Post nº 126 – Perguntem ao Tio Chico nº 55 – O cão preto desta foto seria aprovado numa AFT do CAFIB e aceito no plantel do CAFIB? Leia abaixo as análises dos seguintes juízes do CAFIB: Américo Cardoso, Pedro Borotti, ambos do CAFIB-Brasil, Jaime Perez do CAFIB-Espanha e Jan Kubesa do CAFIB-República Tcheca – Enviado em Data: 13-09-13

Perguntem ao Tio Chico nº 55

O cão preto desta foto seria aprovado numa AFT do CAFIB e aceito no plantel do CAFIB? Leia abaixo as análises dos seguintes juízes do CAFIB: Américo Cardoso, Pedro Borotti, ambos do CAFIB-Brasil, Jaime Perez do CAFIB-Espanha e Jan Kubesa do CAFIB-República Tcheca.Foto fila-preto com sitação do Harrisson

Meus amigos e amigas, continuando com as nossas respostas…

181. No dia 6/09/13, divulguei para todos voces o meu “Perguntem ao Tio Chico nº 53”, (vide clicando em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2013/09/06/post-no-124-perguntem-ao-tio-chico-no-53-o-cao-preto-desta-foto-seria-aprovado-numa-aft-do-cafib-e-aceito-no-plantel-do-cafib-leia-abaixo-as-analises-dos-seguintes-juizes-do-cafib-luciano-gaviao/ ) com a pergunta nº 174 que me questionava: “Tio Chico, voce acha que o cão da foto acima seria mesmo aprovado numa Análise de Fenótipo e Temperamento do CAFIB e, assim, seria aceito no plantel do CAFIB, conforme li numa recentemente e “SINGULAR” postagem num Facebook que afirmava: E ainda falam por ai que não existem Filas pretos típicos. Pintem este fila de dourado, cinza Jaguara e iria valer uma fortuna no Cafib…”. Voce concorda com esta afirmação?

Esta pergunta foi respondida apresentando as Análises dos seguintes juises do CAFIB: Luciano Gavião, Airton Campbell, Fernando Zanetti e Jonas Iacovantuono. Devido ao sucesso deste tema e terem me pedido mais análises, segue abaixo as Análises elaboradas por mais quatro juizes do CAFIB:

Mas antes, repito o que escrevi no início da minha resposta nº 174:

Resposta: NÃO. Este cachorro jamais seria APROVADO numa Análise de Fenótipo e Temperamento do CAFIB, pois mesmo numa rápida e superficial avaliação deste cão e, ainda, mesmo que baseado apenas nesta foto, segundo cinco juízes do CAFIB, entre eles, Luciano Gavião, Airton Campbell, Jonas Iacovantuono e Fernando Zanetti as seguintes características deste cachorro não se enquadram no que determina o Padrão do CAFIB para a Raça Fila Brasileiro:

Ou seja, este cachorro preto seria Reprovado numa Análise de Fenótipo e Temperamento do CAFIB por apresentar atipicidade em relação ao Padrão CAFIB, além de apresentar cor preta ardósia.

Assim, segue abaixo mais 4 novas Análises efetuadas com base na foto acima deste cachorro preto, elaboradas pelos seguintes juízes do CAFIB:

6. Rápida e superficial análise do juiz do CAFIB, Américo Cardoso:

“É sempre preciso realçar as ressalvas decorrentes de uma avaliação feita por fotografia, em que o ângulo pelo qual o animal foi retratado pode dar uma impressão falsa de suas reais proporções, além de, é claro, não permitir a avaliação de dentição, mordedura, temperamento, sistema nervoso e movimentação.

Este exemplar – além da cor preta (já por si só desqualificante) – apresenta diversas outras características de atipicidade a justificar sua reprovação em Análise do CAFIB. Na aparência geral, falta harmonia de proporções, com as pernas um pouco curtas e a cabeça exageradamente pesada para o restante do corpo. E é na cabeça que se evidenciam de forma mais nítida os sinais de mestiçagem. A linha superior do crânio não deveria ser tão arredondada e deveria ser mais paralela à superior do focinho. O focinho parece ser um pouco curto e, com certeza, é exageradamente profundo, sem definir suas linhas anterior e inferior, além de ser estreito e com rima labial em forma de “V” invertido (também falta desqualificante). A expressão dos olhos semicerrados é fortemente atípica (lembrando a do Mastim Napolitano), assim como as parótidas proeminentes; e as barbelas não formam as duas pregas paralelas que o Padrão CAFIB exige. Aparentemente, o trem traseiro (leve) é desproporcional ao dianteiro (robusto), o ísquio é muito inclinado, tornando a garupa caída, e a angulação coxofemoral deveria ser bem mais acentuada, evidenciando os joelhos. No trem dianteiro, a angulação escápulo-umeral é muito aberta e os ombros, deslocados para a frente, escondem o antepeito. Na linha inferior do tórax, o esterno deveria ser mais longo e manter a horizontalidade em toda a sua extensão. O ventre é esgalgado e a bainha do pênis, muito grande e pendulosa.

Portanto, ao lado da pelagem (que agora, para ser hipocritamente correto, acho que precisaremos chamar de afrodescendente porque a palavra “preto” vem se tornando imprópria), este exemplar, seguramente, seria reprovado em Análise, ou desqualificado em Exposição, do CAFIB.”

7. Rápida e superficial análise do juiz do CAFIB Jaime Perez da CAFIB-Espanha:

“Infelizmente no estoy autorizado a juzgar el ejemplar que me muestras, ya que apenas soy juez de Fila Brasileiro, mientras que el de la foto es un Mastín Brasileiro. Por tanto me limitaré a describir los elementos estructurales que comparten el Fila Brasileiro y el ejemplar de la foto, que tan sólo son dos: la línea superior del tronco y la línea superior del hocico. El resto de sus características morfológicas no son propias del Fila Brasileiro. Por lo tanto, si este ejemplar acudiera a uno de nuestros Análisis, sería reprobado.

Por otro lado, si procedemos a efectuar un juicio desde el punto de vista funcional, olvidándonos de su pertenencia a tal o cual raza, nos encontramos con un animal descompensado, con exceso de peso sobre el tren delantero, motivado por su esternón corto, y con una osatura liviana respecto al resto. La consecuencia de todo ello es que este animal no puede asumir las tareas propias del Fila Brasileiro. El exceso de peso mencionado hace que, con el ejercicio, carpos y metacarpos se vean seriamente comprometidos abandonando pronto su función amortiguadora. Si aplicamos el principio fundamental de la física que dice que la energía ni se crea ni se destruye, sino que solo se transforma, nos encontramos que, durante el movimiento, al disminuir la función amortiguadora de carpos y metacarpos por el exceso de peso que soportan, la energía cinética se transforma en calórica, ascendiendo desde las almohadas plantares hacia los músculos. El sobrecalentamiento de estos últimos hace que aparezca el cansancio, inutilizando al animal para el ejercicio de su labor.

Todo aquel ejemplar que pretenda ser un Fila Brasileiro tiene que cumplir tres premisas:

  1. 1. Tiene que parecer ser un Fila Brasileiro, es decir, poseer las características morfológicas propias de la raza.
  2. 2. Tiene que poder ser un Fila Brasileiro, es decir, poseer las características funcionales que le permitan ejercer las actividades que se le atribuyen.
  3. 3. Tiene que actuar como un Fila Brasileiro, es decir, tiene que mostrar el comportamiento típico de la raza

Concluyo diciendo que concuerdo al cien por cien con todo lo ya expresado por mis maestros respecto a este ejemplar.”

 Foto fila-preto com sitação do Harrisson

8. Rápida e superficial análise do juiz do CAFIB, Pedro Borotti:

“Reprovadíssimo…

Muito rapidamente: Cabeça: crânio abaulado, não mostra sulco mediano, stop acentuado, focinho curto e muito profundo, rima labial em V invertido, olhos não amendoados (fechados), inserção de orelhas corretas, barbelas pouco definidas, comissura labial caída.

Linha inferior ascendente, esterno deveria ser paralelo ao solo, bainha do pênis caída. Sem mencionar a cor…”

9. Rápida e superficial análise do juiz do CAFIB, Jan Kubesa do CAFIB-República Tcheca:

“Meus amigos juízes do CAFIB já comentaram tudo.

Primeiro: este cão é atípico e com muitas características que denunciam mestiçagem, principalmente decorrente de cruzamentos de Filas com cães da Raça Mastim Napolitano: crânio globuloso, paróticas acentuadas, olhos pequenos e semicerrados, expressão típica de Mastim Napolitano, rima labial “V” invertido, focinho mais profundo que largo e possivelmente estreito, porque o nariz ocupa toda a largura do focinho. Stop muito marcado, occipital invisível. Não tem 2 barbelas definidas, mas sim papada.

Figura – retangular, ombros de angulação muito regular, deslocados para frente, não existe antepeito. Cotovelos para fora, pés adentro. Dedos planos e abertos. Externo curto ascendente, tórax de rede, línea inferior defeituosa ascendente. Trem traseiro muito ruim, angulação muito deficiente – pernas de porco. Bainha do pênis demasiado grande e pendente.

Cor preta não existente no Fila Brasileiro.

Do fenótipo do verdadeiro Fila este cão tem somente a linha descendente da cernelha e ascendente atrás com dobradiça.

Segundo: o Fila deve ser um cão de trabalho efetivo, compreendendo muitas horas e quilômetros. A morfologia de deste cão — má angulação — não permite gerar a energia e impulso do trem posterior, má conformação de ombros e cotovelos, mais tronco desproporcional com demasiado peso de parte anterior comparando com parte posterior impedem seu uso na função de cão boiadeiro, um caçador ou um cão de guarda em fazenda.

Conclusão : este cão não parece um Fila, não é capaz fazer o trabalho de um Fila, logo, não é um Fila.”


                        Sendo assim, meus amigos, repito minhas conclusões que emiti na mesma resposta nº 174 (vide em https://filabrasileirochicopeltierblog.wordpress.com/2013/09/06/post-no-124-perguntem-ao-tio-chico-no-53-o-cao-preto-desta-foto-seria-aprovado-numa-aft-do-cafib-e-aceito-no-plantel-do-cafib-leia-abaixo-as-analises-dos-seguintes-juizes-do-cafib-luciano-gaviao/ :

Concluindo:

a) Logo, mesmo que estas Análises dos juízes do CAFIB tenham sido feitas baseadas em foto e, ainda, de forma rápida e superficial, este cachorro encontra-se totalmente fora do que define como sendo um Verdadeiro Cão de Fila Brasileiro o Padrão do CAFIB;

b) Sendo assim, baseado nas Análises acima, este cachorro, jamais iria “…valer uma fortuna no Cafib…” como redigido erradamente no Facebook;

c) Se o autor desta postagem pretende induzir conscientemente e de ma fé criadores ao erro ou, apenas, trata-se de mais um que gosta de escrever superficialmente, mas desconhece o que determina e dispõe o Padrão do CAFIB, realmente não sei…

d) mesmo assim, meu blog esta a disposição deste singular senhor para fazer seus comentários técnicos, educados, construtivos e com argumentos claros sobre este cachorro preto versus o Padrão CAFIB para o Fila Brasileiro.

e) este cachorro da foto pode ser Campeão pelo Fila-CBKC ou até mesmo Campeão Mundial pela FCI, mas no CAFIB seria simplesmente REPROVADO. E não apenas pela sua cor, mas sim por um conjunto de características atípicas à Raça Fila, estando portando em desacordo com o Padrão Cafib.

g) Finalizando e, como sempre de forma construtiva e educada, recomendo a leitura do excepcional artigo escrito por Dr. Paulo Santos Cruz, Mestre de Criação do CAFIB e mundialmente conhecido pelo título de “Pai da Raça Fila” datado de Dezembro-1.978 e publicado no Jornal O FILA nº1 e  intitulado “Como distinguir um Fila Puro de um Mestiço” clicando em http://www.filabrasileirochicopeltier.com.br/8-Documentos-de-1978/8_30/materia.html , onde os interessados poderão aprender sobre as características impregnadas na Raça Fila pela mestiçagem.

h) Portanto, já que este cão preto jamais fará parte do plantel do CAFIB, vamos mandar de presente para o autor desta singular postagem o recém criado Selo da Tolice”:

Foto Errar e Umano...

Note: as I have always done with all emails sent in the past, this was also sent primarily to those responsible for FCI (based in Belgium) + CBKC; and also to FCI (based in Spain)

Nota: como sempre fiz com todos os emails que enviei no passado, este também foi encaminhado  primeiramente para os responsáveis pela FCI (da Bélgica) + CBKC; e para a FCI (da Espanha). 

Obrigado a todos, Chico Peltier.

Anúncios