  1. Segue abaixo depoimento de seu sobrinho neto, Gerson Junqueira de Barros:

Boas Recordações da Fazenda de Pedrinho do Engenho

Fotos na fazenda do tio Pedro Ribeiro Junqueira de Souza, também conhecido como Pedrinho do Engenho. Pedrinho do Engenho, assim como João da Silva Costa, de Itanhandu e José Gomes de Oliveira, de Varginha, foram fazendeiros que se dedicaram à criação e preservação do Fila Brasileiro, e por isso merecem nosso respeito, reconhecimento e gratidão.

Pedrinho do Engenho, nascido em 25 de março de 1908, na Fazenda Campo Redondo, em Silvestre Ferraz, atualmente Carmo de Minas – Minas Gerais. Ele faleceu no dia 26 de Julho de 1991, na cidade de São Lourenço – Minas Gerais. Ele era diplomado como farmacêutico pela Escola Federal de Farmácia de Alfenas. Retornando à sua cidade natal, dedicou-se também à administração da Fazenda do Engenho, de seu cunhado José Junqueira, o Zezeca do Engenho, que já possuía Cães de Fila Brasileiro. Essa criação teve início com o seu avô paterno, Joaquim José de Faria e Souza, que criavam Filas desde 1850.

Os Filas na Fazenda eram utilizados na lida com o gado, mas a sua principal função era a de fazer guarda na propriedade. Pedrinho do Engenho era meu tio avô, irmão caçula de meu avô Francisco Ribeiro de Andrade Junqueira. Com ele e com a família do fazendeiro João da Silva Costa, de Itanhandu, Minas Gerais, conheci e desenvolvi esse meu amor por essa raça maravilhosa que é o Fila Brasileiro. Um cão sem igual, insuperável na sua coragem, determinação e valentia, aliadas à sua devoção e amor por seu dono.

 

Segue abaixo fotos da linda Fazenda do Engenho, em Carmo de Minas, MG de propriedade de Pedrinho do Engenho. Pelo escrito no confuso post, tudo leva a crer que visitaram OUTRA FAZENDA Observação de Gersdon Junqueira: “Note que em algumas fotos aparecem o enorme muro que cercava a fazenda, que servia para manter os Filas Brasileiros dentro para proteção da propriedade e também servia como uma forma para manter os Filas longe do contato de cães de outras raças, evitando acasalamentos indesejáveis”

Fazenda quadro
Nas fotos abaixo: Paloma do Pedrinho do Engenho, ano 2002, já com idade avançada, mas com um fenótipo muito bom. Pedro Chaib de Souza, filho do Pedrinho do Engenho, José Victor Bernardes, genro do Pedrinho do Engenho, Gerson Ribeiro Junqueira de Barros, sobrinho neto e sua esposa Cintia Junqueira de Barros.

A - Quadro - Casal Junquerira

Vide esta postagem oficial em: https://www.facebook.com/media/set/?set=a.212574505763698.1073741830.100010334504857&type=1&l=18df248b4e

  1. Aproveito para comentar que o responsável por este post denegrindo Pedrinho do Engenho parece ter visitado, se é mesmo que visitou, outro Pedrinho em outro Engenho

Afinal, os fundadores do CAFIB, juntamente com o Dr. Paulo Santos Cruz, de fato visitaram o Brasil de Nordeste ao Sul, reconstruindo do zero por meio de nossas Analise de Fenótipo e Temperamento (ATF), empregadas com muito critério, conhecimento e seriedade, o plantel do CAFIB, principalmente baseando-se em Filas encontrados no Sul de Minas Gerais, mas também em São Paulo e Goiás.

Vejam abaixo a capa e foto do nosso jornal O FILA nº 31, datado de Out/81, onde Pedrinho ao contrário de postado erradamente no tal facebook encontra-se muito bem, elegantemente vestido de terno… e com os fundadores do CAFIB, Dr. Paulo, Américo Cardoso e Airton Campbell.

A - Quadro - O FILA 31 -

Mas, infelizmente, tem muita gente sem cultura e sem conhecimento técnico que, por exemplo, ao visitar um Museu e se postar diante de obras de arte, acha que estas só se tratam de velharias sem importância… Enquanto que aqueles que realmente tem sabedoria, experiência e foco sabem apreciar as obras de arte e seus Grandes Mestres… Enfim, o chamado Estado da Arte… E Pedrinho do Engenho, no caso do Fila Brasileiro, é sem dúvida um Grande Mestre !!!

Concluindo: tem muita gente que diante de uma obra de arte por tolice, falta de cultura e desconhecimento, pensam que estão diante de um simples borrão. Mas para quem entende, como é o caso dos fundadores do CAFIB, os Filas Brasileiros de Pedrinho do Engenho representavam uma maravilhosa fonte de ótima genética a ser trabalhada e APRIMORADA

Pois é, ao visitar Pedrinho do Engenho e tantos outros criadores do Sul de Minas, São Paulo e Goiás, o CAFIB soube detectar o potencial genético existentes naqueles Filas Brasileiros E assim o CAFIB foi, com muito conhecimento, dedicação e trabalho, construindo o plantel do CAFIB, utilizando principalmente os Filas Brasileiros encontrados nas fazendas e no interior do Brasil… E assim o CAFIB salvou o Fila Brasileiro da extinção e o preserva em sua pureza racial…

Enquanto isto, criadores do então BKC preferiam se reunir comodamente na cidade do Rio e de São Paulo, longe das fazendas onde existia o Puro Fila Brasileiro, trabalhando para convencer – e acabaram convencendo — Eugenio Pereira de Lucena, então presidente do BKC, a fechar o Registro Inicial (RI) para que estes Filas Brasileiro do interior sem pedigree não mais competi$$em comercialmente com os muito$ “fila$-mestiço$” fabricados com pedigree (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg ), além de preferirem também se associar ao Clube Paulista do Fila Brasileiro (CPFB) com seus muitos “filas” e, na época, presidido por João Batista Gomes, que posa nas fotos abaixo com seu Mastiff Inglês:

A - Quadro - João Batista

E a verdade é que esta turma oriunda do CPFB, depois de 40 anos, não conseguiram chegar a um fenótipo e a um temperamento comum e homogêneo nos “filas” por eles criados !!!

Pois infelizmente tem gente que gosta mesmo é de “cachorro grande” com sangue de Mastin Napolitano, mas também de Mastiff Inglês, e Dinamarquês-preto…  E, pior, que acha que todo cachorro grande e muito miscigenado é Fila… Quanta tolice… Estes são os NAM`s (Neo Apologistas da Mestiçagem) que no fundo gostam e preferem os chamados “filas-aberração”. Afinal, lá atrás, eles não foram capazes de corretamente avaliar Pedrinho do Engenho, assim como seu plantel genético. E hoje, continuam perdidos, mas fazendo muito mal à Raça Fila Brasileiro.

Mas não me surpreende que defensores dos “filas-mestiços” ligados ao CBKC de hoje tentem denegrir Pedrinho do Engenho e tantos outros precursores que nos legaram o Fila Brasileiro. Afinal estas pessoas gostam mesmo é de “filas-mestiços”, miscigenados que foram sem objetivo pré-definido, sem seleção, sem controle e ainda, foram registrados fora da legalidade, já que o método utilizado era o mais contrário a qualquer criação honesta: a falsificação em massa de pedigrees !!!

Me respondam inteligente e objetivamente:

– alguém pode criar seriamente alguma raça canina falsificando pedigrees ?

– como tentar melhorar uma raça canina falsificando pedigrees ?

E tem gente aborrecida com os problemas oriundos da mestiçagem que são encontrada na Raça Fila que ainda reclama do CAFIB e não destes miscigenadores, do BKC-CBKC e da FCI

Entretanto, felizmente entre nós, também existem pessoas cultas e inteligentes como a escritora Ines Van Damme que em seu excelente livro “Filas e Fazendas” descreve a verdade sobre Pedrinho do Engenho, sua vida, sua criação e sua fazenda. Isto para não falar no excepcional trabalho de investigação jornalistica realizado em muitos anos de pesquisa pelo jornalista Paulo Godinho que em dezenas de paginas retratou o verdadeiro Pedrinho do Engenho para a posteridade no seu magistral livro intitulado “FB: Um Presente das Estrelas”.

A - Livros - quadro

Meus amigos, Pedrinho do Engenho terá sempre um lugar de destaque na galeria dos vanguardistas na criação do Fila Brasileiro. E, aqueles que realmente gostam do Verdadeiro Fila Brasileiro serão eternamente gratos a este precursor pelo legado que nos deixou.

O resto é resto, desconhecimento técnico, tolice e armação…!!!

Abraços, Chico Peltier.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI + CBKC.

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI + CBKC.

Frases do Ano de 2015: 

–  “É mais fácil criar outro clube do que explicar o inexplicável”.

–  “Não adianta criar sem seleção e sem responsabilidade”.

–  “Prefira o original, não use cópias, prefira o CAFIB”.

–   “Não crie “fila-mestiço”, crie Fila Brasileiro Puro, analisado e aprovado pelo      CAFIB”.

–  “CBKC e FCI enquanto cartórios-empresas, visam aumentar o faturamento, já o CAFIB  enquanto Clube, visa aumentar o aprimoramento do Fila Brasileiro”.

–  Caroneiros do CAFIB”: Desapeguem !!! Desapeguem !!!

Frases do Ano de 2016:

– Me respondam inteligente e objetivamente:

  Alguém pode criar seriamente alguma raça canina falsificando pedigrees ?

  Como tentar melhorar uma raça canina sem objetivo pré-definido, sem seleção, sem controle e ainda, falsificando pedigrees ?

Post n° 341 – Uncle Chico Newsletter # 130 – Next CBKC Fila Referees Meeting in a hotel in the city of Rio de Janeiro – Sent Feb, 26th.-2016

Uncle Chico Newsletter # 130

Next CBKC Fila Referees Meeting in a hotel in the city of Rio de Janeiro

Take noteCalendar 2016 CAFIB Expo Opening: 101st National Expo and 8th Expo  of Itanhandu, MG next April, 10 !!!

Dear Friends,

I was informed last night by a new acquaintance of mine, who still breeds and registers its Filas and “filas” in CBKC-FCI system, that a CBKC Referees Meeting will be held in the next future in a hotel in the city of Rio de Janeiro .

I sincerely hope that this meeting will be fruitful and bring the necessary racial purity and homogeneity to Filas and “filas” breed and recorded in CBKC-FCI system. So that the “filas” dubbed “stocky-fila, toy-fila, pet-fila, masttiff-fila, neapolitan-fila, black-fila, giant-fila, roitt-fila, bloodhound-fila, docile-fila, hairy-fila, heavy loaded-fila and even the freak-fila” by the CBKC Fila breeders themselves, may be excluded from CBKC squad. If this approach is not taken, I think that will never be possible to breed the Fila Brasileiro seriously under CBKC-FCI.

As you well know, as an admirer and promoter of the Fila Brasileiro for more than 40 years, above clubs, I still wish much success in this meeting, noting however, that the fight will be very hard because, in addition to various types of “filas” existing as above mentioned, unfortunately billing is still the most important for the double club-registry offices CBKC-FCI then register only the True Fila Brasileiro, thereby contravening the own FCI Statutes that determines its “Article 2 Objectives “: ” to encourage and promote the breeding and use of PUREBRED DOGS“. See in http://www.fci.be/en/FCI-Statutes-39.html  ) .

Recalling further as it will be difficult this mission, I gave two examples in practice:

– RobertoSene, former Coordinator of the CBRFB (CBKC Fila Council) tried toimplementin 2011- unsuccessfully – the APR (Apt for Reproduction) in the Fila and “fila” breed and recorded in CBKC-FCI system. See the item # 3 of Uncle Chico Newsletters #. 7 dated 21/12/11, clicking http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/30_115/materia.html and Uncle Chico Newsletter # 9 dated 24/12/11, reading Sene`s Open Letter clicking in http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/30_117/materia.html .

– MarisaKanap, also former Coordinator of the CBRFB (CBKC Fila Council)  tried toimplementin 2014- unsuccessfully – a campaign on Facebook “Selection with no-responsibility” which is in practice the official facebook of Fila and “fila” breeders breed and registered in CBKC-FCI system, in order to seek greater homogeneity in the Fila breed in CBKC-FCI system“. See in http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2014/10/25/post-no-220-tio-chico-informa-no-75-sugestoes-e-consideracoes-sobre-a-corajosa-proposta-da-sra-mariza-kanappara-homogeneizar-a-raca-fila-brasileiro-no-sistema-cbkc-fci-enviado-em-251014/ )

CAFIB is still available to CBKC and FCI, as well as their breeders and judges, if these clubs really decide indeed ALSO IMPROVE their Filas and “filas”, which are registered in their squads as all of them were True Fila Brasileiro, as alias was already proposed officially to CBKC by CAFIB on Oct, 09th-2014 through our “Proposal for Partnership Agreement CBKC / CAFIB” until today unanswered…

Wishing great success to this new meeting,

Best Regards, Chico Peltier

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI + CBKC

Sentences of the Year 2015

– “It is easier to create another club to explain the unexplainable.”

– “No use to breed without selection and without responsibility.”

– “Prefer the original, do not use copies, prefer CAFIB”.

– Do not breed “mestizo-fila”, breed the Pure Fila Brasileiro, analyzed and approved by CAFIB”.

– “CBKC and FCI as notary-enterprises, aimed at increasing revenue, but CAFIB while a Fila Club, aims to increase the improvement of the Fila   Brasileiro.”

– “CAFIB hitchhikers”: Let go !!! Let go !!!

Post n° 340 – Tio Chico Informa nº 130 – Próximo Encontro de Árbitros de Fila do CBKC num hotel na cidade do Rio de Janeiro – Enviado em 26/02/16

Tio Chico Informa nº 130

Próximo Encontro de Árbitros de Fila do CBKC num hotel na cidade do Rio de Janeiro.

Anotem abertura das Expos CAFIB 2016: 101ª Expo NACIONAL e 8ª Expo de Itanhandu, MG no dia 10/04/16 !!!

Amigos e amigas do CAFIB,

Fui informado ontem de noite por um novo conhecido meu, que ainda cria e registra seus Filas e “filas” no Sistema CBKC-FCI, que será realizado num próximo fim de semana um Encontro de Árbitros de Fila num hotel na cidade do Rio de Janeiro.

Desejo sinceramente que este Encontro seja profícuo e traga a indispensável pureza racial e homogeneidade aos Filas e “filas” criados e registrados no Sistema CBKC-FCI. De forma a que os “filas” apelidados de fila-atarracado, fila-toy, fila-pet, mastifila, napofila, fila-preto, fila-gigante, roitt-fila, blood-fila, fila-dócil, fila-peludo, fila-carregado e até o fila-aberraçãopelos próprios criadores do Fila-CBKC, venham a ser excluídos do plantel do CBKC. Pois, caso esta atitude não seja tomada, entendo que jamais será possível se criar o Fila Brasileiro de forma séria no âmbito do CBKC-FCI.

Como voces bem sabem, na qualidade de admirador e divulgador ha mais de 40 anos da Raça Cão de Fila Brasileiro, acima de Clubes, desejo ainda muito sucesso neste Encontro, lembrando entretanto, que a luta será muito árdua pois, além dos diversos tipos de “filas” existentes como os acima mencionados, infelizmente o faturamento ainda é o mais importante para a dupla de clubes-cartórios CBKC-FCI do que registrar apenas o Verdadeiro Fila Brasileiro, desrespeitando assim os próprios Estatutos da FCI que determina em seu “Article 2 Objectives”:  “…incentivar e promover a criação e utilização de cães de RAÇA PURA”. Vide em http://www.fci.be/en/FCI-Statutes-39.html  ) .

Lembrando ainda como será difícil esta missão, exemplifico na prática:

Roberto Sene, ex-Coordenador do CBRFB, tentou em 2011 implantar — sem sucesso — o APR no Fila e “fila” criados e registrados no Sistema CBKC-FCI. Vide no item nº 3 do Tio Chico Informa nº 7 datado de  21/12/11, clicando em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/30_115/materia.html e no Tio Chico Informa nº 9 datado de 24/12/11, na Carta Aberta por ele assinada clicando em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/30_117/materia.html .

Mariza Kanap, também ex-Coordenadora do CBRFB, tentou em 2014 implantar — sem sucesso — uma campanha no facebook “Seleção com Ir-reponsabilidade”, que é na pratica o facebook oficial dos criadores de Fila e “fila” criados e registrados no Sistema CBKC-FCI, “…a fim de se buscar uma maior homogeneidade no Fila criado no sistema  CBKC-FCI”. Vide em http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2014/10/25/post-no-220-tio-chico-informa-no-75-sugestoes-e-consideracoes-sobre-a-corajosa-proposta-da-sra-mariza-kanappara-homogeneizar-a-raca-fila-brasileiro-no-sistema-cbkc-fci-enviado-em-251014/ )

 

O CAFIB continua a disposição do CBKC e da FCI, bem como de seus criadores e juízes, caso estes clubes realmente decidam de fato TAMBÉM APRIMORAR  seus Filas e “filas”, os quais se encontram registrados em seus planteis como sendo todos da Raça Fila Brasileiro, como alias já propusemos oficialmente ao CBKC em 9/10/14 por meio de nossa “Proposta de Acordo de Parceria CBKC / CAFIB”, até hoje sem resposta…

Desejando enorme sucesso a este novo Encontro,

Abs, Chico Peltier.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI + CBKC

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI + CBKC.

Frases do Ano de 2015: 

–  “É mais fácil criar outro clube do que explicar o inexplicável”.

–  “Não adianta criar sem seleção e sem responsabilidade”.

–  “Prefira o original, não use cópias, prefira o CAFIB”.

–   “Não crie “fila-mestiço”, crie Fila Brasileiro Puro, analisado e aprovado pelo CAFIB”.

–  “CBKC e FCI enquanto cartórios-empresas, visam aumentar o faturamento, já o CAFIB 

    enquanto Clube, visa aumentar o aprimoramento do Fila Brasileiro”.

–  Caroneiros do CAFIB”: Desapeguem !!! Desapeguem !!!

Post n° 339 – Perguntem ao Tio Chico nº 119 – Raças Akita e Dogue de Bordeaux: exemplos a serem seguido pelo Fila Brasileiro !!! – Srs. Rafael Santiago e Raymond Triquet x Fila Brasileiro: alguma esperança ? – “Fila-super-aberração” ???… – Enviado em 25/02//16

Perguntem ao Tio Chico nº 119

Raças Akita e Dogue de Bordeaux: exemplos a serem seguido pelo Fila Brasileiro !!!

Srs. Rafael Santiago e Raymond Triquet x Fila Brasileiro: alguma esperança ?

“Fila-super-aberração” ???…

Anotem abertura do Calendário 2016 de Expos CAFIB: 101ª Expo NACIONAL e 8ª Expo de  Itanhandu, MG no dia 10/04/16 !!!

Queridos amigos e amigas, continuando com nossas conversas…

  1. Tio Chico, para resolver a eterna divergência existente na criação Raça Fila Brasileiro, que persiste ha mais de 40 anos, bastaria os dirigentes do CBKC e da FCI se dedicarem um pouco mais a este assunto e seguirem o exemplo da Raça japonesa Akita a qual, após a intervenção inteligente e conjunta da FCI, AKC e Japan Kennel Club, foi dividida em duas raças: o Akita Japonês que seria mais semelhante à original e o Akita Americano que sofreu a mestiçagem ocorrida durante e logo após a Segunda Grande Guerra.

Ocorre que neste período, e devido à participação do Japão nesta Guerra Mundial, a raça Akita quase foi dizimada e esta mestiçagem ocorreu objetivando apenas sua sobrevivência, aprimoramento, recuperação e preservação. Entretanto esta miscigenação deu-se com inteligência, conhecimento, controle e seleção e não pelo prazer egoísta, tolo, sem controle, sem seleção e sem objetivos como ocorreu no Caso do Fila Brasileiro criado e registrado no BKC-CBKC-FCI e foi levada a efeito pelos primeiros miscigenadores brasileiros nas décadas de 70 e 80, mas ainda hoje por seus seguidores, os chamados NAM`s (Neo Apologistas da Mestiçagem), que criam “filas-mestiços” até hoje como se Fila Puros fossem, com o selo e a chancela do CBKC-FCI.

Resposta do Tio Chico: Perfeito, sem duvida.

Bastaria, no Caso do Fila, que os dirigentes até hoje omissos do CBKC e da FCI, trabalhassem um pouco e seguissem este exemplo da raça Akita. No caso do Fila Brasileiro seria até mais fácil, pois se limitaria apenas em entendimentos diretos entre CBKC e FCI. Como orientação, sugiro a leitura do artigo de Fernando Martins Lopes clicando em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2012/08/15/post-no-23-tio-chico-informa-no-11-sobre-a-divisao-da-raca-akita-enviado-em-10712/   sobre a História da Raça Akita. No mais, com esta divisão o CBKC- FCI não diminuiriam seu faturamento, ao contrário, o aumentariam. Logo, é só trabalhar um pouquinho…

Nota histórica: nos idos de 70 e 80 eu apelidei estes primeiros miscigenadores pejorativamente de “misturadores”, assim como apelidei o fruto desta miscigenação de “fila-salada-genética” e “filamarques” (explicação: cruza de Fila com Dinamarquês preto = “fila-preto” (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1816.jpg )…

Finalizando, lembro que o CAFIB desde 1978 faz sua parte a fim de ajudar a salvar o Fila criado e registrado no CBKC-FCI, pois em 9/10/14 enviou para o CBKC uma “Proposta de Acordo de Parceria CBKC / CAFIB”, até hoje sem resposta…

  1. Amigo Chico, se este tradutor da FCI, Sr. Raymond Triquet, é mesmo tão importante, é considerado o Pai do Dogue de Bordeaux, pois o aprimorou, organizou sua criação e o salvou da extinção; exatamente da mesma forma que o Dr. Paulo Santos Cruz, Pai da Raça Fila e Mestre de Criação do CAFIB, juntamente com o CAFIB reorganizaram nossa raça canina nacional salvando-a da extinção e preservando-a em sua pureza racial, será que o Sr. Triquet não poderia ajudar nosso Fila Brasileiro a resolver esta pendencia decorrente da miscigenação sem controle que já perdura 40 anos ?

Resposta do Tio Chico: Pois é, quem sabe o Sr. Triquet, como grande cinófilo que deve realmente ser, não se sensibilizaria em ajudar com seu poder e conhecimento mais uma raça canina ? Além disto, soube que o atual presidente da FCI, Sr. Rafael Santiago, é um cinófilo muito culto, sensível e inteligente.  Será que ambos não se sensibilizariam e seriam os novos responsáveis por salvar e reorganizar o Fila criado e registrado no CBKC ?

  1. Chico, li na web num tipo de Wikipédia, que um Fila do CBKC macho deve pesar entre 110 e 140 kg. e um fêmea Fila entre 100 e 120 kg. É isto mesmo?

Resposta do Tio Chico: Com este peso certamente não seria um “fila-aberração”, mas sim um “fila-super-aberração”… rsrsrs… Além disto, penso que seria um “fila-obeso” que dormiria muito e sem condições físicas de desempenhar suas funções.  Como escrevo há décadas, tem muita gente que se auto intitula “criador” e grande entendido em Fila, mas acha que qualquer cachorro grande é um Verdadeiro Fila Brasileiro… 

Sendo assim, vamos torcer para que a dupla SantiagoTriquet ajudem o Fila-CBKC !!!

Abraços, Chico Peltier.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI + CBKC

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI + CBKC.

Frases do Ano de 2015: 

– “É mais fácil criar outro clube do que explicar o inexplicável”.

– “Não adianta criar sem seleção e sem responsabilidade”.

– “Prefira o original, não use cópias, prefira o CAFIB”.

– “Não crie “fila-mestiço”, crie Fila Brasileiro Puro, analisado e aprovado pelo CAFIB”.

– “CBKC e FCI enquanto cartórios-empresas, visam aumentar o faturamento, já o CAFIB

   enquanto Clube, visa aumentar o aprimoramento do Fila Brasileiro”.

Caroneiros do CAFIB”: Desapeguem !!! Desapeguem !!!

Post n° 338 – Ask Uncle Chico # 119 – Akita and Dogue de Bordeaux: examples to be followed by Fila Brasileiro !!! – Mr. Rafael Santiago and Mr. Raymond Triquet x Fila Brasileiro: any hope? – “Fila-super-freak” ??? – Sent Feb, 25st.-2016

Ask Uncle Chico # 119

Akita and Dogue de Bordeaux: examples to be followed by Fila Brasileiro !!!

Mr. Rafael Santiago and Mr. Raymond Triquet x Fila Brasileiroany hope?

“Fila-superfreak” ???

Take noteCalendar 2016 CAFIB Expo Opening: 101st National Expo and 8th Expo  of Itanhandu, MG next April, 10 !!!

Dear friends, continuing our conversations…

  1. Uncle Chico, to solve the eternal divergence in the Fila Brasileiro breeding, which persists for more than 40 years, would suffice CBKC and FCI leaders engage a little more into this issue and follow the example of the Japanese breed named Akita which after intelligent and joint assistance from the FCI, AKC and Japan Kennel Club, was divided into two breeds: the Japanese Akita would be more similar to the original and the American Akita who suffered miscegenation that occurred during and soon after the Second World War.

It so happens that in this period, due to Japan’s participation in World War II, the Akita breed almost disappear and that miscegenation occurred just aiming its survival and preservation. However this miscegenation was done with intelligence, knowledge, control and selection and not for selfish pleasure, fool, without control, without selection and aimless as in the case of the Fila Brasileiro breed and registered in BKC-CBKC-FCI and was carried out by the first Brazilians cross-breeders in the 70s and 80s, but still today by theirs followers, the so-called NAM`s (Neo Apologists of Miscegenation), breeding “mestizos-filas” today as they were Pure Filas, with the stamp and seal of CBKC-FCI.

Uncle Chico answer: Perfect, no doubt. In the case of the Fila-CBKC it would be suffice today that the omitted leaders from CBKC and FCI worked a bit and follow the example of the Akita breed. In the case of the Fila Brasileiro it would be even easier, because it would limit only on direct agreements between CBKC and FCI. As a guide, I suggest reading the article in English by Fernando Martins Lopes clicking on http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2012/08/15/post-no-24-uncle-chico-reports-no-11-about-the-division-of-the-akita-breed-sent-jul1st-2-012/ about the History of Akita Breed. In the most, with this division the CBKC-FCI not diminishes its revenue, unlike, it will the increased. Therefore, it is only work a little bit …

Historical note: in the decades of 70 and 80 I have dubbed these early miscigenadores (mix-breeders) pejoratively as “mixers” or “blender”. I also nicknamed the “mestizos-filas” as “genetic-salad-filas” or “filamarques” (explanation: crosses between Fila and black Great Dane = “black-fila”(just click http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1816.jpg )…

Finally, I remember that the CAFIB since 1978 is doing its part to help save the Fila breed and registered in CBKC-FCI, as in Oct, 9th.-2014 sent to CBKC a “Proposal for Partnership Agreement CBKC / CAFIBuntil today unanswered…

  1. My dear friend Chico, if the FCI translator, Mr. Raymond Triquet, is really so important and is considered the Father of the Dogue de Bordeaux because was responsible for the improved and reorganization of this breed and saved it from extinction; exactly the same way that Dr. Paulo Santos Cruz, Father of the Fila and CAFIB Master Breeding, along with CAFIB members reorganized the Fila breed saving it from extinction and preserving it in their racial purity, does Mr. Triquet could help the Fila Brasileiro and solve this pendency result of miscegenation without control that has lasted 40 years?

Uncle Chico answer: Well, who knows Mr. Triquet, as a very important dog fan  that should really be, not sensitized and cheer up to help with their power and knowledge another dog breed ? Furthermore, I learned that the current FCI president, Mr. Rafael Santiago, is a very cultured, sensible and intelligent dog fan. Maybe both can be sensitive and would be the new leaders to save and reorganize the Fila breed and registered at CBKC?

  1. Chico, I read on the web, in a sort of Wikipedia, that a CBKC Fila male must weigh between 110 and 140 kg and the female between 100 and 120 kg. It is that correctly ?

Uncle Chico answer: With this weight certainly would not be a “fila-freak“, but a “super-fila-freak” … lol … In addition, I think it would be a “obese-fila” that loves to sleep a lot and without physical condition to perform their duties. As I write for decades, there are many people who self-titled “breeder” and large understood in Fila, but think any big dog is a True Fila Brasileiro…

So let’s hope the duo Santiago-Triquet help Fila-CBKC !!!

Regards, Chico Peltier.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI + CBKC

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI + CBKC.

Sentences of the Year 2015

“It is easier to create another club to explain the unexplainable.”

“No use to breed without selection and without responsibility.”

“Prefer the original, do not use copies, prefer CAFIB”.

Do not breed ” mestizo-fila”, breed the Pure Fila Brasileiro, analised and approved by CAFIB”.

“CBKC and FCI as notary-enterprises, aimed at increasing revenue, but CAFIB while a Fila Club, aims to increase the improvement of the Fila Brasileiro.”

“CAFIB hitchhikers”: Let go !!! Let go !!!

Post n° 337 – Perguntem ao Tio Chico nº 118- Criar ou possuir Fila Brasileiro ? – Fila Brasileiro x Raças Akita e Dogue de Bordeaux ? – A falta de união do criador brasileiro. – O Cão dos Pirineus e o “juiz” do CBKC Alexandre Bacci. – Alexandre Bacci, que raça é esta ? – Enviado em 19/02/16

Perguntem ao Tio Chico nº 118

Criar ou possuir Fila Brasileiro ?

Fila Brasileiro x Raças Akita e Dogue de Bordeaux ?

A falta de união do criador brasileiro.

O Cão dos Pirineus e o “juiz” do CBKC Alexandre Bacci.

Alexandre Bacci, que raça é esta ?

Anotem abertura do Calendário 2016 de Expos do CAFIB: 101ª Expo NACIONAL e 8ª Expo de  Itanhandu, MG no dia 10/04/16 !!!

Take noteCalendar 2016 CAFIB Expo Opening: 101st National Expo and 8th Expo  of Itanhandu, MG next April, 10 !!!

Queridos amigos e amigas, continuando com nossas conversas…

  1. Tio Chico, acho que muitos se autodenominam “criadores” de Fila Brasileiro, mas na verdade são pessoas que apenas possuem uns Filas Brasileiro PURO ou uns “filas-mestiços” com pedigree. Pessoas que desejam tê-los como cães de companhia ou guarda, assim como tirar algumas ninhadas para vender. Ou seja, não são de fato criadores, pois não têm consciência de que o Fila Brasileiro, apesar de ser uma raça maravilhosa, é também a mais miscigenada do mundo e que por isto merece ser aprimorada, como vem sendo feito pelo CAFIB desde 1978, certo? Aprimorar a raça Fila Brasileiro é o verdadeiro sentido para se ser considerado um real criador de Fila Brasileiro, certo?

Resposta do Tio Chico: Claro, evidente.

O CAFIB tem muitos exemplos de criadores que de fato se dedicaram a Raça Fila Brasileiro há muitos anos e até décadas e a ajudaram a ser resgatada da extinção e a preservam até hoje. Criar é um ato muito sério e que exige muito conhecimento e dedicação. Participar de expos ou ganhar um “Best in Show” não significa necessariamente ser criador. Afinal, como alguém pode se auto-intitular criador de Fila Brasileiro se, apenas como um único exemplo, registra seus Filas e “filas” no CBKC-FCI, mas nunca reclamou dos absurdos cometidos contra a Raça Fila nos últimos 40 anos pelo trio BKC-CBKC-FCI, chegando até ao ponto de modificarem o Temperamento e o Caráter do Fila Brasileiro, traduzindo com graves erros o Padrão do CBKC em português para o da FCI em inglês e o espanhol?

Menciono como exemplos práticos e recentes de duas raças que sofreram muita miscigenação, foram aprimoradas e por isto salvas da extinção devido ao trabalho sérios dos seus criadores e com a ajuda da FCI, AKC, Japan Kennel Club e The French Kennel Club / Société Centrale Canine: as raças Akita e Dogue de Bordeaux. Pena que CBKC-FCI não se interessam pelo nosso querido Fila Brasileiro !!!

  1. Querido amigo Chico, em minha opinião um dos sérios problemas encontrados na criação do Fila Brasileiro é que o brasileiro não tem a cultura nem a tradição de se juntar, formar um grupo coeso, a fim de resolver os problemas e situações adversas. Geralmente o brasileiro aguarda soluções vindas do Governo que, no caso do Fila Brasileiro, após passar o direito de registrar esta raça do BKC para o CAFIB, expulsou toda a cinofilia do antigo Ministério da Agricultura. Os brasileiros também gostam de esperar que as soluções caíam de graça e do Céu… Se realmente queremos melhorar alguma coisa, no caso o Fila Brasileiro, temos é que arregaçar as mangas e trabalhar para aprimorar duro. E isto quem vem fazendo é o CAFIB. Resposta do Tio Chico: Perfeito !!! Infelizmente existe mesmo uma enorme falta de união do criador brasileiro. O CAFIB é uma exceção !!! Sobre o Ministério da Agricultura e o CAFIB convido-o a ler esta verdadeira historia completa clicando em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/13.html

275. Chico, a raça Cão dos Pirineus está em extinção?

Resposta do Tio Chico: Duvido.

Os europeus não são como os brasileiros que não cuidam do seu patrimônio e de suas raças caninas nacionais. O CAFIB é uma exceção no Brasil. Não fosse o CAFIB o Fila Brasileiro não mais existiria. Ninguém duvida que o CAFIB resgatou o Fila Brasileiro da extinção e o preserva em sua pureza racial até hoje. Por outro lado no Brasil encontramos infelizmente o “juiz” do CBKC Alexandre Bacci, que escreveu duas vezes no Face Seleção que o Fila Brasileiro não é uma Raça, mas apenas um grupo de cachorros mestiços, isto é, de vira-latas… Ou seja: um “juiz” do CBKC deprecia, ridiculariza e menospreza a nossa própria raça canina nacional e fica por isto mesmo !!! E só o Tio Chico e o criador Sr. Fabio Pereira Bueno Filho reclamam. Se este “juiz” fosse do CAFIB teria sido expulso imediatamente e todos os seus julgamentos e premiações teriam sido anuladas. Afinal, como um juiz entra em pista representando o CBKC num evento pago pelos expositores, que desejam receber uma correta e sincera avaliação do seu exemplar confrontado com seu Padrão, mas no seu íntimo este juiz entende que são apenas cachorros mestiços ?

  1. Chico, não crio Filas Brasileiros, mas amo muito esta raça, e admiro seu trabalho de divulgação. Por isto enviei email para o CBKC reclamando das declarações do juiz Alexandre Bacci de que o Fila não constitui uma raça, não passando de um cachorro mestiço.

Resposta do Tio Chico: Parabéns !!! Se voce não é criadora de Fila Brasileiro, mas sentiu necessidade de reclamar, me pergunto por que os criadores de Fila Brasileiro do CBKC não se indignam e também reclamam. Alias, será que a Coordenadora do CBRFB, Sra. Maria Clarice Silva de Oliveira, reclamou pedindo punição ? Pena do criador que perde a capacidade de se indignar, se tornando num participante omisso, como são a CBKC-FCI !!!

  1. Grande Chico, daria para perguntar ao “juiz” do CBKC Alexandre Bassi que raça é esta — se é que ele acha que é mesmo uma raça — representada nas fotos abaixo ?

Mestiços juntosResposta do Tio Chico: Desde 2009 envio diretamente para o endereço eletrônico do Sr. Alexandre Bacci todos os artigos redigidos e assinados pelo Tio Chico. Alias faço isto para ao redor de 1.300 criadores, juízes, dirigentes e clubes. Este é o meu trabalho: divulgar o Fila Brasileiro, o CAFIB e a mestiçagem.

  1. Tio Chico como é possível os frequentadores de um mesmo Facebook elogiarem estas duas cabeças tão diferentes como sendo exemplos de Típicos exemplares da Raça Fila Brasileiro ?

Face Seleção AFace Seleção B

Resposta do Tio Chico: Só mesmo profundos desconhecedores da Raça Fila Brasileiro poderiam afirmar um absurdo como estes. E olha que muitos se auto-intitulam criadores…Como escrevo há décadas, tem muita gente que se diz “criador” mas acha que qualquer cachorro grande é Fila Brasileiro

Abraços, Chico Peltier.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI + CBKC

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI + CBKC.

Frases do Ano de 2015: 

  1. “É mais fácil criar outro clube do que explicar o inexplicável”.
  2. “Não adianta criar sem seleção e sem responsabilidade”.
  3. Prefira o original, não use cópias, prefira o CAFIB”.
  4. Não crie “fila-mestiço” , crie Fila Brasileiro Puro, analisado e aprovado pelo CAFIB”.
  5. “CBKC e FCI enquanto cartórios-empresas, visam aumentar o faturamento, já o CAFIB enquanto Clube, visa aumentar o aprimoramento do Fila Brasileiro”.
  6. Caroneiros”: DESAPEGUEM !!! DESAPEGUEM !!!