Post nº 192 – Tio Chico Informa nº 69 – Zorra = Charrua dos Pampas: alguns esclarecimentos e um pouco de História… – Maestro Tom Jobim: criar Fila “…não e para principiantes”? – Cantor Gilberto Gil: criadores de Fila precisam de “régua e compasso”. – Enviado em 24-06-14

Tio Chico Informa nº 69

Zorra = Charrua dos Pampas: alguns esclarecimentos e um pouco de História…

Maestro Tom Jobim: criar Fila  “…não e para principiantes”? 

Cantor Gilberto Gil: criadores de Fila precisam de “régua e compasso”.

Amigos e amigas,

Recentemente me enviaram um post feito no Face do querido Flávio Mancilha (vide https://www.facebook.com/groups/459392224159453/ , Grupo Amantes do FB ) com as 3 fotos abaixo e muitos comentários sobre a Zorra, minha única Fila PURA  que no BKC foi registrada com o nome Charrua dos Pampas (registro nº 68.879 RG)

Zorra - 1Zorra - 2Zorra - 3

Zorra nasceu no dia 7 de Janeiro de 1.974, tendo sido por mim adquirida cinco meses depois e há 40 anos atrás. Foi no Canil dos Pampas que era em meados desta década um dos grandes criadouros de Filas do Brasil.  Seu proprietário, Claudio João Fontes,  era um gaúcho muito boa praça, bom de conversa e ótimo vendedor… Claudio era fotógrafo, pianista e artista. Era casado com a Érika e possuíam uma linda e grande família. A noite era comum todos cantarem muito afinados com o Claudio ao piano. Era a versão gaúcha da Família Von Trapp… rsrsrs… Saudades, Grande Cláudio…

Claudio não tinha muita tradição na criação do Fila. Começou meio que por acaso ao comprar uma granja no Recreio dos Bandeirantes (Rio-RJ). Mas o fato é que ele adquiriu a “ótima” Braúna da Soledade e esta fêmea foi acasalada com o “muito bom” Bororó do ABC, do canil de Enio Montes. Bororó era neto do lendário Orixá de Parnapuan. Aliás, eu já recebi inúmeras fotos de cães totalmente diferentes, inclusive de enormes “filas-mestiços”, como sendo do verdadeiro Orixá… Infelizmente são coisas da Raça Fila, onde os miscigenadores tentaram reescrever a Verdadeira História do Fila Brasileiro, adaptando-a aos seus interesses “misturados” por meio principalmente do Simpósio de Brasília realizado em 1.977 e dois livros escritos por João Batista Gomes e Procópio do Vale. Estratégia tão comum em países totalitários como a antiga URSS e China… Pena que os tolos acreditaram nesta farsa e muitos ainda acreditam até hoje…

Ainda bem que o jornalista Paulo Godinho lançou no ano passado o seu livro “FB: Um Presente das Estrelas”, patrocinado pelo CBKC, comprovando com muitos detalhes as verdades que o CAFIB e eu divulgamos e defendemos há tantas décadas e, ainda, acrescentando muitos outros fatos relevantes e históricos nunca antes revelados.  Aliás, penso que em meus 40 anos de Fila este patrocínio do CBKC foi a única coisa realmente importante realizada pelo trio BKC-CBKC-FCI em prol do Verdadeiro e Puro Fila Brasileiro. Para adquirir este livro: HTTP://blogdopaulogodinho.blogspot.comou pelo emailpaulogodinho@ique.com.br . A foto da capa deste livro encontra-se mais abaixo.

A ninhada de Braúna + Bororo, fora duas exceções “tigradas” (mas isto é outra história…) , era “ótima”. Por isto Claudio ficou com todas as fêmeas para reprodução. Ocorre que a minha querida primeira Fila chamada Zorra ficou prognata… Só por isto ela me foi vendida quando já tinha 5 meses… E quando a adquiri eu nem sabia que prognatismo tratava-se de uma séria “falta”…  Eu nem sabia que cachorro tinha “falta”… rsrsrs… Cachorro para mim deveria ser apenas um bom e fiel amigo e tomar conta do meu sítio. Apenas isto… Afinal, nem minha família nem eu tínhamos nenhum tradição e conhecimento em criação animal…

Este é um ponto importante, pois naquela época, para mim, cachorro era tudo igual e só era diferenciado pela Raça, com suas características visuais e evidentes para o leigo. O problema é que tem muitas pessoas que se dizem criador e grandes entendidos em Fila e até hoje pensam que qualquer cachorro grande, cabeçudo e com “papada” é Fila. E comum ver nos Faces e sites grandes “criadores” que postam com orgulhoso as fotos dos seus “filas- atípicos” e “filas-aberração”. Hoje mesmo recebi a foto de um novo tipo de barbela: é a “papada-cortina” que alcança até o meio do peito… Que tristeza !!! Recentemente recebi um email de uma pessoa que frequenta muito os Faces e emite muitas opiniões, com a foto de duas cabeças de Fila muito diferentes, mas que, para ele, no seu desconhecimento técnico, eram iguais !!! (vide na resposta nº 227 do  Perguntem ao Tio Chico nº 72 em http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2014/06/06/post-no-186-perguntem-ao-tio-chico-no-72-mais-desabafos-desta-vez-de-dois-criadores-do-cafib-pseudo-criadores-sem-argumentos-desejam-censurar-o-tio-chico-duas-cabecas-parecidas-mas/  ) . Conclusão: se passaram 40 anos e estas pessoas encontram-se ainda tão ignorantes como eu estava quando adquiri a minha primeira Fila Zorra com prognatismo… Alias, o Paulo Santos Cruz ao criticar nas décadas de 80/90 àqueles que criavam “filas-pretos” disse: “eles estão tão ignorantes em Fila como eu estava na década de 50 quando comecei a cria-los…”

Pois bem, Braúna, que acabou se tornando com o tempo minha grande e fiel amiga, e a Zorra foram as responsáveis por eu vir a conhecer 40 anos atrás a Verdadeira e Pura Raça Cão de Fila Brasileiro. Elas me apresentaram ao verdadeiro fenótipo e verdadeiro temperamento do Cão de Fila Brasileiro. Daí a minha paixão por esta magnífica Raça, patrimônio ecológico do nosso Brasil, a qual se mantem tão viva até hoje e impregnada fundo no meu coração… Tudo isto e muito mais encontra-se muito bem relatado na INTRODUÇÃO do meu site (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/1.html). Em especial quanto ao Temperamento do Fila, recomendo a leitura do capitulo O Temperamento e, mais do que isto, o Jeitão do Fila”.

Justamente, por gostar do Verdadeiro Fila me indignei e me rebelei a partir de 1.976 contra a dupla BKC-FCIe os mestiçadores. Não havia sentido nem necessidade de se miscigenar a Raça Fila com nenhuma outra, pois nosso Fila se encontrava formado há décadas e com muitos exemplares disponíveis para sua perpetuação. Mas este elo foi quebrado pelos mestiçadores e pelo BKC. É claro que um aprimoramento normal e natural naquela época deveria ser feito, principalmente no trem traseiro, mas somente cães da Raça Fila deveriam ter sido utilizados. Da mesma forma que toda Raça animal deve ser mantida objetivando seu Padrão e sua função. Mas daí a se misturar indiscriminadamente e sem controle o Fila com cães das Raças Mastiff Inglês, Mastin Napolitano e Great Dane (Dogue Alemão), este ultimo para se “fabricar” o “fila-preto” foi, sem dúvida, um crime. Um crime que veio a dar origem a milhares de cães mestiços com pedigrees de Fila que eu passei a designar décadas atrás de “fila-salada-genética” e que outros criadores do Fila-CBKC-FCI passaram a denominar por vários apelidos pejorativos, chegando ate ao inacreditável apelido de “fila-aberração”, onde não só o fenótipo como também o temperamento do Verdadeiro Fila foram desvirtuados em milhares de cães. Ainda mais sendo esta miscigenação feita sem nenhum controle e utilizando-se o simples e condenável método da falsificação de pedigrees. Neste total descontrole, obviamente, nenhum trabalho genético de aperfeiçoamento racial poderia vir a ser realizado.

Mas afinal, quem lucrava com a mestiçagem?

Bem, primeiro o ego dos misturadores, que brincavam de Deus misturando diferentes Raças, enquanto que outros criadores tinham a expectativa de ganhar muito dinheiro, pois o Fila virava moda. Em segundo lugar, os cofres do trio BKC-CBKC-FCI, já que durante 19 anos a Raça Fila foi uma das que mais registrou cães no BKC-CBKC, tendo sido a primeira entre 1.977 e 1.982 e ficando até 1.996 entre as 10 raças mais registradas. Só em 1.982 foram registrados mais de 8.000 cães como sendo Fila no CBKC-FCI. (vide no item BKC I, na Introdução do meu site, em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/1.html  e no livro de Ines Van Damme em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/11-Documentos-1984-ate/11-19a.jpg . Para adquiri-lo: http://www.lostresnaranjos.com/pages/main.html ) .

Zorra - 4Zorra - 5

E claro que este insensato “empreendimento” – realizado sem objetivo pré-definido, sem controle e sem seriedade — tinha que dar totalmente errado. Quatro décadas depois os miscigenadores e seus seguidores chegaram aos conhecidos tipos de “filas” por eles mesmos apelidados de “fila-atarracado, fila-toy, fila-pet, mastifila, napofila, fila-preto, fila-gigante, roitt-fila, blood-fila, fila-dócil e até o fila-aberração”… Muito triste…

Sendo assim, a partir de 1.976 passei a denunciar e divulgar de forma sistemática esta mestiçagem (vide exemplo em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8-Documentos-de-1978/8_14/materia.html ) e a inacreditável atitude adotada pelo BKC que determinou, de comum acordo com os mestiçadores, o inadmissível fechamento o RI (Registro Inicial). O término do RI privilegiou propositalmente e deu mais valor comercial aos “filas-mestiços” com pedigree e alijou os Filas Puros do plantel brasileiro de Filas. Principalmente os do interior do Brasil que não eram registrados, notadamente no Sul de Minas Gerais como tão bem conta em seu livro Paulo Godinho. Muitos destes Filas Puros que se encontravam no interior e jamais haviam sido registrados no BKC vieram justamente a formar o plantel inicial do CAFIB. Vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/5-Registro-Inicial-FILA-BRASILEIRO/5-1.jpg , http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/5-Registro-Inicial-FILA-BRASILEIRO/5_5/materia.html e no menu do meu site http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/5.html .

Criadores de Fila podem ou não gostar de minha iniciativa de denunciar a mestiçagem. Mas o fato é que eu, ainda muito jovem, tive a audácia de enfrentar sozinho a poderosa e rica engrenagem do trio BKC-CBKC-FCI no que se refere ao total descontrole na Raça Fila. Estes três clubes-cartórios realizaram seus registros com graves erros, apesar de dezenas de denuncias feitas pelo CAFIB e por mim (vide resposta nº 10 doPerguntem ao Tio Chico nº 1clicando emhttp://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/materia_75_port.html). Tiramos deste trio a maquiagem e a máscara de seriedade que os encobria e tornamos público os sérios e profundos problemas que levariam a Raça Fila à extinção, não fosse o magnifico trabalho realizado pelo CAFIB, principalmente pelos seus fundadores.

Mas confesso que acho muito triste e desanimador o medo que até hoje todos os criadores do sistema BKC-CBKC-FCI, exceto os da UNIFILA – que muitas vezes convidou juizes do CAFIB para julgar suas Expos baseados no Padrão CAFIB —, tem de se rebelar contra o péssimo serviço cartorial prestado à Raça Fila pelo CBKC-FCI. Eu era muito jovem, mas não tive medo de sozinho enfrentar a dupla BKC-FCI. Também não tive medo de sozinho enfrentar os mestiçadores e saibam que entre eles haviam gente poderosa, algumas trabalhando dentro do próprio BKC, bem relacionada com o Governo Militar e rica… Procurei a imprensa para fazer estas minhas primeiras denuncias e divulgações. No final de 1.975 apresentei minha causa ao jornalista Paulo Godinho (Jornal do Brasil e Revista Animais & Veterinária) e dele obtive integral apoio, inclusive publicando vários artigos de minha autoria e depois do Paulo Santos Cruz nesta revista  (vide  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_5/materia.html ). Indignado, me encontrei com Zito Hermanny, sério juiz de Fila do BKC, que me sugeriu que eu fosse procurar um antigo criador de Fila que estava há anos afastado da Cinofilia: um tal de Paulo Santos Cruz.  Bem, em Março de 1.976 visitei o Paulo no seu “sagrado” Canil Parnapuan, Santos-SP,  apresentei minhas denuncias, fotos de “filas-mestiços, contei sobre a “fabricação do “fila-preto” e o fechamento do RI (Registro Inicial).  Vejam apresentação especial em http://www.cao-filabrasileiro.com/#!__orga  . Assim, mostrei a necessidade premente dele retornar ao Fila. Afinal, ele era o mundialmente reconhecido Pai da Raça Fila !!! Sendo assim, sou um dos principais responsáveis por traze-lo de volta à Cinofilia (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4-17.jpg ). No início de 1.978, apresentei meus pensamentos ao jornalista  Antonio Carvalho Mendes (Jornal o Estado de São Paulo) e dele também obtive integral apoio (vide http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8-Documentos-de-1978/8-6.jpg,http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8-Documentos-de-1978/8-20.jpg e http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg) . Minha indignação e necessidade de salvar o Fila da extinção era tanta que eu tive até uma coluna semanal no jornal carioca Diário de Notícias (vide  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/5-Registro-Inicial-FILA-BRASILEIRO/5-1.jpg, http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_12/materia.html e http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_5/materia.html ).

Entretanto a grande vitória estava chegando: no segundo semestre de 1.976, trabalhando em New York, enviei nos dias 8 e 22/10/76 duas longas cartas para o Paulo Santos Cruz idealizando um grupo autônomo e à parte do BKC para cuidar do Fila entre outros diversos assuntos. Vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_18/materia.html e http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_29/materia.html ). Em 15/11/76 recebi a resposta do meu querido amigo Paulo me informando: “Concordo com suas ideias de compormos um grupo sem qualquer vinculação clubista…” (vide carta digitalizada em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_35/doc_1.jpg ).

Acredito que este relacionamento tenha sido, digamos, o pré-embrião do CAFIB. O embrião, muito mais prático e conclusivo, foi sem dúvida o Curso sobre Fila ministrado pelo próprio Paulo Santos Cruz em São Paulo, no Centro Cultural Itamaraty, durante o primeiro semestre de 1.978 do qual participaram, entre outros, Airton Campbell, Américo Cardoso, Roberto e Marilia Maruyama. Este curso foi tão importante que perdurou por alguns anos, sendo mais tarde transferido para a casa da desenhista Marilda Mallet (que desenhou a nossa logo marca) e, depois, foi transferido para o escritório de arquitetura do Airton Campbell.

Meu envolvimento com o Fila era tanto que trabalhando em New York no segundo semestre de 1.976, visitei a diretoria do AKC, pois levei uma carta de apresentação assinada por Carmen Matte, Secretária do então BKC. Tomando conhecimento  das grandes dificuldades do AKC reconhecer a Raça Fila, fundei o Fila Brasileiro Club of América (http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/6-Documentos-de-1977/6-15.jpg) já que este era o primeiro passo. Infelizmente este precoce clube nunca se desenvolveu. Mas anos mais tarde eu tive o prazer de conhecer Linda Maggio (*) e, logo depois, Beth Cepill e Frank Derrider, os primeiros a realizar uma CAFIB Expo nos USA (vide http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1836.jpg  ).

(*) Sobre Linda Maggio, primeira “cafibeana” nos USA, recomento a leitura de http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2012/08/15/post-no-17-seminario-e-expo-cafib-usa-enviado-em-20612/ e http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2012/08/15/post-no-19-cafib-usa-agradecimento-de-l-maggio-enviado-em-210612/.

Sendo assim, cada vez mais aparecendo nas pistas do BKC muitos “filas-mestiços” que eram premiados em detrimento de Filas Puros, depois de um simpósio em Brasília que contou com o apoio do BKC e que alterou o Padrão do Fila (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg  ) e depois de inúmeras denuncias oficiais encaminhadas ao BKC e FCI (conheça todas estas denuncias oficiais na resposta nº 10 doPerguntem ao Tio Chico nº 1clicando emhttp://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/materia_75_port.html) pelo CAFIB e por mim, as quais jamais foram respondidas, o CAFIB foi fundado, sendo o único responsável por resgatar da extinção o Fila Brasileiro e preserva-lo até hoje tal qual herdamos da Mãe Natureza. E isto, meus amigos, sem absolutamente nenhuma ajuda do BKC, CBKC e FCI (*). O CAFIB seguiu em frente aprimorando a Raça Fila e formando o seu plantel. Em 23/04/80 recebemos a autorização do Ministério da Agricultura para registar e manter nosso Livro de Registros (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/13.html ). Assim, de forma legal e oficial, não paramos nunca mais com o nosso trabalho de cuidar com muito carinho e muita técnica e conhecimento do nosso querido Fila Puro…

(*) Infelizmente a FCInunca respeitou e praticou seus próprios Regulamentos (STATUTES OF THE FCI) no que se refere à Raça Fila, visto que no “Article 2 Objectives” no item “2” encontra-se escrito que é obrigação daFCI“2 – proteger o uso, a manutenção e a criação de cães de raça pura nos países onde a FCI possui um representante…”.  E, mais ainda: no item “1”  encontra-se claramente registrado “1- encorajar e proteger a criação e uso de cães de raça pura…”. Então, NADA DE MESTIÇOS !!!Para conhecer este Regulamento basta clicar em http://www.fci.be/uploaded_files/97-2009-annex1-en.pdf. Entretanto e, provavelmente, temendo os criadores americanos e japoneses do Akita, assim como o AKC e JKC, a FCI resolveu o problema da mestiçagem na Raça Akita (vide http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2012/08/15/post-no-23-tio-chico-informa-no-11-sobre-a-divisao-da-raca-akita-enviado-em-10712/). Logo, por que não resolver imediatamente o mesmíssimo problema de mestiçagem encontrado na Raça Fila com a divisão desta em duas Raças, bastando para isto organizar a Raça Mastim Brasileiro ? Conforme minha proposta divulgada emhttp://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/pergunte_chico_3/materia.html, a qual já existe na prática e nos “Livros de Registro” do CBKC ?

Mas infelizmente, até hoje, tem criadores apaparicando e temendo questionar a dupla CBKC-FCI. Puro non sense… De 2.009 até hoje apenas li uma única e pequena afirmação que até onde vai meu conhecimento foi assinada pelo Wankis Medeiros em Maio de 2.011 contra a atuação do CBKC perante a Raça Fila.  Por outro lado Roberto Sene teve uma participação extremamente nobre e importante ao renunciar à presidência do CBRFB do CBKC quanto não deixaram que ele implantasse o APR obrigatório.  Eu fui informado de que ele antes de aceitar este convite, assumiu um compromisso moral com alguns criadores de que iria instaurar o APR e, caso não conseguisse, se demitiria. O CBKC tentou impor ao Roberto um APR-Opcional que não atendia a nenhum controle sério. Sendo assim, Roberto honrou a palavra empenhada e renunciou. Nada mais além disto!!!Parabéns, Roberto !!!

Entretanto, se uma mestiçagem igual a esta perpetrada contra a Raça Fila, tivesse ocorrido na Europa ou no USA contra suas Raças Nacionais, aposto que todos os dirigentes e criadores envolvidos teriam sido punidos e expulsos da Cinofilia, tanto no The Kennel, FCI ou AKC… Mas como foi com o nosso Fila e no nosso patropi…

Logo, os comentários postados de que Zorra seria filha do mestiço Araribóia, filho de um cruzamento de Fila com Mastin Napolitano de São Paulo são totalmente equivocados. Agradeço ao Victor Giglio Ferreira, a Cintia Junqueira e outros pelas postagens positivas. Agradeço a Mariana Ruggiero Dudeck, que ainda não conheço, por ter feito o primeiro post da Zorra com elogios. Quanto àqueles que viram na Zorra alguns defeitos,  ok, sem problemas. Ela tinha mesmo. Todos os cães os têm. Afinal o Padrão racial é um objetivo a ser perseguido e muito raramente alcançado em sua plenitude. Cães com falhas existem em todas as Raças. Daí as diversas qualificações existente no CAFIB. O que não pode ser encontrado em nenhuma Raça, mas infelizmente é encontrado e aceito docilmente no Fila, são os mestiços registrados e com pedigree como se Filas Puros fossem !!!  Mas, como afirmo e provo há anos, a dupla CBKC-FCI não dá muita importância para o Fila… Alias, o posicionamento do trio BKC-CBKC-FCI sempre se caracterizou pelo silencio e omissão.

Como escrevi bem mais acima, Claudio não conhecia Filas e assim como adquiriu Braúna, adquiriu também infelizmente Araribóia (http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/189.jpg ) e Apantera Negra da Soledade. Respectivamente filho e neta de Mastin Napolitano. Estes dois últimos cães foram importados de São Paulo, onde a mestiçagem foi iniciada. Depois esta mestiçagem migrou e foi replicada em Juiz de Fora-MG, pelo “fabricante” do inexistente “fila-preto”… O Rio de Janeiro foi uma grande vitima da mestiçagem. O Fila virou moda no Brasil e para o Rio eram “exportados” muitos “filas-mestiços”. Basta te dizer que eu realizei 14 ou 15 Expos do CAFIB-Rio na Barra da Tijuca-Rio-RJ e a maior dificuldade era ter em pista “muito bons” exemplares de Filas Puros… Nossas Expos eram “salvas” em qualidade pelos amigos do CAFIB-Vale, que chegavam em um ônibus e um caminhão, assim como, por José Hamilton do Canil Aguenta Sol e Iliano Pinto Ribeiro do Canil Engenho Velho, ambos de Varginha, MG. Ocorre que no Rio tínhamos muito poucos canis tradicionais, entre eles, o Canil Boa Sorte da nossa querida amiga Marília Pentagna, que alias foi punida por se associar ao CAFIB (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/10-Documentos-de-1980-a-1983/10-9.jpg e http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/11-Documentos-1984-ate/11-20.jpg ). O plantel carioca de Filas só começou a melhorar muito quando Antonio Alves Freire, Vicêncio Lomba Lima e o casal Marilia e Augusto Canizza, todos membros atuantes do CAFIB-Rio, “importaram” Filas Puros. De onde ? Claro, do Sul de Minas Gerais… Terra original do Fila !!! (veja em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/18%20(14).jpge http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1840.jpg )

No segundo semestre de 1.974 adquiri também dois “filas-mestiços” do Claudio. Chamavam-se Dumas e Ebasa dos Pampas. Eram justamente filhos do Araribóia e Apantera. Mas no inicio de 1.977, antes mesmo da fundação do CAFIB, devolvi com muita tristeza estes meus dois queridos “filas-mestiços” para o Cláudio. Para conhecer um pouco a história do meu Canil Cafibra basta acessarem http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/pp/Page6_port.html.

Ocorre que minha cabeça em 1.976/77 já estava feita: eu ia fazer tudo que fosse possível de minha parte para salvar da extinção esta maravilhosa Raça brasileira. Eu iria tentar preserva-la para sempre tal qual a herdamos da Mãe Natureza. Graças a Deus e ao trabalho incansável dos fundadores do CAFIB, entre eles, Paulo Santos Cruz, Airton Campbell, Américo Cardoso e Luis Antônio Maciel, assim como ao trabalho de todos nossos associados, o plantel do CAFIB foi formado e esta preservação foi conquistada. Além disto, eu sempre imaginei o Fila como uma Raça mundialmente única e unida. Sempre entendi a mestiçagem no Fila como um problema ecológico por ser a Raça Fila um patrimônio nacional. Justamente por isto escrevo sempre sobre o Fila Puro e o CAFIB, mas também sou obrigado a escrever sobre BKC-CBKC-FCI, a mestiçagem, seus cães e criadores.Sinto muito se incomodo alguns destes criadores.

Em 1.976, quando eu começava com vinte e poucos anos a comentar e divulgar ainda que timidamente a mestiçagem ilegal e sem controle que ocorria na Raça Fila, Eugenio Henrique Pereira de Lucena, na época o Super-Todo-Poderoso Presidente do BKC e, depois, Superintendente do CBKC, tentando “calar a minha boca” tentou me “seduzir” premiando a prognata Zorra como Melhor da Raça, assim como sua ninhada, conforme voces podem ver nas fotos abaixo. Para quem não sabe, o juiz que encontra-se na foto com a ninhada é Erwin Waldemar Rathsan, que juntamente com o criador de Fila João Ebner, assinaram o primeiro Padrão do Fila escrito por Paulo Santos Cruz. Além destes, muitos outros prêmios ganhei no antigo BKC. Mas eu não estava preocupado com a Zorra e meus dois “filas-mestiços”. Eu já me preocupava era com a Raça Cão de Fila Brasileiro!!!

Zorra - 6Zorra - 7

Apesar de Lucena e eu termos discordado muito, de forma tão dura e publica, nunca levamos nada para o lado pessoal. Sempre imperou o respeito e a educação. Basta te dizer que ele tentou – inutilmente — punir todos os membros do CAFIB e chegou ao ponto de me “declararcomopersona non grata na Cinofilia brasileira(vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9_12/materia.html e em  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9_12/doc_4.jpg)mas, mesmo assim, sempre tivemos um relacionamento muito cordial e educado. Não éramos inimigos, éramos ferrenhos adversários. Pena que hoje em dia a maioria dos “fileiros” não discorde sobre pensamentos apresentando seus argumentos e objetivando uma correta Filosofia de Criação para o Fila. Na grande maioria das vezes estas pessoas brigam sem argumentos, sem explicações e com o interlocutor… Acho isto uma grande tolice… Como já escrevi diversas vezes: não levo nada para o lado pessoal.

O tempo passou e Lucena fez dois grandes depoimentos confirmando a mestiçagem que ele mesmo tinha tanta dificuldade de administrar, provavelmente devido ao alto faturamento arrecadado pelo BKC e depois pelo CBKC, como foi categoricamente demostrado acima. Em 1.983 entregou a Chris Habig e a mim, quando o visitamos em seu apartamento no Rio, um carta endereçada aos leitores da Revista Molosser Magazine da Alemanha (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/10-Documentos-de-1980-a-1983/10-14.jpg ). Anos mas tarde, já aposentado, escreveu no prefácio do livro do Antonio Carlos Linhares Borges uma contundente e definitiva confissão sobre a mestiçagem (vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/11-Documentos-1984-ate/11_20a/materia.html )

Logo, acho muito triste quando pessoas que não viveram e não se interessam em estudar a Verdadeira História da Raça Fila postam de forma vaga, superficial e sem argumentos tanta informação incorreta nos Facebooks e sites.Principalmente aqueles criadores que começaram a criar Filas a partir do final da década de 80, acreditando na seriedade, timbre e logomarca do CBKC-FCI e, ainda, que se iniciaram na criação do “fila” adquirindo “filas-mestiços”.

Concluindo meus amigos: voces se lembram daquela frase do Maestro Tom Jobim, que dizia:  “O Brasil não é para principiantes“?  Pois é, criar Fila também não… Ou como também poderia ter cantado o cantor Gilberto Gil: a grande maioria dos criadores de Fila precisa muito de “régua e compasso“. E muita cabeça aberta para reestudar e reaprender com humildade e mais amor à Verdadeira Raça Fila…

Amigos e amigas, comecei a escrever sobre a Zorra e acabei apresentando uma síntese da história do CAFIB e minha com a Raça Fila . Esta é a nossa História. Como sempre escrevi, sem o CAFIB meu sonho de resgatar o Fila da extinção e preserva-lo jamais teria se tornado realidadeMeu eterno obrigado ao CAFIB e a todos os seus membros. Muito mais da Verdadeira História do Fila encontra-se no meu site e blog ( http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/  e https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/) com mais de mil documentos e mais de 500 fotos. O resto é papo dos NAM`s (Neo Apologistas da Mestiçagem)… rsrsrs…  Mas, acreditem em quem voces quiserem… Não dou a mínima bola para ataques sem substancia e que apenas pretendem me silenciar e censurar.

No mais, muitas saudades Zorra, Dumas e Ebasa

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI (located in Belgium) + CBKC; and also to FCI (located in Spain)

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI (da Bélgica) + CBKC; e para a FCI (da Espanha).

E um fortebraços a todos voces, Chico Peltier.

 

Anúncios

Post nº 191 – Uncle Chico Newsletter # 69 – Zorra = Charrua dos Pampas: some clarifications and a bit of History… – Brazilian Maestro Tom Jobim: to breed Filas “… is not for beginners”? – Brazilian singer Gilberto Gil: Fila breeders need “ruler and compass”. – Sent Jun, 24th – 2.014

Uncle Chico Newsletter # 69

Zorra = Charrua dos Pampas: some clarifications and a bit of History…

Brazilian Maestro Tom Jobim: to breed Filas “… is not for beginners”?

Brazilian singer Gilberto Gil: Fila breeders need “ruler and compass”.

Dear friends,

A friend recently sent me a post taken from the Facebook page of dear Flavio Mancilha (see https://www.facebook.com/groups/459392224159453/  – Grupo Amantes do FB – with 3 photos (see below ) and many comments about Zorra, my only PURE Fila. She was registered with BKC under the name of Charrua dos Pampas (registration # 68.879 RG)

Zorra - 1Zorra - 2Zorra - 3

Zorra was born in Jan, 7th – 1974, and was acquired by me five months later, over 40 years ago. Her breeder was Canil dos Pampas who during this time was a major Fila kennel in Brazil. The owner, Claudio João Fontes was a very nice “gaucho”- an easy conversationalist and sales man… Claudio was also a photographer, pianist and artist. He was married to Erika and they had a big, beautiful family. At night it was very common for the whole family to sing in tune with Claudio at the piano. It was the Brazilian version of the Von Trapp family … lol … Miss you, dear Claudio…

Claudio did not have a lot of experience in breeding Fila. He began quite by chance when he bought a little farm located in Recreio (Rio-RJ). Fortunately he got the “optimal” Braúna da Soledade and this female was mated with “very good” Bororó do ABC, from Enio Monte`s kennel. Bororó was the grandson of the legendary Orixá de Parnapuan. Before I continue with Zorra’s story I would like to note that I have received numerous photos of totally different dogs, some of which depict  huge “filas-mestizos” and all claim to be the true Orixá… Unfortunately these things happen in the Fila, where miscigenadores tried to rewrite the True History of the Fila Brasileiro, adapting it to their “mixed” interests mainly through the 1977 Symposium held in Brasilia,  as well as the books written by João Batista Gomes and Procópio do Valle respectively. Such strategy was common in totalitarian countries like China and the former USSR … Pity the fools who believed this scam and the many who still believe to this day …

Thankfully, the journalist Paulo Godinho last year launched his book “Fila Brasileiro: A Gift from Stars”, sponsored by CBKC. He writes in great detail about the truths that CAFIB and I have disclosed and defended for so many decades, and also adds many other relevant historical facts never before revealed. Incidentally, I believe that in my 40 years of Fila’s this CBKC sponsorship was the only really important thing accomplished by the trio CBKC-BKC-FCI in favor of True and Pure Fila.To purchase this book: HTTP://blogdopaulogodinho.blogspot.com  or email paulogodinho@ique.com.br. The cover photo of this book is featured below.

Now back to my subject. The litter of Brauna + Bororo was “great“, except for two “brindle” puppies (but that’s another story …).  Claudio kept all the females for his own breeding program. It just so happened that my dear and first Fila Zorra had a very bad bite(prognathism).  For this reason Zorra was sold to me when she was 5 months old. However,  when I bought Zorra I did not know that a bad bite was a serious fault…. lol … I even did not know that dogs had “faults” … lol …I believed a dog should be a good and faithful friend and take care of my little farm. This was all I was interested in. After all, neither my family nor I had any knowledge or tradition in any animal breeding, And no intentions to begin with Zorra.

This is a very important point, because for me at that time, dogs were all the same except for very evident breed differences, with visual characteristics that were obvious to any layman. The problem is that there are many people who claim to be Fila breeders and Fila experts who think that any large dog, with a big head and with an enormous dewlap are Fila. It is common to see this on the Facebook pages and web sites of “important” breeders who proudly post photos of their atypical Fila’s and “freak-fila’s“. By the way, today I received a photo of a new type of “fila” dewlap that would be better termed a  “throat curtain”  (a better explanation and image in English: in humans this would be something like double chin…)  that reaches to the middle of the chest … How sad !!!  Recently I received an email from a person who is very active on Facebook and posts many opinions. Attached were two photos of very different Fila heads, that he considered (with his lack of technical  knowledge), to be equal !!! (see paragraph 227 in the response of the Ask Uncle Chico # 72 in http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2014/06/06/post-no-186-perguntem-ao-tio-chico-no-72-mais-desabafos-desta-vez-de-dois-criadores-do-cafib-pseudo-criadores-sem-argumentos-desejam-censurar-o-tio-chico-duas-cabecas-parecidas-mas/  ) . Conclusion: 40 years have passed and these people are still as clueless as I was when I purchased my first Fila ZORRA. By the way​​, in the last decades of the 20th century  Paulo Santos Cruz offered this criticism of those who breed “black-fila” stating:  “They are as ignorant concerning the Fila as I was when I first started to breed them in the 1950’s…

Well, Braúna, who in time became my great and faithful friend, and Zorra were responsible for how I came to know theTrue and Pure Fila Brasileiro Breed. They taught me  the true phenotype and true temperament of the Fila Brasileiro. Hence my passion for this magnificent breed, ecological heritage of Brazil, which is stamped deeply in my heart and still alive and well after 40 years … All this and much more is well reported in the INTRODUCTION to my site (see in English  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/1-eng2.html  ). In particular regarding the Fila Temperament I recommend reading the chapter “The Fila Temperament and more than that, the Fila gist“.

Precisely, because I like the Real Fila so much I became very angry and rebelled in 1976 against double BKC-FCI and cross-breeding. There was no need for them to amalgamate the Fila with any other breed. Our Fila were formed decades ago and there were many Fila’s available for its perpetuation. But this link was broken by the cross-breeder and the BKC. Of course a normal and natural improvement at that time needed be done, especially regarding the hindquarters. However only dogs from the Fila Breed should have been used. In the same way that all PUREBRED animals should be bred in accord with its Breed Standard and function. To indiscriminately and without any control cross Pure Filas with English Mastiff, Neapolitan Mastiff  and Great Dane (German Dogue)  to fabricate the “black-fila” was undoubtedly a crime. A crime that originated thousands of mestizos dogs with Fila pedigrees I passed decades ago to designate by the nickname of “genetic-salad-fila” and other Fila breeders from CBKC-FCI now called by several pejorative nicknames until coming to an unbelievable nickname “freak-fila“, where not only the phenotype but also the temperament of the True Fila were distorted in thousands of dogs. Even worse, this miscegenation made ​​without any control and using the simple and reprehensible method of falsifying pedigrees. Because of this total lack of control, of course, no genetic breed improvement work could EVER be realized.

But who profited from crossbreeding?

Well, first the ego of the cross breeders, who played God, crossing different breeds; while other breeders had the expectation of making a lot of money because the Fila became fashionable. Secondly, the trio CBKC-BKC-FCI, since for 19 years the Fila was one of the most frequently registered breed of dog in BKC-CBKC, and was number one in registrations from 1977 through 1982. In 1982 more than 8000 registrations were issued by CBKC-FCI. Up until 1996 the Fila Brasileiro ranked among the 10 most registered dog breeds in these two clubs. (see in English  item BKC  I, in the Introduction to my website  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/1-eng2.html  and the book by Ines Van Damme  which is available in English and Spanish  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/11-Documentos-1984-ate/11-19a.jpg . To buy it just use  http://www.lostresnaranjos.com/pages/main.html ) .

Zorra - 4Zorra - 5

Of course this fool “enterprise” — performed without pre-defined objective, without control, and no seriousness — had to end very badly. Four decades later the cross-breeders and his followers (the NAM `sNeo Apologists of Miscegenation) reached in the known types of “filas” for themselves dubbed as “stocky-fila, toy-fila, pet-fila, masttiff-fila, neapolitan-fila, black-fila, giant-fila, rotti-fila, bloodhound-fila, docile-fila and even the freak-fila“. Very sad…

Therefore, from 1976 on I started to denounce and disclose the cross-breeding in a systematic way (see example in Englishhttp://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8-14/Page6.html  ) and protest the unbelievable and inadmissible attitude adopted by BKC which, in agreement with the cross-breeders, closed the RI (Initial Registration). The end of the RI (Initial Registration) purposely favored and gave more commercial value to the “filas-mestizos” that owned “pedigrees” and jettisoned the Pure Fila from the Brazilian Fila studbook. Many Fila’s living in the interior of Brazil were not recorded by BKC as registered, especially in the South of Minas Gerais,  as Paulo Godinho  documents in his book. Many of these Pure Fila’s that were never registered with BKC-CBKC formed  the initial CAFIB breed base. (See in  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/5-Registro-Inicial-FILA-BRASILEIRO/5-1.jpg , http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/5-Registro-Inicial-FILA-BRASILEIRO/5_5/materia.html  and http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/5.html).

Fila breeders may or may not like my initiative to denounce Fila miscegenation. But the fact is that I, while still very young, had the audacity to stand alone against the powerful and rich trio CBKC-BKC-FCI in relation to the total disarray in the Fila Breed. These three notary-clubs processed and issued their records with severe errors, despite dozens of complaints made ​​by CAFIB and myself (see in English answer # 10 of Ask Uncle Chico # 1 by clicking http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/materia_75_eng.html ). We removed from this trio the makeup and mask of seriousness that covered them and the public become aware of all the deep-seated problems that would lead to the Fila to extinction. that the disappearance of the Fila did not happen was only due to the magnificent work done by CAFIB, and in particular, its founders.

But I confess that I find it very sad and disheartening the fear that still today all breeders members of the BKC-CBKC-FCI system, excluding the Unifila – who often invited the CAFIB judges to judge their  Expos based on CAFIB Standard, because they do not rebel against the nasty notary service rendered to the Fila Breed by CBKC-FCI. I was very young, but not afraid to face the duo BKC-FCI. I was also not afraid to tackle alone the cross-breeders and it is important you all know that among them were wealthy powerful people, some Fila breeders working within the BKC, who were closely related to the old Brazilian Military Regime. I asked the press for help and with their assistance made my first complaints and disclosures. In late 1975 I presented my case to the journalist Paulo Godinho (colunist  for “Jornal do Brasil” and publisher of Magazine “Animais & Veterinária” ) and got his full support, including publishing several of my own articles as well as some by Paulo Santos Cruz. (see http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_5/materia.html ).

Sometime later, I met Zito Hermanny, a serious BKC Fila judge, who suggested I look for an old Fila breeder who was several years away from Cynophilia (dog-breeding and dog-fancying). His name: Paulo Santos Cruz.  Well, in March 1976 I visited Dr. Paulo in his “sacred” Canil Parnapuan in Santos-São Paulo, I presented my complaints and several pictures of “filas-mestizos”. I told him about the “fabrication” of the so called “black fila” and the closing of the RI – Initial Registration (see special presentation in English on http://www.cao-filabrasileiro.com/#!__orga-ingles) .  I explained the urgent need for him to return to the Fila. After all, he was the globally recognizedFather of Fila !!! Therefore, I am a major contributor for bringing Dr. Paulo back to Cynophilia (see in http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4-17.jpg ). In early 1978, I presented my thoughts to the journalist Antonio Carvalho Mendes (newspaper “O Estado de São Paulo”) and he also gave his full support (see http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8-Documentos-de-1978/8-6.jpg,http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8-Documentos-de-1978/8-20.jpgand http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg). My outrage and desire to save the Fila from extinction was so big that I even wrote a weekly column in the daily Rio newspaper “Diário de Notícias” (see http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/5-Registro-Inicial-FILA-BRASILEIRO/5-1.jpg, http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_12/materia.html and  http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_5/materia.html ).

But the big  victory was coming:during the second half of 1976, I was working in New York and sent two long letters to  Paulo Santos Cruz ( Oct, 8th and 10th -1976)  idealizing a group that would stand alone and apart from BKC to take care of Fila among other diverse subjects. (see in http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_18/materia.html and http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_29/materia.html ). On Nov, 15th – 1976 I received a response from my dear friend Paulo informing me: “I agree with your ideas to compose a group without any link with cubs…” (see scanned letter in

http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/4-Documentos-de-1975-e-1976/4_35/materia.html ).

I believe that this relationship has been, let’s say, the CAFIB pre-embryo. The embryo, much more practical and conclusive, was undoubtedly the Course on Fila taught by Paul Santos Cruz himself in São Paulo, at the Cultural Center Itamaraty, during the first half of 1978. Among those in attendance were Airton Campbell, Americo Cardoso, Roberto and Marilia Maruyama. This course was so important that it lasted for some years, and later was continued at the home of the designer Marilda Mallet (who designed our CAFIB logo mark and then was transferred to the architectural firm of Airton Campbell.

My involvement with the Fila was so big, that when I was working in New York, during the second half of 1976, I visited the AKC board of Directors. I had with me letter of introduction signed by Carmen Matte, then Secretary of BKC. Taking note of the great difficulties of the AKC to recognize the Fila Breed, I founded the Fila Brasileiro Club of America  (http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/6-Documentos-de-1977/6-15.jpg), since this was the first step. Unfortunately this early club never developed. But years later I had the pleasure of meeting Linda Maggio (*) and, soon after, Beth Cepill and Frank Derrider, the first to organize a CAFIB Expo in USA (see http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1836.jpg  ).

(*) About Linda Maggio, first cafibean” in theUSA, I recommend reading in English: http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2012/08/15/post-no-18-cafib-usa-expo-and-seminar-sent-jun20th-2-012/ and http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2012/08/15/post-no-20-cafib-usa-l-maggios-tanks-sent-jun-21st-2-012/.

Thus, increasingly appearing in the BKC Expos, many “filas-mestizos” who were rewarded at the expense of Pure Fila, after the Brasilia Symposium who had the support of BKC and changed the Fila Standard  (see inhttp://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9-24.jpg  ) and after numerous and official complaints forwarded to BKC and FCI(to know all these complaints just read in English response # 10 of Ask Uncle Chico # 1 by clicking http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/materia_75_eng.html) by CAFIB and myself, which were never answered, CAFIB was founded and is solely responsible for RESCUING from extinction the Fila Brasileiro and preserves it today as it was inherited from Mother Nature. And that, my friends, with absolutely no help from BKC, CBKC and FCI (*). CAFIB moved on “improving” the Fila and forming CAFIB Fila team. On April, 23rd.1980 we received permission from the Brazilian Ministry of Agriculture to register and maintain our own Book of Records (see in http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/13.html ). Thus, in a legalandofficial way, CAFIB continues to care and give loveand offertechnical knowledgeof our Pure Fila

(*) Unfortunately FCI never respected and practiced their own Regulations (STATUTES OF THE FCI) in relation to Fila, as in “Article 2 Objectives” in the item “2” it is written that it is the obligation of the FCI 2) “to protect the use, the keeping and the breeding of purebred dogs in the countries where the FCI has a member...”. And even more, since in item “1” is clearly to register: 1) –  to encourage and promote the breeding and use of purebred dogs”. SO, NO MESTIZOS AT ALL !!! To meet this Regulation simply clickhttp://www.fci.be/uploaded_files/97-2009-annex1-en.pdf. However, and probably fearing the Americans and the Japanese Akita breeders, as well as the AKC and the JKC, FCI solved the problem of miscegenation in the Akita Breed (see in English http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2012/08/15/post-no-24-uncle-chico-reports-no-11-about-the-division-of-the-akita-breed-sent-jul1st-2-012/  ). So why not immediately solve the very same problem of miscegenation found in the fila breed by the dividing them into two breeds? Just organize the Mastim Brasileiro as a separate Breed as per my proposal: (in English http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/pergunte_chico_3/materia_eng.html) which in fact already exists in practice and in the CBKC “Stud Book”?

But unfortunately, even now, there are breeders who are more interested in pleasing and who fear questioning the CBKC-FCIduo. Pure nonsense… From 2009 until today, I only read one small statement which as far as I am concerned, was written by Wankis Medeiros in May 2011 against the attitudes of CBKC regarding the Fila. Moreover, Roberto Sene had an extremely noble and important contribution when he resigned from the presidency of CBRFB (CBKC Fila Council). Roberto left this Council since he was not able to implement the mandatory APR (Apt for Reproduction) selection test. Before Roberto accepted the presidency, I was advised he took a moral commitment with some breeders that he would help initiate the APR and, if he did not succeed, he would resign. CBKC tried to propose to Roberto an APR-Optional which did not provide any serious control. So, Roberto honored his word and resigned. Nothing beyond this! Congratulations Roberto !!!

However, if a miscegenation equal to the one perpetrated against the Fila Breed had occurred in Europe or the USA against their National Breeds, you can bet all the leaders and breeders involved would be punished and expelled from Cynophilia, no matter if at The Kennel CLUB,FCI or AKC…  But as it happens with our Fila and our Brazil…

Therefore, the comments posted that Zorra was the daughter of the “fila-mestizo” Araribóia, son of an illegal cross between a Fila and a  Neapolitan Mastin born in São Paulo are totally wrong. I thank Victor Ferreira Giglio, Cintia Junqueira and others for the positive posts. Thank to Mariana Ruggiero Dudeck, who I still do not know, because he made the first Zorra post with praise. As for those who have noticed some faults in Zorra, ok, no problem. She had some.  All dogs have them. After all the Standard is a goal to be pursued and very rarely achieved in its fullness. Dogs with faults exist in all Breeds. Hence the various existing CAFIB qualifications. What cannot be found in any Breed, but unfortunately is found and docilely accepted in Fila, are “filas-mestizos” registered and owning pedigrees as if they were Pure-Filas! But as I say and prove for years, CBKC-FCIdoes not give much importance to the Fila Brasileiro … Incidentally, the position of the trio CBKC-BKC-FCIhas been characterized by silence and omission.

As I written above, Claudio did not know the Fila very well. So, as he acquired the top female Braúna he also unfortunately acquired Araribóia (http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/189.jpg ) and Apantera Negra da Soledade. Respectively son and granddaughter of Mastin Neapolitan. These last two dogs were imported from Sao Paulo, where the cross-breeding was started. After that, the miscegenation was migrated and replicated in Juiz de Fora, MG, by the “manufacturer” of the non-existent  “black- fila“… Rio de Janeiro was a big victim of miscegenation. Fila`s became fashionable in Brazil and to Rio were “exported” many “filas-mestizos”. Just to tell you that I organized 14 or 15 CAFIB-Rio Expos in Barra da Tijuca, Rio-RJ and the greatest difficulty was to have on the ring “very good”  Pure Filas… Our Expos were “saved” in quality by our friends from CAFIB-Vale do Guaratinguetá-SP, who arrived on by bus and by truck, as well as by Jose Hamilton from Canil Aguenta Sol and Iliano Pinto Ribeiro from Canil Engenho Velho, both of Varginha, South of MG. Unfortunately Rio had very few traditional kennels, and among them, was the Canil Boa Sorte, owned by our dear friend Marilia Pentagna that alas was punished for joining the CAFIB (see in http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/10-Documentos-de-1980-a-1983/10-9.jpg and http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/11-Documentos-1984-ate/11-20.jpg ). The Rio de Janeiro Fila breeders only started to improve a lot when Antonio Alves Freire, Vicencio Lomba Lima and the couple Marilia and Augusto Canizza, all active members of CAFIB-Rio, “imported” Pure Filas. From where? Sure, South of Minas Gerais … Original Fila land !!! (see http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/18%20(14).jpg and http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1840.jpg )

In second half of 1974 I also bought two ‘filas-mestizos” from Claudio. They were called Dumas and Ebasa dos Pampas. They were both sons of Araribóia and Apantera. But in the beginning of 1977, even before the foundation of CAFIB, I returned with great sadness my two dear “filas-mestizos” to Claudio. To know a little about the history of my kennel Cafibra just access in English http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/pp/Page6.html.

But I already have in my mind in 1976/77: I would do what was necessary in order to save from extinction this wonderful Brazilian Breed. I would try to preserve it forever as we inherited it from Mother Nature. Thanks to God and the tireless work of the CAFIB founders, among them, Paulo Santos Cruz, Airton Campbell, Americo Cardoso and Luis Antonio Maciel, as well asthework of allour members, the CAFIB Fila club was formed and this preservation was achieved. Besides, I always imagined the Fila as a single and united World Breed. I always understood the Fila miscegenation as an ecological problem, since the Fila is a Brazilian National asset. Precisely for this reason I always write about the Pure Fila and CAFIB, but I am also compelled to write about BKC-CBKC-FCI, miscegenation, their dogs and breeders. I’m sorry if some of these are a  nuisance to breeders.

In 1976, when I started in my twenty’s to review and disseminate (albeit timidly) the illegal and uncontrolled miscegenation that occurred in the  Fila, Eugenio Henrique Pereira de Lucena, then the Super-Almighty-Powerful-President of BKC (and then Superintendent of CBKC), trying to “close my mouth” tried to “seduce” me by rewarding my female Zorra with her bad bite (prognathism)  as Best of Breed, as well as her litter, as you can see in the photos below. For those unaware, the judge who is in the photo with the litter is Erwin Waldemar Rathsan, who along with the Fila breeder João Ebner, signed the first Fila Standard written by Paulo Santos Cruz. Besides these, many other awards I earned on the old BKC. But I was not worried about Zorra and my two “Filas-mestizos”. I only cared about the Fila Brasileiro Breed !!!

Zorra - 6Zorra - 7

Although Lucena and I have disagreed a lot, so harshly and in a public way, we never take anything too personally. Always prevailed respect and education. Just to tell you that he tried – unsuccessfully – to punish all CAFIB members and reached the point where he “declare” myself as “persona non grata in the Brazilian Cynophilia” (see in http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9_12/materia.html and http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/9-Documentos-ate-1979/9_12/doc_4.jpg). But, even so, we always had a very cordial and polite relationship. We were not enemies, we were bitter adversaries. Pity that nowadays most “fileiros” (Fila breeders) do not disagree about thoughts by presenting arguments and aiming toward a correct Fila Breeding Philosophy. In most cases these people fight without arguments, without explanation and with his interlocutor… I think this is very foolish … As I’ve written several times: I do not take anything too personally.

Time passed and Lucena made ​​two major statements confirming the miscegenation that he had so much difficulty to manage, probably due to the high revenues collected by the BKC and then by CBKC, as I already categorically demonstrated above. In 1983 Lucena gave to Chris Habig and me when we visited him at his apartment in Rio, one letter to readers of the Journal Molosser Magazine of Germany (see in http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/10-Documentos-de-1980-a-1983/10-14.jpg ). Some years later, but now retired, Lucena wrote in the preface of the book by Antonio Carlos Linhares Borges forcefuland definitive confession about miscegenation (see in the original in Portuguese http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/11-Documentos-1984-ate/11_20a/materia.html and the full translation into English http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/novos/11_20/materia_eng.html  ).

Therefore, I find it very sad when people who have not lived through, and are not interested in studying the True History of Fila post such vague, superficial arguments and so much misinformation  on Facebook and other websites.Especially those breeders who began breeding Filas from the end of the 80s, believing in the seriousness, letterhead and logo from CBKC-FCI and also started in the Fila breeding acquiring “Filas-mestizos”.

In closing my friends, do you remember the Brazilian maestro Tom Jobim, who said: “Brazil is not for beginners”? Yeah, to breed Filas also it isn’t… Or like the Brazilian singer Gilberto Gil said: the vast majority of Fila breeders need a lot of “rulers and compasses”. And a lot of open minds in order to restudy and relearn with more humility and love for the True Fila

My friends, I started writing about Zorra and just presented a summary of CAFIB and myself with the Fila. This is our history. As I always write, without CAFIB my dream of rescuing the Fila from extinction and preserving it would never have become a reality… MyeternalthankstoCAFIBandall its members. Much more True Fila History is on my website and blog (http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/  and  https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/) with over one  thousand documents (several in English) and more than 500 photos. The rest is just talk from NAM `s (Neo Apologists of Miscegenation) … lol … Then, believe who you want … I do not give a damn to attacks without substance and that only intend to silence and censor me.

Still today I miss Zorra, Dumas and Ebasa very much.

Special note: this article telling my history since the beginning of my relationship with the Fila and CAFIB was so important to me and was written with so much emotion, that I asked my friend, Linda Maggio, to correct some mistakes I made in English. Tks`s a lot Linda.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI (located in Belgium) + CBKC; and also to FCI (located in Spain)

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI (da Bélgica) + CBKC; e para a FCI (da Espanha).

Best regards, Chico Peltier.

 

Post nº 190 – Tio Chico Informa nº 68 — Uncle Chico Newsletter # 68 — CAFIB Facebook – Enviado 17-06-14

Tio Chico Informa nº 68 — Uncle Chico Newsletter # 68

Facebook do CAFIB — CAFIB Facebook

Queridos amigos,

Foi lançado ontem o Facebook do CAFIB. Basta clicar em https://www.facebook.com/cafib.

Nele voces já podem ver um vídeo com a “Seleção Canarinho” não de Futebol, mas sim com uma seleção de Filas do CAFIB; além de uma foto histórica tirada em 1.983 durante a Expo CAFIB em Campinas-SP, quando Chris Habig visitava o Brasil. Nesta foto encontram-se os seguintes cafibeanos, juntamente com Paulo Santos Cruz: Roberto Maruyama, Antonio Silva Lima, Américo Cardoso, Chico Peltier, Familia Campbell, o próprio Dr. Paulo e Chris Habig.

Divirtam-se,

Chico Peltier.

………………………………………………

Dear friends, CAFIB Facebook was launched yesterday. Just click https://www.facebook.com/cafib.

In his Face you can already see a video with the “Brazilian Selection” not from Football, but CAFIB Fila selection, plus a historic photo taken in 1983 during the Campinas CAFIB Expo in São Paulo, when Chris Habig was visiting Brazil. In this photo are the following “cafibeans” along with Paulo Santos Cruz: Roberto Maruyama, Antonio Silva Lima, Americo Cardoso, Chico Peltier, Campbell Family, Dr. Paul and Chris Habig.

Enjoy, Chico Peltier.

Post # 189 – Ask Uncle Chico # 73 – Uncle Chico, how many Fila Standards do you know ? – There is a “Paulo Santos Cruz Standard” ? – Sent Jun, 10th – 2.014

Ask Uncle Chico # 73

Uncle Chico, how many Fila Standards do you know ?

There is a “Paulo Santos Cruz Standard” ?

229. Uncle Chico, how many Fila Standards do you know ? There is a “Paulo Santos Cruz Standard” ?

I know four Fila Standards.  No, I did not know any “Paulo Santos Cruz Standard”.

The first Standard  known was the “BKC Standard”:

In 1951 Adolpho Lourenço Rheingantz, then president of the Kennel Club Paulista (KCP), invited our dear Paulo Santos Cruz, Father of Fila, to prepare a Standard for the Fila Breed which until thendid not exist.

This Standard was elaborate entirely by Paulo Santos Cruz but, for convenience, it was decided to also add the signature of veterinarian and German Shepherd breeder, Erwin Waldemar Rathsan and also of a traditional Fila breeder. João Ebner was chosen.

This Standard was also immediately accepted by BKC, which sent it to be record in 1.952 in the Brazilian Ministry of Agriculture, which approved without restrictions.

Only in 1968, thanks to the efforts of Antonio Barone Forzano, this Fila Standard was recognized by the FCI.

The secondStandard known was the “2nd BKC Standard “:

It was the modification of the first BKC Standard above, which occurred in 1.976/77 during the Brasilia Symposium which was organized by João Batista Gomes (former president of the Clube Paulista do Fila and English Mastiff breeder, see in http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1843.jpg) and another breeder from Brasilia. Unfortunately BKC through its president, Henrique Pereira de Lucena,  adopted such Standard.

Thethird Standard known was the “CAFIB Standard”:

It was written by the CAFIB founders in 1978, with the direct participation of our Master of Breeding, Dr. Paulo Santos Cruz.

This is a major update with several corrections in the first Standard written by Dr. Paulo himself to KCP / BKC.

Very Important Note:

Therefore, in my opinion and according to these clear arguments, there is no “Paulo Santos Cruz Standard “.

There are up to 1.978 initiallyonly the ” BKC Standard dated 1,951“, the “ BKC Standard dated 1.976/77” and ” CAFIB Standard dated 1.978“.

Even today, in any location, is written and describes a standard entitled “Paulo Santos Cruz Standard “.

Therefore,caution:

The designation “Paulo Santos Cruz Standard” has been used in the recent past wrongly, in good faith or not, by many breeders. Some breeders and researchers are referring to “Paulo Santos Cruz Standardwhen they wish to remain in a standard that they actually own and are comfortable to them. Ie, not wanting to submit their breeding to any club.

Sometimes these are breeders who consider themselves great skill in the Fila Breed and prefer to follow their own free understanding of phenotype and temperament of their Filas. So, this breeders use to say they breed based on “Paulo Santos Cruz Standard “. That is,ultimately, worth whatthey decide. Moreover some breeders advocates the “Old-Fila” and “Authentic-Fila“, but not accurately describe what this exactly means.Thus, in this way, every breeder creates an “old” and “authentic” image partner in his own head… There are up to a few breeders who claim to be members of CAFIB without in fact being: they are not members, do not take their Filas to our  Analyses of Phenotype and Temperament, to our Expos or follow our Rules. So they in fact intend to stay free from a firm commitment to the “CAFIB Standard”.I have already received information about a thesis on DNA prepared correctly but based on “Paulo Santos Cruz Standard“. If memory serves me correctly one of the four clubs that existed in Fila USA before 2008 also stated that they follow “Paulo Santos Cruz Standard”, but never contacted CAFIB or published such a Standard. 

To endmy reasoning:

1 – The fact is that the name and “brand” Paulo Santos Cruz is synonym and endorses knowledge, integrity and quality. So many breeders and clubs try to approach him to use it …

2In my mind, anyone who claims to follow the “Paulo Santos Cruz Standard” actually follows the first “BKC Standard” dated 1.951 and, therefore, is delayed 27 years since this Standard was updated by CAFIB and Dr. Paulo Santos Cruz in 1978.Moreover, amongst other considerations, this Standard welcomes and allows dogs of all colors…

Continuing

The fourth Standard known was the “3rd BKC-FCI Standard # 225”:

This Standard is applicable in Brazil and can be read inhttp://www.cbkc.org/padroes/pdf/grupo2/filabrasileiro.pdf.

However there are two more “Fila Standard”, which are actually translations of Standard # 225 above:

Let me explain: the FCI Standard translated into English and Spanish made ​​two “serious faults” and inadmissible, since altered the item Temperament as mentioned by me in English http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2013/03/14/post-no-77-uncle-chico-newsletter-29-about-the-temperament-of-fila-brasileiro-ii-the-fila-standard-translated-by-fci-of-belgium-versus-fila-cbkc-standard-sent-mar-14th-2-013/ . Basically, when defining the Fila Temperament, translated “aversion to strangers” to “aloofness towards strangers” into English and “mistrustful with strangers” into Spanish. Ie, as Airton Campbell use to say:  an  animal that behaves with “aloofness ” and “mistrustful” to strangers, is not a Fila, it must be a cat. But unfortunately, CBKC-FCI Fila breeders never express concern about this serious mistake, since they never asked for correction or at least made its complained. As always they submit themselves docile to CBKC- FCI.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI (located in Belgium) + CBKC; and also to FCI (located in Spain)

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI (da Bélgica) + CBKC; e para a FCI (da Espanha)

Best regards, Chico Peltier.

Post nº 188 – Perguntem ao Tio Chico nº 73 – Tio Chico, quantos padrões do Fila existem? – Existe “Padrão Paulo Santos Cruz”? – Enviado em 9/06/14

Perguntem ao Tio Chico nº 73

Tio Chico, quantos padrões do Fila existem?

Existe Padrão Paulo Santos Cruz”?

229. Tio Chico, quantos padrões do Fila existem? Existe o Padrão Paulo Santos Cruz”?

Conheço quatro Padrões para a Raça Fila. Não, não conheço nenhum “Padrão Paulo Santos Cruz”.

O Primeiro Padrão conhecido foi o chamado “Padrão BKC”:

Em 1.951 Adolpho Lourenço Rheingantz, então presidente do KCP, encomendou ao nosso querido Paulo Santos Cruz, Pai da Raça Fila, que redigisse um Padrão para o Fila Brasileiro que até então não existia.

Este Padrão foi concebido integralmente por Paulo Santos Cruz mas, por conveniência, resolveu-se colocar também a assinatura do veterinário e criador de Pastor Alemão, Erwin Waldemar Rathsan e de um criador tradicional de Fila, cujo escolhido foi João Ebner.

Este Padrão foi também imediatamente aceito pelo BKC, que o encaminhou para registro em 1.952 no Ministério da Agricultura, que o aprovou sem restrições.

Somente em 1.968, graças ao empenho de Antonio Barone Forzano, este Padrão do Fila foi reconhecido pela FCI.

O Segundo Padrão conhecido foi o  “2º Padrão do BKC”:

Foi a modificação do primeiro Padrão acima do BKC que ocorreu em 1.976/77 no Simpósio de Brasília e foi organizado por João Batista Gomes (ex-presidente do Clube Paulista do Fila e criador de Mastiff Inglês, vide em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/fotos/1843.jpg ) e mais um criador de Brasília. O BKC por meio do seu presidente, Henrique Pereira de Lucena, infelizmente o aprovou.

O Terceiro Padrão conhecido foi o “Padrão CAFIB”:

Foi escrito pelos fundadores do CAFIB em 1.978, inclusive com a participação direta do nosso querido Mestre de Criação, Dr. Paulo Santos Cruz.

Trata-se de uma grande atualização com correções no primeiro Padrão escrito pelo próprio Dr. Paulo.

Nota muito importante:

Por isto, em minha opinião e conforme estes claros argumentos, não existe “Padrão Paulo Santos Cruz”. Existem inicialmente até 1.978 apenas o “Padrão BKC de 1.951”, o “Padrão BKC de 1.976/77” e o “Padrão CAFIB de 1.978”.

Até hoje, em nenhum local, encontra-se redigido e descrito um Padrão intitulado “Padrão Paulo Santos Cruz”.

Logo, cuidado:

A designação “Padrão Paulo Santos Cruz” já foi usada no passado recente de forma errada, consciente ou não, por diversos criadores. Alguns criadores e pesquisadores se referente ao “Padrão Paulo Santos Cruz” quando desejam permanecer num padrão que na verdade lhes é próprio e confortável. Ou seja, não desejam submeter suas criações a nenhum clube. Às vezes tratam-se de criadores que se consideram grandes entendidos na Raça Fia e preferem seguir seu próprio e livre entendimento sobre o fenótipo e temperamento dos seus Filas. Assim afirmam que criam baseado no “Padrão Paulo Santos Cruz”. Ou seja, em ultima análise, vale o que eles decidem. Além disto alguns se dizem defensores do “Fila-antigo” e do “Fila-autentico”, mas não descrevem com exatidão o que isto exatamente significa. Logo, desta forma, cada criador cria uma imagem “antiga” e “autentica” de Fila em sua própria cabeça… Existem ate alguns poucos criadores que se dizem membros do CAFIB, sem de fato o serem; pois não são sócios, não levam seus Filas as Análises de Fenótipo e Temperamento, as nossas Expo ou seguem nosso Regulamento.  Assim, pretendem ficar livre de um compromisso firme com o “Padrão CAFIB. Já recebi até informações sobre uma tese de DNA elaborada de forma correta mas baseada no “Padrão Paulo Santos Cruz”. Se não me falha a memoria um dos quatro clubes de Fila que existiam no USA antes de 2.008 também afirmava seguir o “Padrão Paulo Santos Cruz”, mas nunca entrou em contato com o CAFIB, nem publicou este tal padrão.

Finalizando:

1 – O fato é que o nome e “marca” Paulo Santos Cruz e sinônimo e avalizador de conhecimento, seriedade e qualidade. Assim, muitos tentam dele se aproximar para usa-lo…

2 –  No meu entendimento, quem afirma seguir o “Padrão Paulo Santos Cruz” na verdade segue o “Padrão BKC de 1.951” e, por isto, encontra-se atrasado 37 anos, já que este Padrão foi atualizado pelo CAFIB e pelo Dr. Paulo em 1.978. Além disto, entre outros fatos, este Padrão aceita cães de todas as cores

Continuando…

O Quarto Padrão conhecido foi o “3º Padrão FCI – CBKC nº 225”:

Este Padrão encontra-se em vigor no Brasil e pode ser lido em http://www.cbkc.org/padroes/pdf/grupo2/filabrasileiro.pdf.

Entretanto existem ainda mais dois “Padrões do Fila”, que na verdade são traduções do Padrão nº 225 acima:

Explico: a FCI ao traduzir este padrão para o inglês e espanhol cometeu duas “faltas graves” e inadmissíveis, já que alteraram o item Temperamento conforme comentado por mim em http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2013/03/14/post-no-78-tio-chico-informa-no-29-sobre-o-temperamento-do-fila-brasileiro-ii-o-padrao-do-fila-traduzido-pela-fci-belga-versus-o-padrao-do-fila-cbkc-enviado-em-14-03-13/. Basicamente, ao definirem o Temperamento do Fila, traduziram “aversão a estranhos” por “indiferença a estranhos” em inglês e “desconfiado com estranhos” em espanhol. Ou seja, como diz Airton Campbell, animal que é “indiferente” e “desconfiado” com estranhos, não é Fila, mas sim gato. Mas, infelizmente, os criadores de Fila do CBKC-FCI não se mostram preocupados com este grave equívoco, já que jamais pediram sua correção ou, pelo menos, reclamaram. Como sempre abaixam a cabeça para a dupla CBKC-FCI.

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI (located in Belgium) + CBKC; and also to FCI (located in Spain)

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI (da Bélgica) + CBKC; e para a FCI (da Espanha).

Abraço a todos, Chico Peltier.

 

 

 

Post nº 187 – Tio Chico Informa nº 67 — Uncle Chico Newsletter # 67 – CIRCULAR, RESULTADO E FOTOS DA EXPO CAFIB DE BRASILIA POSTADAS NO NOVO SITE DO CAFIB – Com 44 Filas inscritos ocorreu um aumento de 63% comparado com a Expo de 2.013 !!! — NEWSLETTER, RESULTS AND PHOTOS OF CAFIB BRASILIA EXPO POSTED IN THE NEW CAFIB WEBSITE – With 44 Filas entries there was an increase of 63% compared to the 2013 Expo!!! — Enviado / Sent: 6/06/14

Tio Chico Informa nº 67 — Uncle Chico Newsletter # 67

CIRCULAR, RESULTADO E FOTOS DA EXPO CAFIB DE BRASILIA POSTADAS NO NOVO SITE DO CAFIB

Com 44 Filas inscritos ocorreu um aumento de 63% comparado com a Expo de 2.013 !!!

NEWSLETTER, RESULTS AND PHOTOS OF CAFIB BRASILIA EXPO POSTED IN THE NEW CAFIB WEBSITE.

With 44 Filas entries there was an increase of 63% compared to the 2013 Expo!!!

Amigos e amigas, — Dear friends,

Para acessarem as informações abaixo basta irem ao novo site do CAFIB: http://www.cafibbrasil.com/

To access the information below just go to the new CAFIB website: http://www.cafibbrasil.com/

Circular // Newsletter: http://www.cafibbrasil.com/leitor_not/items/circular-expo-brasilia-2014.html

Resultado e algumas fotos //Resultes ands ome photos: http://www.cafibbrasil.com/leitor_not/items/resultado-da-2-exposicao-de-brasilia.html

Mais fotos // More photos: http://www.cafibbrasil.com/leitor_gal/items/id-2-exposicao-de-brasilia.html

Ainda mais fotos // Even more photos: http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2014/06/05/post-no-185-tio-chico-informa-no-66-uncle-chico-newsletter-66-algumas-fotos-da-homogeneidade-constatada-nos-fila-cafib-na-expo-de-brasilia-obrigado-a-robson-freitas-por-nos-disponibili/

Parabéns à CAFIB-Brasília !!! Congratulations to CAFIB-Brasília !!!

Parabéns também ao nosso palestrante, Juiz Jonas Tadeu Iacovantuono, pois já estamos recebendo emails pedindo mais palestras nas nossas próximas Expos em Quatis (RJ), Jacareí (SP) e Porto Ferreira (SP).

Congratulations also to our speaker, Judge Jonas Tadeu Iacovantuono because we’re already getting emails asking for more lectures in our upcoming Expos in Quatis (RJ), Jacarei (SP) and Porto Ferreira (SP).

Muito obrigado aos fotógrafos Robson Freitas e Airton Campbell.

Manu thanks to photographers Robson Freitas and Airton Campbell.

Abraços, // Regards, Chico Peltier.

Post nº 186 – Perguntem ao Tio Chico nº 72 – Mais desabafos: desta vez de dois criadores do CAFIB… – Pseudo criadores sem argumentos desejam censurar o Tio Chico… – Duas cabeças parecidas? Mas, esqueceram de apresentar argumentação ? – Enviado em 6/06/14

Perguntem ao Tio Chico nº 72

Mais desabafos: desta vez de dois criadores do CAFIB…

Pseudo criadores sem argumentos desejam censurar o Tio Chico…

Duas cabeças parecidas?  Mas, esqueceram de apresentar argumentação ?

 

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI (located in Belgium) + CBKC; and also to FCI (located in Spain)

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI (da Bélgica) + CBKC e para a FCI (da Espanha).

226. Chico, parabéns pelo CAFIB, sua diretoria e seus criadores terem resgatado o Fila Puro da extinção e o “preservado tal qual herdamos da mãe natureza”, como voce muito bem escreve há quase 40 anos. Obrigado a voce por ter divulgado mundialmente a mestiçagem e até hoje alertar a todos os criadores, principalmente aqueles do sistema CBKC-FCI, os grandes problemas provenientes desta prática ilegal. Claro que nenhum criador tem obrigatoriamente que concordar e aceitar a Filosofia de Criação do CAFIB. Entretanto, aquele que pensa diferentemente do CAFIB, em minha opinião, deveria fazê-lo por meio de argumentos, explicações, provas, evidencias, fotos e documentos. E não por meio de duas ou três frases soltas nos Facebooks. Se não defendem em profundidade seus entendimentos sobre os problemas encontrados na Raça Fila, passam a ser apenas mais um que se junta ao grupo dos famosos e conhecidos NAM`s (Neo Apologistas da Mestiçagem). Estes, continuam como sempre discordando sem argumentos e, apenas, tentando desesperadamente proteger os mestiços que criam como se fossem Filas. Terminando: não tome conhecimento destes pseudo criadores que, sem argumentos, desejam te censurar a todo custo. Gozado: eles podem escrever e postar qualquer texto e foto que desejem nos seus diversos Facebooks e sites, muitas vezes sem nenhuma logica, conteúdo e conclusão; mas temem as verdades redigidas e tão bem divulgadas por voce ! Siga em frente com seu trabalho ! Não esmoreça. O Fila Puro agradece !!!

Obrigado, valeu muito o seu incentivo. Por isto, vamos continuar a divulgar o Fila Puro, a mestiçagem e tratar sempre com muita atenção e carinho os muitos criadores de Filas-Típicos do sistema CBKC-FCI. Veja alguns exemplos de Filas Típicos do CBKC-FCI em http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2013/11/25/post-no-142-tio-chico-informa-no-54-fotos-de-56-filas-tipicos-do-cbkc-data-221113/ . Quanto a mim, vou continuar a pensar a Raça Fila de maneira grande e mundial. Como uma Raça unida e única, com um fenótipo e temperamento característico e homogêneo, exatamente da mesma forma que todas as outras Raças caninas, independente dos mestiços e da omissão dos administradores da CBKC-FCI, que não se preocupam em proteger o Fila como determina seu próprio Estatuto (vide no item “Article 2 Objectives” clicando em http://www.fci.be/uploaded_files/97-2009-annex1-en.pdf .

227. Um pequeno email recebido de um apreciador do “fila-preto”: “Veja que interessante Tio Chico, são bem parecidas, não acha?”

Recentemente recebi um email com as fotos das duas cabeças abaixo, como sendo, no entendimento do remetente, de cabeças de dois cães da Raça Fila.

Isto mesmo: o remetente apenas anexou as duas cabeças e escreveu para mim: “Veja que interessante Tio Chico, são bem parecidas, não acha?”

Ou seja, em nenhum momento o remetente demonstrou o mínimo conhecimento suficiente para defender o seu próprio entendimento de que seriam duas cabeças “parecidas”.E de Filas!!! Muito comodista este remetente, não é mesmo?… rsrsrs…

Afinal, por que este remetente acha que são duas cabeças parecidas?E, pior, de dois Filas?

Não sei, pois o remetente não teve condições de defender seu próprio ponto de vista com um mínimo de argumentação e profundidade.

Talvez seja mais fácil passar a bola para os juízes do CAFIB e o Tio Chico…

Ou, quem sabe, o remetente achou que estava armando uma inteligentemente e sábia “pegadinha”?… rsrsrs…

Não sei mas, sendo assim, vou comentar estas duas cabeças.

Mas antes, um aviso muito IMPORTANTE:

Comento apenas estas duas cabeças exatamente como estas me foram enviadas. Isto é, baseado apenas nestas duas fotos que podem ter sido ou não alteradas para favorecer ou prejudicar o cão original.  Logo, comento as fotos e não os cães que originaram estas fotos. Se for uma pegadinha, paciência… O saldo prático é que a comparação é muito esclarecedora e vai ajudar muitos criadores a conhecerem mais o Fila e seu fenótipo:

ScreenHunter_164 Jun. 04 23.01

FILA BRASILEIRO                                                     CACHORRO PRETO (Sem Raça Definida)

típica da raça fila brasileiro                                              s/tipicidade com a raça fila ou srd (s/raça definida)

occipital saliente                                                                  occipital oculto

linha superior do crânio quase plana                              linha superior do crânio em curva acentuada

arcadas superciliares bem salientes                                arcadas superciliares pouco visíveis

stop suave quase inexistente                                            stop muito alto

olhos tamanho médio ou grde, ligeiramte ovalados   olhos pequenose semi cerrados

orelhas estreitam na extremidade inferior                    orelhas largas na extremidade e redondas

focinho de comprimento igual ao crânio                       focinho muito curto

focinho de profundidade correta                                     focinho mto profundo e + do que comprimto

comissura labial aparente                                                 comissura labial escondida pelos lábios superiores

barbelas paralelas                                                              papadas

expressão geral típica do fila                                           sem expressão típica de nenhuma raça definida

mordedura em tesoura                                                     mordedura em torquês ou prognata, provavelmte

etc,etc,etc,…                                                                        etc,etc,etc,…

Ou seja, concluindo:

1. Não sei, mas talvez seja preciso ser juiz especializado ou até mesmo criador muito experiente de qualquer clube de Fila para ver que estas duas cabeças são muito diferentes. Mas qualquer juiz capaz de julgar corretamente uma Raça canina consegue enxergar que estas duas cabeças são diferentes. As cabeças são iguais somente aos olhos de um neófitoou dos sabidões. Pena que existam tantos e que se julguem grandes entendidos na Raça Fila… Afinal, no meu ponto de vista, há necessidade de se ter bons olhos, bom senso, boa cabeça, ser coerente e não estar obcecado tentando sempre atacar o CAFIB, o Tio Chico e pior: tentando proteger mestiços com pedigree de Fila.

2. Mas se este remetente e outros criadores de cães SRD (Sem Raça Definida) ou até mesmo de “filas-mestiços” não concordarem comigo, ok, sem problemas. Que sigam em frente com suas “criações” e sejam muitíssimos felizes…

228. Caro Chico Peltier,

Fiquei muito satisfeito com vosso retorno por e-mail e por me incluir na sua lista de mails. Mas gostaria de fazer algumas considerações:

Primeiramente, parabéns a toda diretoria do CAFIB pela preservação do Fila, por esses 36 anos de historia que demonstram que o estigma de que Brasileiros não são sérios é uma fábula, pois este clube demonstra seriedade e competência durante toda sua existência. Pois em nosso planeta existem 193 países e em todos existem raças de cães selecionadas para cada povo segundo suas necessidades, mas podemos ter o orgulho que o nosso FILA BRASILEIRO é um cão completo e que por isso devemos preserva-lo PURO com todas nossas forças por se tratar de um presente que nos foi dado por Deus e diria até (religiosamente) um anjo que vive ao nosso lado para nos proteger de diversas formas como amigo, onceiro e guarda. Enfim um animal que hoje é muito mais elevado do que a média dos seres humanos que conhecemos… Pois é LEAL !

Gostaria de parabenizar pela inciativa de dois fatos recentes que foram a demonstração do Padrão do Fila de forma didática, numa parceria entre o Canil Itanhandu e o Sr. Jonas Tadeu Iacovantuono, juiz do CAFIB, onde qualquer leigo pode estudar, haja visto ser um dos Padrões mais detalhados da cinofilia mundial e que somente pode ser contestado por aqueles que só o desejam “interpretar” ou atacar. E, num segundo momento, a inciativa de realizar palestras e discussões como ocorreram recentemente nas vésperas das Exposições do CAFIB em Itanhandu e em Brasília de forma moderna (isto é, com transmissão simultânea ao vivo via redes sociais) e tão importante sobretudo para os incipientes na raça.

E, terminando, reitero meus agradecimentos ao CAFIB e direciono na sua pessoa tão cordial e solícita. E quanto ao seu Blog e Site saiba que é de leitura minha há algum tempo de forma frequente.

Um Fraternal e grande abraço , espero que quando da Exposição de Quatis possamos nos encontrar novamente. 

Atenciosamente, 

Agradeço sensibilizado em nome do CAFIB às suas observações acima.

Certamente nos veremos na próxima Expo do CAFIB na cidade de Quatis-RJ no dia 24/08/14.

Concordo com voce: “qualquer leigo pode estudar” no Padrão visual mencionado por voce acima (vide em “Desqualificação por Miscigenação”:http://www.cao-filabrasileiro.com/#!__fila-brasileiro-desq) .

Mas, infelizmente, os tolos e os NAM`s (Neo Apologistas da Mestiçagem) não conseguem sequer entender, quanto mais estudar… Dizem que gostam da Raça Fila, mas na verdade, não a criam, já que preferem seus mestiços com pedigree de Fila.

Por isto, vamos tratar sempre com muita atenção e carinho os muitos criadores de Filas-Típicos do sistema CBKC-FCI. Veja alguns exemplos de Filas Típicos do CBKC-FCI em http://filabrasileirochicopeltierblog.com/2013/11/25/post-no-142-tio-chico-informa-no-54-fotos-de-56-filas-tipicos-do-cbkc-data-221113/ .

 Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI (located in Belgium) + CBKC; and also to FCI (located in Spain)

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado primeiramente para os responsáveis pela FCI (da Bélgica) + CBKC  e para a FCI (da Espanha).

Abraço a todos, Chico Peltier.